Feliz visitante!

Seja bem-vindo(a)!


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner





Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraido nela tropeçou...



Por si só, uma pedra É uma pedra. O uso que fazemos dela é o que faz a diferença: Construir, descansar, brincar, poetizar, matar, esculpir... Poema do livro: Essência (1999), de Antonio Pereira (Apon). Nem Renato Russo, Fernando Pessoa, plagiadores....


Poema A pedra, de Antonio Pereira (Apon)


A pedra

Este poema foi publicado em 1999 no livro: Essência.


Autor: Antonio Pereira (Apon)


Capa da segunda edição de : Essência.


O distraído, nela tropeçou,

o bruto a usou como projétil,

o empreendedor, usando-a construiu,

o campônio, cansado da lida,

dela fez assento.

Para os meninos foi brinquedo,

Drummond a poetizou,

Davi matou Golias...

Por fim;

o artista concebeu a mais bela escultura.

Em todos os casos,

a diferença não era a pedra.

Mas o homem.



O poema acima é de minha única e exclusiva autoria. Descobri que ele tinha sido copiado do meu antigo* site (br.geocities.com/aponarte/, www.geocities.com/aponarte/ e estava circulando como de autor desconhecido, com o nome de plagiadores, e até autores famosos como: Renato Russo, Fernando Pessoa, Chaplin... Em versões modificadas do mesmo (veja abaixo, algumas das formas do plágio).


A publicação dele aqui no Site/Blog e no "Recanto das Letras", se dá conforme a criação do blog e da minha inscrição e atividades nesse espaço literário. Infelizmente, a WEB está infestada de usurpadores e criaturas de caráter deficitário. Pesso as nefastas, que induzem gente de bem a copiar e reproduzir enganos que caracterizam crime de plágio.


Os sites e blogs, que por desconhecimento, postaram o texto com os citados problemas, quando esclarecidos, prontamente realizaram as devidas correções.


Uma visita ao site Wayback Machine (Máquina de voltar atrás), pode comprovar que o poema: A pedra. Já estava no meu site (No extinto Geocities) em 2001/2002, desmascarando definitivamente os plagiadores.


Peço ao amigo leitor que divulgue esses esclarecimentos, e que encontrando esse ou outro de nossos escritos sem os devidos créditos, comunique-nos clicando aqui (para que possamos tomar as medidas cabíveis) ou ao responsável pela página equivocada (para que efetue as necessárias correções).


Obs. *Com a decisão do Yahoo/Geocities de suspender o serviço de hospedagem de site. Migramos para a plataforma Blogger (Após testar outras opções). Passando a usar o domínio próprio: http://www.aponarte.com.br/


Lembramos que plágio é crime previsto na legislação de direitos autorais e propriedade intelectual. Estando os infratores sujeitos à responsabilização judicial.


Ajude-nos a resgatar a real forma e autoria do nosso poema. Envie-nos o(s) endereço(s) da(s) página(s) onde o encontrou com erro ou omissão do nome do autor.
Você não precisa se identificar (os campos: Nome e E-mail são de preenchimento Opcional).
Após o envio de sua mensagem, nossa página inicial será exibida.


Nome do Remetente:
E-mail do remetente:
Assunto:
Mensagem:

Powered by UOL HOST - Hospedagem de Sites


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.


***


Vejam algumas das formas plagiadas que circulam na internet:


Plágio 1 (Esse é o mais difundido):


O distraído nela tropeçou...

O bruto a usou como projétil.

O empreendedor, usando-a, construiu.

O camponês, cansado da lida, dela fez assento.

Para meninos, foi brinquedo.

Drummond a poetizou.

Já David, matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...

E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!

Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.


Plágio 2 (Esse eu comecei a encontrar mais recentemente):


O bruto a usou como arma...

O empreendedor a usou para construção...

O camponês dela fez um assento...

Drummond a poetizou...

Já Davi, com ela matou golias...

Jacó a fez de travesseiro e Deus lhe deu um sonho maravilhoso...

Michelangêlo dela fez belas esculturas...

OBSERVE: que a diferença não está na Pedra,mas sim nas pessoas! Não existe pedra no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento...!!


Plágio 3 (encontrei dois dessa forma):


Os distraídos tropeçam nelas.

Os violentos as usam como armas.

Os empreendedores constroem com elas.

As crianças as usam como brinquedos.

Com uma pedra Davi matou Golias.

Michelangelo extraiu das pedras as esculturas mais bonitas.

E em todos os casos a diferença não estava na pedra, mas naqueles que as utilizaram.


Plágio 4:


O distraído tropeçou nela,

O violento, projetou-a

O empreendedor construiu com ela.

O homem do campo, cansado, usou-a como assento.

As crianças brincaram com ela.

Drummond poetizou-a

David usou-a para matar Golias.

Miguel Ângelo fez com ela as mais belas esculturas

Em todos os exemplos, a diferença não estava na Pedra... Mas sim no tipo de Homem.

Não existe pedra no teu caminho que não possas usar para teu próprio benefício.


Tem plágio até em espanhol:


El distraído tropezó con ella...

El bruto la usó como proyectil.

El emprendedor, usándola, construyó.

El campesino, cansado del trabajo, la convirtió en un asiento.

Para los chicos, fue un juguete.

Drummond la poetizó.

David mató a Goliat; y Miguel Ángel extrajo de ella la escultura más bella...

En todos estos casos, la diferencia no estuvo en la piedra, ¡sino en el hombre!

No existe "piedra" en su camino que no pueda aprovechar para su propio crecimiento.


Aparecem outros plágios com pequenas variações de forma e com títulos diferentes, para confundir e dificultar a detecção.

79 Comments

Caro Antonio,

Lendo seu depoimento sobre os direitos autorais sobre o poema A Pedra, e atendendo ao seu apelo, minha filha e eu já corrigimos a postagem onde seu poema está inserido. Confira:

http://minhavidameucaminho.blogspot.com/2010/07/compartilhando-minhas-experiencias.html

Meu afetuoso abraço,
Yolanda

Responder

António, é uma pena que isso te tenha acontecido. As pessoas já sabem as regras, mas insistem em usurpar o trabalho alheio. Que pena!

Abraços

Responder

Oi Yolanda.

Agradeço sua prestimosa atenção e sinto-me honrado em ter meu poema postado em meio a tanta sensibilidade, explicitada nas páginas do seu blog.

Um abração.

Responder

Oi Luisa.

Infelizmente, não encontramos na internet apenas gente de bem. Como no mundo real, no virtual também, o mau-caratismo vem se espalhando, e sem o menor constrangimento, roubam a criação dos outros

Um abração.

Responder

Olá Antonio!
Isso acontece muito mesmo! O importante é estar sempre atento e solicitar ao "plagiador" ou até mesmo ao desavisado e mal informado sobre a autoria do poema. Se, apesar disso, o problema persistir e a pessoa não lhe der os devidos créditos, acione o Google! Posso te afirmar, por experiência, que ele resolve!
Grande abraço e boa sorte!
Jackie

Responder

olá guri Antonio
como eu costumo dizer
nem mesmo o exterminador seria capaz
de acabar com esta raça
morre um nasce 3 é imortal infelizemnte
o poema é lindo talvez por isso tenha chamado a atenção dos plagiadores de plantão
coisa chata tchê
num ter capacidade é fogo

bjim guri

Responder

Obrigado Jackie.

Tenho sido atendido quando peço a retificação. Mas, vez por outra, em páginas desavisadas reaparece o poema com o nome de um plagiador ou como sendo do “famoso autor desconhecido”.

Um abração.

Responder

Olá Guria.

Pois é. Copiam sem o menor constrangimento e alguns, descaradamente assinam a autoria do que não criaram. Coisa de mau-caráter.

Um abração

Responder

Olá Antonio
Belíssimo poema!
Profundo e repleto de sensibilidade poética!
Já fui plagiada também,sei como se sente.
Amigo, denuncie este crime de plágio.
Só podemos combater tais abusos, de formas jurídicas.
Plágio é crime, e tem que ser severamente punido.
Boa sorte
Grande abraço!
Alba

Responder

Obrigado Alba.

Acredito que a divulgação é o primeiro passo para desmascarar os mal intencionados, os que DOLOSAMENTE se apropriam da criação alheia. Assim também, alertamos os incautos e desavisados para a gravidade do CRIME de plágio e a importância de dar os reais e devidos créditos aos autores, respeitando a propriedade intelectual, como previsto na lei de direitos autorais. Sob pena de responsabilização judicial por ROUBO.

Um abração.

Responder

Antonio , eu conheci sua poesia hoje a amei............me fez pensar muito e até me questionar sobre como estou levando minha vida.............você foi realmente inspirado por Deus ao escrever "A Pedra" , parabéns

Responder

Oi Paty.

A vida é a resultante de nossas escolhas. Nada é bom ou mau por si só, tudo depende do uso (ou abuso) que fazemos.

Obrigado pela gentileza das palavras e pela visita. Volte sempre.

Um abração.

Responder

Belíssimo poema! Acabei de vê-lo em um blog com a autoria atribuída a Charles Chaplin!! Dái pensei, desde quando Charles Chaplin citaria drummond...Absurdo bem pior que autor desconhecido. Por isso é sempre bom da uma pesquisada antes do Ctrl+C.

Responder

Pois é... Seria comico se não fosse trágico. Uma total falta de cuidado e respeito. Mas o pior mesmo são os estelionatarios que assumem a autoria do que não criaram. Absurda amoralidade.

Um abração.

Responder

Caríssimo,
sempre tomo cuidado quando posto poemas, citações, etc... tanto que postei seu poema como autor desconhecido. Agora.. prazer em conhecê-lo! Crédito seu... pedras de todos nós :) Espero construir diversos castelos ainda, hehehe.
Abraços!

Responder

Obrigado Fabi.

O prazer é nosso. Afinal, se você postou em seu Blog o nosso poema, foi por ele de alguma forma ter tocado sua sensibilidade. Seja sempre bem-vinda! estamos aqui para somar e multiplicar, construir castelos e sobretudo, edificar pontes de amizade.

Um abração.

Responder

Só agora li seu poema que é, realmente, de grande valor. Belíssimo e profundo.
Você não é o primeiro a demonstrar esse inconformismo. Certa vez, um poeta também se posicionou, nesse sentido, ao encontar seus versos circulando pela internet, como de autoria de Clarice Lispector. Eu estava começando meu blog e pensei que fosse um caso isolado. Mas , não. Foi bom ler seu apelo, porque podemos todos funcionar como observadores, na defesa de nossos amigos.

Bjs.

Responder

Olá Apon,

É tudo uma questão de "EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA".
Nem não tem veia para a escrita, a terá para outra coisa qualquer.
lamentável!!!!!

Beijos de luz.

Responder

Obrigado Marilene!

O cúmulo do malcaratismo é quando assinam como autores daquilo que não criaram. Divulgar para o maior número possível de pessoas, é uma forma de desmascarar esses plagiadores e combater o parasitismo intelectual.

Um abração e um bom final de semana.

Responder

Pois é querida amiga Luz!

Cada um deve procurar e desenvolver o seu talento. Se gostou de um texto, cita o nome do seu autor, se desconhece a autoria (enquanto não descobre), cita o famoso “Autor desconhecido”. Mas, nunca assume a autoria do que não é seu. Gente de bem, pessoas de caráter agem assim. O resto...

Um abração.

Responder

Oi garoto!Li o seu poema num determinado blog, sem citar o autor.
Achei bonito e desejei postar no meu blog,mas tenho o hábito de procurar quem é o autor, coloquei alguns versos no google e vim parar aqui...rs.
Portanto, quem o divulga sem te citar ou citando "autor desconhecido", é porque desconhece ética.
Não sou escritora mas amo rabiscar historinhas infantis e já aconteceu isto comigo, várias vezes.
Muita paz e sucesso.
abçs,

Responder

Olá Soninha!

Infelizmente, na internet o parasitismo intelectual apronta dessas coisas. Quanto ao "garoto", já tem algum tempo (bastante) que não me chamam assim. Brigadooooooooooo!!! Kkkkkkkkk...

Um abração.

Responder

Caro Antonio, acabei de ler o seu poema no facebook, como sendo de Renato Russo (perfil/página Malditócio). E, nos comentários, como sendo de Fernando Pessoa!

Eu fui tentar buscar no google, se encontrava a real autoria, pois gosto de colecionar frases. Foi assim que me deparei com o seu blog. Espero que seja mesmo seu, o poema. Na internet é muito difícil mesmo confiar na informação.

Responder
Este comentário foi removido pelo autor.

Olá Livia!

Obrigado pelo alerta. O poema é meu sim. Mass cada hora atribuem a um autor diferente. Maluquices da internet.

Um abração.

Responder

Olá, Antonio...
Escutei esse poema em uma rádio como autor desconhecido..Tem poemas que gosto e coloco no meu blog com seus devidos créditos.Fui buscar o autor do poema e me deparei com um plágio onde foi acrescentado frases que não combinavam e cheguei até seu blog.Postei no meu blog com os devidos créditos http://belrech.blogspot.com/2012/01/pedra.html
Lindo o seu poema, mas o original..Gostei e fiquei por aqui..um abraço
OBS.Também enviei uma mensagem para a rádio para os devidos créditos.
Paz e bem

Responder

Olá Bel!

Quero te agradecer pelo cuidado de pesquisar a autoria e dar os devidos créditos ao meu poema que anda circulando como de autor desconhecido, com o nome de plagiadores e até mesmo de Chaplin, Fernando Pessoa ou Renato Russo.

É sempre bom, poder contar com a colaboração de pessoas sérias e responsáveis como você. A divulgação do poema original com a real autoria, nos permite esclarecer aos desinformados e desmascarar os usurpadores.

Estou seguindo seu Blog.

Um abração

Responder

Eu acabei de corrigir mais uma publicação indevida... Parabéns pelo lindo poema! É nosso dever como cidadão instruir as pessoas, ainda que não sejamos os autores, mas desde que tenhamos o conhecimento do verdadeiro autor. Um abraço!

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=254324214639217&set=a.121818027889837.21697.121808131224160&type=1&theater

Responder

Obrigado ROSSANA!

A colaboração de vocês tem sido fundamental.

Um abração.

Responder

Entre tantas outras no Facebook, as páginas abaixo, apresentam: A pedra, sem citar o autor ou citando a autoria errada.

Por favor, me ajudem a corrigir esses equívocos.

Lista de páginas com autoria faltando ou incorreta:

http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=166956770073782&id=100002783804236&refid=46&_ft_a=100002783804236&_ft_tf=166956770073782&_ft_tpi=100002783804236&_ft_ti=22&_ft_fth=657bd13b810cbfaa&_ft_time_ft=1326969844 http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=212662355489973&id=100002386299862&refid=46&_ft_a=100002386299862&_ft_tf=212662355489973&_ft_tpi=100002386299862&_ft_ti=22&_ft_fth=da43a439a9de239b&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=156316294479619&id=100003037484637&refid=46&_ft_a=100003037484637&_ft_tf=156316294479619&_ft_tpi=100003037484637&_ft_ti=22&_ft_fth=d426f4e0ba0235b2&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=171183752985994&id=100002831119004&refid=46&_ft_a=100002831119004&_ft_tf=171183752985994&_ft_tpi=100002831119004&_ft_ti=22&_ft_fth=a574b26d085a62bd&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=350070745020754&id=100000534937495&refid=46&_ft_a=100000534937495&_ft_tf=350070745020754&_ft_tpi=100000534937495&_ft_ti=22&_ft_fth=66d7f299a5395f83&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=367222223291122&id=100000100411787&refid=46&_ft_a=100000100411787&_ft_tf=367222223291122&_ft_tpi=100000100411787&_ft_ti=22&_ft_fth=f4beca4e5e7499ba&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=131624856956686&id=100003275178122&refid=46&_ft_a=100003275178122&_ft_tf=131624856956686&_ft_tpi=100003275178122&_ft_ti=22&_ft_fth=b3123224b3892e7f&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=303871619659688&id=100001105572032&refid=46&_ft_a=100001105572032&_ft_tf=303871619659688&_ft_tpi=100001105572032&_ft_ti=22&_ft_fth=71947c440a292291&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=348392715171755&id=100000030874441&refid=46&_ft_a=100000030874441&_ft_tf=348392715171755&_ft_tpi=100000030874441&_ft_ti=22&_ft_fth=7cc5ab153989ea73&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=214226885335837&id=100002455814193&refid=46&_ft_a=100002455814193&_ft_tf=214226885335837&_ft_tpi=100002455814193&_ft_ti=22&_ft_fth=a77abc78a3cd76e3&_ft_time_ft=1326969844
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=151803458267107&id=100003123600326&refid=46&_ft_a=100003123600326&_ft_tf=151803458267107&_ft_tpi=100003123600326&_ft_ti=22&_ft_fth=85e841b995a32456&_ft_time_ft=1326971482
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=363378300344949&id=100000183472802&refid=46&_ft_a=100000183472802&_ft_tf=363378300344949&_ft_tpi=100000183472802&_ft_ti=22&_ft_fth=288204aad349ccda&_ft_time_ft=1326971482

Responder

Mais páginas com erro:

http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=222726921145803&id=100002254896324&refid=46&_ft_a=100002254896324&_ft_tf=222726921145803&_ft_tpi=100002254896324&_ft_ti=22&_ft_fth=361fbde4c40645df&_ft_time_ft=1326971482
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=210812172344803&id=100002480640209&refid=46&_ft_a=100002480640209&_ft_tf=210812172344803&_ft_tpi=100002480640209&_ft_ti=22&_ft_fth=30b36d105cda3aee&_ft_time_ft=1326971482
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=255213967883055&id=100001833614687&refid=46&_ft_a=100001833614687&_ft_tf=255213967883055&_ft_tpi=100001833614687&_ft_ti=22&_ft_fth=626cffacb3210a2f&_ft_time_ft=1326971482
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=149804865134129&id=100003138480763&refid=46&_ft_a=100003138480763&_ft_tf=149804865134129&_ft_tpi=100003138480763&_ft_ti=22&_ft_fth=784d2e6e0e38d3f4&_ft_time_ft=1326971930
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=1794826767800&id=1753644373&refid=46&_ft_a=1753644373&_ft_tf=1794826767800&_ft_tpi=1753644373&_ft_ti=22&_ft_fth=d6b3fc9a66ce0e0c&_ft_time_ft=1326971930

http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=3018642955876&id=1556703419&refid=46&_ft_a=1556703419&_ft_tf=3018642955876&_ft_tpi=1556703419&_ft_ti=22&_ft_fth=e1fd8d6fe90130b7&_ft_time_ft=1326971930
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=261873573879290&id=100001699492107&refid=46&_ft_a=100001699492107&_ft_tf=261873573879290&_ft_tpi=100001699492107&_ft_ti=22&_ft_fth=eae9e7036e297153&_ft_time_ft=1326971930
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=226726210742482&id=100002153133787&refid=46&_ft_a=100002153133787&_ft_tf=226726210742482&_ft_tpi=100002153133787&_ft_ti=22&_ft_fth=b37ab38355b4f77b&_ft_time_ft=1326971930
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=167769606658781&id=100002772274815&refid=46&_ft_a=100002772274815&_ft_tf=167769606658781&_ft_tpi=100002772274815&_ft_ti=22&_ft_fth=d8c9fca0d5d5aa84&_ft_time_ft=1326971930
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=119942454792592&id=100003305152058&refid=46&_ft_a=100003305152058&_ft_tf=119942454792592&_ft_tpi=100003305152058&_ft_ti=22&_ft_fth=85d2d1ffddaac535&_ft_time_ft=1326971930
http://www.facebook.com/story.php?story_fbid=291914947524113&id=100001168317036&refid=46&_ft_a=100001168317036&_ft_tf=291914947524113&_ft_tpi=100001168317036&_ft_ti=22&_ft_fth=d1a1d8fd18894674&_ft_time_ft=1326971930

Responder

Divulguei o fato no meu blog, conforme o seu pedido. Um abraço, Yayá.

Responder

O poema é lindo, ainda bem que mesmo tendo pessoas sem escrúpulo, há e muito mais pessoas dignas que sabem valorizar os lindos trabalhos poéticos de poetas como você,um exemplo é a Yayá, eu nunca fui plagiada, apenas uma vez no orkut, mas eu mesma disse à pessoa agradecendo por ela ter gostado do meu poema, ela ficou sem graça e retificou!
Abraços e espero que as pessoas aprendam com essa divulgação que é feio e errado plagiar.
Ivone

Responder

Muito obrigado Iaiá!

A ajuda dos amigos, é uma ferramenta importante para combater esse plágio.

Um abração e bom fim de semana.

Responder

Olá Ivone!

Infelizmente, quando descobri, o plágio já tinha se espalhado. Tem gente que não se limita a gostar e citar, quer se apropriar. Lamentável.

Um abração e bom fim de semana.

Responder

Amigo Antonio,os que fizeram isso só o aplaudiram, de forma errada mas aplaudiram e espero que possam se desculparem contigo?!Obrigada por ir em um dos meus espaços e estar a me seguir, adorei, pois pelo visto comungamos as mesmas idéias!
Abraços.
Ivone Poemas
henristo.blogspot.com
"poemas sem peias" e "levitar em brancas nuvens"

Responder

Bom dia Antonio, peço as devidas desculpas pelo ocorrido! Como recebemos diversas mensagens por e-mail, fica dificil saber sobre a autoria real das mesmas. Fiz a devida alteração em meu site. Caso prefira que retiremos sua mensagem de nosso banco de dados, por favor me avise. Fico feliz em receber seu e-mail, assim pude conhecer o autor de uma mensagem tão bela. Que Deus o Ilumine!!

Caso queira dar uma conferida no site, http://www.novodespertar.com.br/mensagem/reflexao/a-pedra

Abraços,
Anderson

Responder

Obrigado Anderson. Pela atenção e pronta correção.

Um grande abraço.

Responder

Caro Antônio,
Recebi seu poema em um e-mail enviado por uma colega de trabalho.
Veio sem a identificação do autor. Então, fico muito feliz por poder lhe conhecer e dar os devidos créditos por tão linda mensagem. Amei seu site. PARABÉNS! Você é realmente iluminado!
Abraços, Suely (Bazar: Reciclar, reutilizar e reaproveitar, já!

Responder

Obrigado Suely.

Conto com você e cada leitor amigo. Para divulgar esses esclarecimentos em sites, blogs, redes sociais...

Um abração e um bom carnaval.

Responder

Ola, Antonio,

Eu recebi este poema no meu orkut e resolvi guarda-lo no meu blog. Ele ja chegou ate mim como você viu la: sem autoria e ja alterado. Mas o autor apareceu e eu não gosto de tirar creditos de niguem. Ja estou corrigindo. Abraço.

link da postagem corrigida: http://eu-nebulosa.blogspot.com/2012/02/pedra.html

Responder

Obrigado Angela.

Você e cada leitor amigo. São fundamentais na divulgação e esclarecimento em sites, blogs, redes sociais...

Um abração e um bom carnaval.

Responder

Olá, obrigado pelo comentário no meu site Frases curta agradeço pela dica da frases O QUE VOCÊ FAZ COM A SUA PEDRA? relamente não tinha achado nenhum autor dessa frase quando a peguei na internet mais seu verdadeiro nome como você disse já foi atualizado ok . peço que se alguem ver alguma frase do seu real autor favor nos informar porem as pessoa altera esses nome , nao tem como agente saber obrigado.
seu link já esta sendo divulgado la ok abraço . http://www.frasescurta.com/frases/religiosas/o-que-voce-faz-com-a-sua-pedra/

Responder

Olá Antonio,
Sou professora e estava em busca de uma mensagem para meus alunos quando me encantei com seu poema, que recebi como sendo de um "autor desconhecido", mas como sei deste tipo de problema na net, antes de usá-lo resolvi pesquisar e estou aqui.
Pretendo usá-lo como mensagem de boas-vindas, mas sem dúvida, colocarei seu nome como autor.
Um abraço,
Maria Lívia

Responder

Querido Antônio, boa noite!

A publicação do seu poema "A PEDRA", ainda que com autor desconhecido,me valeu, pois assim descobri seu blog e sua obra e gostei muito.
Fiz as devidas correções, creditando-lhe o que lhe é de direito.

Grande abraço Antonio e já me fiz em um seu leitor.

Roberval Paulo,
www.robervalpaulo.blogspot.com/

Responder

Adorei teu poema,...o plágio é mesmo o calcanhar de Aquiles no mundo virtual,...infelizmente!!!...

Responder

Já fiz a correção da autoria deste poema em meu Blog opiniaojovembrasil.blogspot.com

E é com muita satisfação que o faço, pois, é lamentável que muitos autores não são reconhecidos em suas inspirações tendo muitas das vezes um trabalho muito maior para esclarecer situações como estas.

Saiba que a partir de hoje você pode contar com um amigo em Mato Grosso do Sul.

Que Deus te ilumine cada vez mais para que você possa nos iluminar com inspirações como esta.

Valeu!!!

Responder

Obrigado Marcos. Sigo nessa luta para resgatar a autoria do meu poema.

Um grande abraço.

Responder

Antonio, parabens pelo seu talento! Tenho comprado a briga de poetas que nem sequer sabem que estao sendo plagiados, principalmente no Facebook. Confrontei a um plagiador e nao deu em nada. Ele continua se apoderando de textos de autores famosos e com isso ganhando aplausos e elogios de centenas de admiradores ingenios, pouco esclarecidos e nada curiosos. Ficarei atenta se eu vir o seu trabalho sendo plagiado.
Abracos,

Responder

Obrigado Dinha. A ajuda de cada amigo(a) leitor(a) é sempre bem-vinda nessa nossa luta contra esse plágio.

Um abração.

Responder

Olá Antonio, antes de mais nada preciso parabenizá-lo pelo poema que é divino. Amei, porém, encontrei na internet como sendo de autoria de Renato Russo... como pretendo posta-lo no meu blog resolvi pesquisar e vim parar aqui e descobri o verdadeiro autor. Dessa forma, venho pedir a permissão para publicá-lo no meu blog (batepapodemaeaprendiz.blogspot.com.br) dando os devidos crédidos a vc que é uma pessoa abençoada e ao seu site. Estou iniciando o meu blog essa semana e queria que fosse com um poema lindo como o seu. bjs.

Responder

Olá Rachel.

Obrigado pelas palavras elogiosas, pelo cuidado e interesse. Esteja à vontade para postar nosso poema em seu Blog. Eu gosto quando as pessoas o fazem dando os devidos créditos. É um sinal de respeito e admiração por nosso trabalho. Em contrapartida, tenho verdadeiro horror aos plagiadores. Esses, não passam de parasitas intelectuais, gatunos da criação alheia, pessoas sem caráter, que infestam a internet com seu nefasto desrespeito aos autores.

Um abração, E mais uma vez: Obrigado.

Responder

Vejam algumas das formas plagiadas que circulam na internet:

Plágio 1 (Esse é o mais difundido):

O distraído nela tropeçou...
O bruto a usou como projétil.
O empreendedor, usando-a, construiu.
O camponês, cansado da lida, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já David, matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!
Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.

Plágio 2 (Esse eu comecei a encontrar mais recentemente):

O bruto a usou como arma...
O empreendedor a usou para construção...
O camponês dela fez um assento...
Drummond a poetizou...
Já Davi, com ela matou golias...
Jacó a fez de travesseiro e Deus lhe deu um sonho maravilhoso...
Michelangêlo dela fez belas esculturas...
OBSERVE: que a diferença não está na Pedra,mas sim nas pessoas! Não existe pedra no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento...!!

Aparecem outros plágios com pequenas variações de forma e com títulos diferentes.

Responder

olá sou do blog a Arte de educar: proaiseartedeeducar.blogspot.com, achei o poema na net com autor desconhecido, mais já coloquei a autoria do mesmo, obrigado pela atenção, já estou te seguindo, espero que me siga também!

Responder

Nossa! Esse poema é um dos meus preferidos, mas eu realmente queria saber quem era o autor!
Inclusive gostaria de usá-lo para ilustrar um dos meus posts, claro com os devidos créditos (o verdadeiro agora!. Posso?

Parabéns pela criatividade!

Responder

Olá Keyla.

Pode usar sim. Sinto-me honrado em encontrar um texto meu (com os devidos créditos) em outro site/ blog. Vejo isso como uma deferência, um sinal de admiração e respeito pelo meu trabalho. Já quanto ao plagiador, que indevidamente assume a autoria do que não criou, modifica a obra alheia para disfarçar seu crime, espalhando equívocos, induzindo gente de bem a disseminar embustes. Esse é um bandido execrável que devemos denunciar e combater. É o que tenho feito com o plágio desse meu poema.

Obrigado.

Um abração e bom final de semana.

Responder

Obg, Antonio!
E obg também pelo convite, fico lisonjeada.
Quanto ao seu poema... o pior de tudo é que ele era tido como "autor desconhecido". É horrível não ter o reconhecimento merecido! Faço questão de ajudá-lo a desfazer esse "mal entendido".

obs: Também respondi seu comentário no meu blog: http://www.renda24horas.net/

Responder

Fui alertado por uma amiga, que encontrou o plágio do meu poema: A pedra, traduzido para o espanhol. Fui buscar no Google e encontrei varias páginas com essa “gracinha”:

El distraído tropezó con ella...

El bruto la usó como proyectil.

El emprendedor, usándola, construyó.

El campesino, cansado del trabajo, la convirtió en un asiento.

Para los chicos, fue un juguete.

Drummond la poetizó.

David mató a Goliat; y Miguel Ángel extrajo de ella la escultura más bella...

En todos estos casos, la diferencia no estuvo en la piedra, ¡sino en el hombre!
No existe "piedra" en su camino que no pueda aprovechar para su propio crecimiento.

Portanto. Reitero meu pedido de ajuda, no sentido de divulgar esses esclarecimentos.

Responder

Também estou repassando temo que isso posso um dia me acontecer. Ótimo poema e ótimo blog!

http://devaneiosdeumapoetisa.blogspot.com.br/

Responder

Eu li numa revista e achei maravilhoso. Parabéns Antônio. No entanto, antes de postar em meu blog http://www.vacilius-lima.blogspot.com.br/ eu fui verificar porque desconfie a partir da data de nascimento e produção de entre Carlos Drummond e Fernando Pessoa.

Responder

Olá querido amigo, agradeço a orientação e como pode ver ja esta atualizado o seu poema, com o autor e o link da sua pagina.Desde ja agradeço.

Responder

Obrigado. Essa tem sido a postura das pessoas e grupos sérios. Diante dos esclarecimentos, efetuam as devidas correções.

Um grande e fraterno abraço. Paz e luz.

Responder

Se você fosse mais educado, ate corrigiria, já deletei,um abraço.

Responder

Não sei aonde faltei com a educação. Apenas solicitei as retificações com a inclusão dos créditos devidos ou a exclusão do poema.

obrigado pela atenção. Fique em paz.

Responder

Olá! Conheci hoje este poema e descobri que é de sua autoria. É uma pena ser veiculado pela net sob o nome de tantos outros. Tomei a liberdade de publicar no meu blog, com os devidos créditos, lógico!
Abraço!
http://meninasemfoco.wordpress.com/2012/09/13/a-pedra/

Responder

Que bom, encontrar nosso poema de forma correta e com os devidos créditos. Isso é sinal de respeito ao trabalho do autor, e revela caráter seriedade e responsabilidade de quem reproduz o conteúdo. Infelizmente, a internet está cheia de parasitas intelectuais, os tais plagiadores. Gente desonesta e sem escrúpulos, que se apropria da obra alheia e induz outras pessoas a replicarem equívocos.

Um abração e obrigado pela divulgação desses esclarecimentos.

Responder

Antônio,
recebi sua mensagem e fiz as devidas alterações na postagem http://www.umblogsimples.com/2012/01/pedras-no-caminho-2.html

Você se importaria se eu continuasse com a publicação do seu poema no meu blog?

É uma pena que hoje muitos textos estão sendo circulado com a autoria indevida ou como desconhecido.

Obrigada pelo contato,
Carolina
www.umblogsimples.com

Responder

Olá Carol.

Obrigado pela inclusão dos créditos. Pode continuar com meu poema publicado sem problema. Porém, acho mais correto usar a forma original no lugar da versão.

Um grande abraço e um bom fim de semana.

Responder

Meu caro António Pereira
Com todo o respeito que me merecem os autores e depois de ter lido o seu comentário, acabo de repôr a verdade dos factos e identificá-lo no meu blog como autor deste lindo poema.
Bem haja e um abraço fraterno

Responder

Obrigado pela atenção e colaboração no combate a esse absurdo plágio do meu poema.

Um abração e uma boa semana.

Responder

Valeu! Obrigado.

Um abração e uma boa semana.

Responder

Ola Antonio! Tenho um blog com nicho voltado p terapias holisticas e psicanalise. No meu caso é uma luta constante p não plagiar, visto que por serem assuntos didaticos,existe publicação de tudo quanto é jeito, aos milhares. Mesmo assim perco horas escrevendo um artigop para evitar o plagio. O seu poema mesmo, ja recebi em meu face não sei quantas vezes, e muitas vezes quem esta compartilhando, simplesmente gostou e nem sabe de quem é. Só cheguei até vc através do Ferramentas Blog. Gostei da maneira que vc o colocou aqui no blog, o que recomendo é que vc o faça com diversas imagens diferentes e coloque seu nome, como esta nesta foto. Mas falta mais um detalhe na imagem. Coloque embaixo dela, pequeno p não atrapalhar o poema, o link de seu blog. Abraços e boa sorte amigo! Visite meu face; valerius terapeuta holistico I e II

Responder

De fato. Muitos terminam sendo induzidos a repassar o poema com incorreções na forma e na autoria. Gostam e repassam sem verificar que o verdadeiro autor é Antonio Pereira (Apon) e não o Renato Russo e muito menos os asquerosos plagiadores.

Obrigado Valerius. Pela visita, comentário e sugestão.

Um abração e uma boa semana.

Responder

Olá Antonio, Tudo bem?
O poema é lindo. Em vários sites que encontramos o poema, está sem autoria. Como pretendíamos postar em nosso blog, procuramos o autor.
Foi publicado no blog: arteculturaespiritualidade.blogspot.com
Se puder, faça-nos uma visitinha!
Um abraço.

Responder

Tudo bem. Obrigado pela deferência. Felizmente, vem crescendo o número de pessoas sérias e responsáveis, que procuram pesquisar o Autor dando-lhe o devido crédito e respeitando os direitos autorais. Por outro lado, outros tantos, por desconhecimento ou má fé, seguem plagiando.

Um abração e um bom fim de semana.

Responder

Amigo, vim conferir seu poema A Pedra, pois li um poema com o mesmo título, mas ainda bem que não tem nada a ver com o seu, somente igual foi mesmo o título, ainda bem, fico feliz que as pessoas reconheceram seu lindo trabalho e lhe deram os devidos créditos, abraços e parabéns é mesmo um lindo poema!

Responder

Feliz sexta-feira!
Infelizmente poeta Antonio Pereira, as pessoas esquecem de que para tudo se exige uma pausa, um momento de reflexão para que a inspiração faça gerar um conto ou poema ou até uma novela .
Esse tempo exigido para o artista é muito valioso, é uma obra a ser criada e edificada. Fico muito trste quando um trabalho não é reconhecido e muito pelo contrário as pessoas buscam para receber méritos próprios. No Perseverança isso é diferente, o material por lá apresentado se chegar até nós com os autores identificados, faço questão de publica-los, é o justo e decente. Não custa nada fazer essa divulgação, é até prazeroso poder espalhar que somos amigos de um artista talentoso. Enfim, desejo felicidades para você com boas inspirações, espero por você no Perseverança.
Nicinha

Responder

Dar os devidos créditos ao autor, deveria ser o comportamento natural de todos. Mas, infelizmente existem os plagiadores, que inclusive, induzem pessoas de bem a reproduzirem enganos.

Obrigado por suas gentis palavras. Tenha uma feliz Páscoa.

Responder

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.