Transplantar e abandonar. Não adianta - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

Você já conhece nosso App? Clique aqui para saber mais. Ou na animação a seguir, para baixar e instalar em seu Android..


Tudo cabe no seu App. Bom dia! Clique para baixar e instalar.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

 

                    Transplantar e abandonar. Não adianta              

     

... O transplante faz a graça, A política, a desgraça de vidas arriscar. Sonega o medicamento necessário, oferta acompanhamento precário, ameaça sonhos, esperanças abortar...


Homem saudando o amanhecer.


Sem remédio e sem leito,

sem médico, sem jeito...


Transplante:


Vira lua que não faz luar;

lâmina sem fio,

barca sem rio,

navio sem mar.


Pé sem calçado,

calçado sem chão,

chão sem caminho,

pássaro sem ninho,

céu que perdeu a amplidão.


Alvorada sem sol,

dia sem arrebol,

laço transformado em nó.


“Presente de grego”,

desdita da sorte.

Bendito enredo,

tornado risco de morte.


Desfalque no erário,

investimento perdido.

Sistema ordinário,

descaso bandido.


É ganhar uma Ferrari e faltar combustível para andar,

ter avião e não poder voar,

engolir um boi e com um mosquito se engasgar,

morrer na praia após tanto nadar.


Bem assim,

triste assim:

O transplante faz a graça,

A política, a desgraça de vidas arriscar.

Sonega o medicamento necessário,

oferta acompanhamento precário,

ameaça sonhos, esperanças abortar.


***


AS ASSOCIAÇÕES ATX-BA E VIVA-TRANSPLANTE, CRIARAM uma PÁGINA para os transplantados poderem socializar suas denúncias quanto ao descaso e desatenção que colocam suas vidas em risco, através da falta de medicamentos, carência de leitos e médicos, higiene básica e materiais para procedimentos; entre tantas outras necessidades.


https://www.facebook.com/groups/928631360515960?_rdr



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

Um comentário:

  1. Lamentável que seja assim, há muita falta de disciplina, de responsabilidade dos que se encarregam de fazer acontecer!
    Transformastes em versos né meu amigo poeta?
    A sensibilidade nos faz agir, reagir, alertar, pois está na hora de mudar isso tudo que estamos vendo, isso não é de hoje bem sabemos, bem sabemos mesmo!!!
    Abraços e tenhas uma linda tarde, aqui está chovendo, Sampa está ao léu com falta de chuva e consequentemente falta de água!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...