Mulher. Acima dos tons



... Reinventando a civilização, reescrevendo a modernidade, moderna idade além dos cinzas. Nascente da nada fácil vida, fonte do dom de aqui existir; multitom, multicor, multimulher! A força frágil que é forte, afrontando azar e sorte; entre espinhos e flores, sorrisos e lágrimas...


Antonio Pereira Apon.


Rosa vermelha.


Tanto de poesia e dor,

não cabe em parcos tons,

Quem se faz e dá luz a toda cor.

Sujeito pensante,

que não mais se sujeita,

ao homem e seu talante.

Mátrio resignificando o pátrio,

Reinventando a civilização,

reescrevendo a modernidade,

moderna idade além dos cinzas.

Nascente da nada fácil vida,

fonte do dom de aqui existir;

multitom,

multicor,

multimulher!

A força frágil que é forte,

afrontando azar e sorte;

entre espinhos e flores,

sorrisos e lágrimas...

Colorindo.

Recolorindo a monotonia,

monocromia machista.

Mulher em prosa e verso,

reverso por um mundo melhor;

mais igual,

mais plural.

Mulher.

Acima de todos os tons.



Dia internacional da mulher.

08 de março. 1975, foi designado pela ONU como o Ano da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas femininas.


Mãe Terra.


Leia abaixo alguns de nossos escritos tendo a mulher como tema:



Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Não só a mulher, como o ser humano, carregam em sua alma todas as cores do universo. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Todo ser humano carrega em si um infinito de luz e cor. Mas o toque feminino, empresta novos tons, ressignificando o colorido da vida, embotado pelo machismo e outros preconceitos cultivados por grande parte dos homens.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir
  2. Oi Antonio!
    Lindo demais!
    Poesia e sabedoria enfeitando a mulher de cores e encantamentos!
    Obrigado!
    Felicidades, querido Poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida precisa de um colorido mais humano, mais sensível, inspirado, transformador...

      Obrigado. Um abração.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Os pais e a "baleia azul"

Ganhadores. O que faz a diferença

Tempo e amor