O que os olhos não veem, o corpo sente


Ilustração oficial do blog - Uma rosa vermelha na diagonal, sobre um fractal do por do sol, com o nome Apon em relevo, na parte inferior da imagem. #PraCegoVer

São constantes os alertas, para que se tenha cuidado ao consumir alimentos e bebidas vendidos nas ruas. Não são raras as intoxicações e infecções, que em alguns casos, podem até levar à morte, são provocadas pela falta de higiene no preparo e ou manuseio, acondicionamento inadequado, exposição a agentes contaminantes...


O absurdo que lhes vou contar, é um relato verídico dos riscos aos quais estamos expostos:


O ônibus vindo do Campo Grande, parou no ponto da Praça da Piedade, em frente ao Bradesco e o Center Lapa. Enquanto alguns passageiros desciam, outros mais atentos puderam assistir estupefatos:


Uma ambulante que vendia água, cerveja, refrigerantes, doces e salgados. Vestiu uma saia (tipo cigana) por cima da bermuda que usava. Agachou-se atrás da caixa de isopor, onde guardava as bebidas, e sem o menor constrangimento, abaixou a bermuda por debaixo da saia e ali mesmo urinou. Depois de satisfazer sua necessidade fisiológica, secou as mãos molhadas de xixi na própria roupa, se recompôs e seguiu com suas vendas. Um cidadão, que de nada suspeitava, chegou, comprou uma latinha de cerveja e saiu bebendo. O coletivo partiu, seguiu pela Avenida Joana Angélica...


Preciso dizer mais alguma coisa?


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


Antonio Pereira Apon

Autor do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Procurando escrever em prosa e verso com a arte da vida.

Postar um comentário

Obrigado por sua visita. Agora que terminou a leitura, que tal deixar seu comentário na caixa de comentários abaixo? Sua interação é muito importante. Obrigado.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Pular para comentários.


Clique na imagem acima para ler uma postagem sorteada especialmente para você.


Clique para ler: A pedra.            Poema de Antonio Pereira Apon.

Clique na imagem do escultor para ler: A pedra. Nosso poema que tem sido plagiado.




Fale conosco.


No Youtube, se ainda não se inscreveu, inscreva-se em nosso canal Apon na arte do viver., clique no sininho para escolher receber nossas notificações, ser avisado(a) dos vídeos novos. E não esqueça de dar seus likes. Conto com você! Obrigado.


Esse e muitos outros vídeos, você também encontra em nosso canal no Dailymotion.