A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

terça-feira, 7 de abril de 2015

Constatações





Quando nos aclimatamos ao incerto, estranhamos o certo e vamos nessa confusão, confusos, confundidos, confundindo...


Antonio Pereira Apon.


Fila de pobres.


Quando o bem silencia, o mal grita.

Quando a verdade se acovarda, a mentira subjuga.

Quando a sociedade se omite, a vilania faz política.

Quando a honestidade se acomoda, a corrupção desacanha.

Quando a cidadania enfraquece, a tirania ganha força.

Quando a ignorância domina, o populismo prolifera.

Quando a fé delira, o fanatismo aterroriza.

Quando a lei não pega, a injustiça pega!

Quando a impunidade abunda, toda forma de violência cresce.

Quando a estupidez impera, graça o preconceito.

Quando faltam “caras pintadas”, sobram caras de pau.

Quando o povo se cala, o fisiologismo se manifesta.

Quando o Gigante Brasil dorme, o nanismo político prevarica.

Quando se carece de virtudes, os vícios tornam-se endêmicos.

Quando manda a força, vence o desmando.

Quando se aceita tudo, não se ganha nada.

Quando se explica de mais, se justifica de menos.

Quando o errado quer estar certo, tudo fica incerto.

Quando se admira ditadores, se admira ditaduras.

Quando a censura chega, a liberdade já se foi.

Quando a bondade é falsa, a realidade vem à maldade desmentir.

Quando as ruas esvaziam, enchem-se os bolsos, as cuecas, as calcinhas, as meias...

Quando... ...


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

3 comentários:

  1. Aplaudindo-o, Antonio, na esperança de que seus "Quandos..." tão inteligentemente narrados venham conscientizar muitas mentes insanas... Excelente!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Quando o brasileiro acordar o Brasil, tudo muda para melhor. Por enquanto...

      Um abração.

      Excluir
  2. Olá, meu querido Antonio
    estou dando uma passada nos blogs amigos hj e não podia deixar de conferir seu texto, crítico e politizado, sempre nos levando a refletir.
    Um abração!

    Um beijão, muitas saudades!

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.