Transplantar e abandonar. Não adianta


Ilustração oficial do blog - Uma rosa vermelha na diagonal, sobre um fractal do por do sol, com o nome Apon em relevo, na parte inferior da imagem. #PraCegoVer

Sem remédio e sem leito,

sem médico, sem jeito...


Transplante:


Vira lua que não faz luar;

lâmina sem fio,

barca sem rio,

navio sem mar.


Pé sem calçado,

calçado sem chão,

chão sem caminho,

pássaro sem ninho,

céu que perdeu a amplidão.


Alvorada sem sol,

dia sem arrebol,

laço transformado em nó.


“Presente de grego”,

desdita da sorte.

Bendito enredo,

tornado risco de morte.


Desfalque no erário,

investimento perdido.

Sistema ordinário,

descaso bandido.


É ganhar uma Ferrari e faltar combustível para andar,

ter avião e não poder voar,

engolir um boi e com um mosquito se engasgar,

morrer na praia após tanto nadar.


Bem assim,

triste assim:

O transplante faz a graça,

A política, a desgraça de vidas arriscar.

Sonega o medicamento necessário,

oferta acompanhamento precário,

ameaça sonhos, esperanças abortar.


***


AS ASSOCIAÇÕES ATX-BA E VIVA-TRANSPLANTE, CRIARAM uma PÁGINA para os transplantados poderem socializar suas denúncias quanto ao descaso e desatenção que colocam suas vidas em risco, através da falta de medicamentos, carência de leitos e médicos, higiene básica e materiais para procedimentos; entre tantas outras necessidades.


https://www.facebook.com/groups/928631360515960?_rdr


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


Antonio Pereira Apon

Autor do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Procurando escrever em prosa e verso com a arte da vida.

1 Comentários

Obrigado por sua visita. Agora que terminou a leitura, que tal deixar seu comentário na caixa de comentários abaixo? Sua interação é muito importante. Obrigado.

  1. Lamentável que seja assim, há muita falta de disciplina, de responsabilidade dos que se encarregam de fazer acontecer!
    Transformastes em versos né meu amigo poeta?
    A sensibilidade nos faz agir, reagir, alertar, pois está na hora de mudar isso tudo que estamos vendo, isso não é de hoje bem sabemos, bem sabemos mesmo!!!
    Abraços e tenhas uma linda tarde, aqui está chovendo, Sampa está ao léu com falta de chuva e consequentemente falta de água!

    ResponderExcluir
Postagem Anterior Próxima Postagem

Pular para comentários.



Pular para comentários.


Clique na imagem acima para ler uma postagem sorteada especialmente para você.


Clique para ler: A pedra.            Poema de Antonio Pereira Apon.

Clique na imagem do escultor para ler: A pedra. Nosso poema que tem sido plagiado.




Fale conosco.


Assista nossos vídeos, inscreva-se no Apon na arte do viver.



Se ainda não se inscreveu, inscreva-se em nosso canal, clique no sininho para escolher receber nossas notificações, ser avisado(a) dos vídeos novos. E não esqueça de dar seus likes. Conto com você! Obrigado.