A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



segunda-feira, 22 de março de 2010

Espiritismo em nós

Apon HP.


Espiritismo em nós

Por: Antonio Pereira (Apon)

 

Que espíritas estamos nos tornando? Essa indagação me veio à mente, diante de uma inesperada e despropositada resposta de um dirigente espírita. Acredito que estamos perdendo a conexão entre a teoria e a prática. Programamos nosso cérebro para amontoar ensinamentos, condicionamos o coração para ignorar o que foge dos formalismos e estereótipos.

Se o nosso grande modelo, é de fato o Cristo, precisamos não esquecer que sua exemplificação não foi retórica. Jesus corporificou aquilo que pregava, levando o amor e o respeito ao próximo, muito além de fugazes e efêmeras palavras.

O "amai-vos e instruí-vos" trazido pelo espiritismo, não pode e não deve ser utilizado como um simples chavão para adornar preleções baldas de consistência.

O que somos, revelamos em nossas ações. Nossas palavras, dão recado daquilo que queremos mostrar. Nossos atos (muitas vezes por descuido), denunciam o que desejamos esconder.

Espiritismo contemplativo e burocrático, não é espiritismo. A doutrina nos faz ativos e úteis, mais próximos do nosso próximo.

Perdemos tanto tempo em falações inúteis, desperdiçamos energias em argumentações tolas. E quando precisamos revelar o quanto verdadeiramente temos de espiritismo em nós...

Beberemos grana

22 de março, dia mundial da água. Um planeta sem água, será um planeta sem homens.


Beberemos grana...

Por: Antonio Pereira (Apon)

 

Bem que podia,

Ser da vida sinônimo.

Sangue que corre,

Nas veias da terra e do homem.

Riqueza sem preço,

Que o humano desapreço,

Segue a poluir.

Futuro que se esvai,

No insustentável progresso.

Retrocesso na razão,

Condenando já o hoje,

Abortando o amanhã.

Desce ralo abaixo em desperdício,

Dando fim ao que nem teve início,

Esgotando o por vir.

Semeando sede,

Colheremos guerras.

Num planeta quente,

Beberemos grana,

E já sem refresco,

Restaremos almas,

Sombras errantes sob o orbe infécto.

Ou mudar agora,

Ou chorar já tarde.

Descuidar a água,

É ficar doente.

Adoece a terra,

Adoece a gente,

E doente a vida,

Faz-nos indigentes.




Leia mais no Apon HP.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://www.aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Uma espiadinha na realidade



... remexendo os glúteos, ao som de música vagabunda, os políticos fazem seu jogo sujo, "combinando votos" contra o interesse público. E sem "anjo" que "imunize" quem não tem grana, quem não tem direito nem a um mísero "puxadinho", faz sua "prova da comida" nos...


Antonio Pereira Apon.


Olhos observando um pássaro. Composição de Antonio Pereira Apon.


Vou começar falando do BiG Brother, apenas pegando um gancho para o "BBB" que de fato quero aqui abordar.


Mais uma edição do "reality show" global, ressurgem as velhas e requentadas críticas, dessa vez, "temperadas" por uma certa dose de homofobia e preconceito. Como se a opção sexual de alguns "confinados", pudesse por si só, servir como balizador de qualidade. Se o programa chega a mais uma temporada, é por ter tido audiência, e tem audiência, justamente por explorar uma "patologia" do comportamento humano. O gosto por patrulhar a vida alheia. Pena que esse patrulhamento seja algo fútil, frívolo... Não focando nas coisas sérias e necessárias.


Enquanto damos demasiada importância aos artifícios televisivos, a cidadania segue "emparedada", com gente sendo sumária e literalmente "eliminada" nos "paredões" dos (des)serviços públicos: saúde, segurança, educação...

quinta-feira, 4 de março de 2010