Borboletas e a vida              

em quinta-feira, 14 de agosto de 2008

 

Na natureza, existem criaturas que vivem na escuridão de cavernas, em fundas tocas, nas profundezas do mar ou incursas no solo. Não suportando nada que altere as condições vulgares em que estão “confortavelmente” ambientadas.

Semelhante a isso, vemos pessoas ensimesmadas, insuladas nas cavernas do ego, enfurnadas em “verdades “ próprias, soterradas em dogmas particulares, afogadas em cismas e preconceitos. Esclarecimentos lhes fere a visão, ponderações lhes ofende a audição, pensamentos divergentes lhes irrita a percepção. Tudo e todos devem se adequar e submeter a seu mundo íntimo. Não toleram, não transigem, não mudam.

 

suscetíveis, melindrosas... Cristalizam-se em seus conceitos, tentam impor aos outros a sua forma de pensar. Ante a impossibilidade de subjugarem a realidade, tornam-se escravas de si mesmas, julgando-se injustiçadas, incompreendidas, afrontadas.

 

Diverso de tudo isso, a natureza nos brinda com um exemplo inverso, o das borboletas, que não tardam mais que o necessário em seu casulo. Rompem a clausura e alçam vôo para a vida como ela é.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://www.aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Leia mais no Apon HP: Mensagens, poesias, artigos, crônicas, humor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..








Topo