Inspiração



... Se eu fosse poeta te faria poesia, se não tivesses nome certamente te chamaria...


Rosa amarela.


Poema em forma de mulher,

sutil harmonia,

beleza singela;

Seus olhos morenos

São versos serenos,

Serena alquimia

digna de um grande pintor.

Sorriso concreto

de abstrata magia,

voz em melodia,

cabelos em flor.

Se eu fosse poeta

te faria poesia,

Se não tivesses nome

certamente te chamaria:

Inspiração.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Folclore brasileiro em acróstico

Precisa de tinta para escanear?

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”