Pontes ou muralhas. O que construir? - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

sábado, 4 de agosto de 2018

 

                    Pontes ou muralhas. O que construir?              

     

... O amor, a humildade e a esperança, criam belas pontes que unem corações e mentes. Abrindo caminho para a felicidade a paz que transcendem para além das fronteiras comportamentais...


Antonio Pereira Apon.


Ponte de pedra, por entre as árvores, sobre ela uma jovem caminhando solitária.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha quadragésima sétima participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

A imagem que escolhi nessa edição, fez uma ponte com essa postagem de 2011, que julgo oportuno reeditar. Espero que gostem:


Pontes aproximam, ligam, unem, libertam... Muralhas escondem, cercam, prendem, limitam...


O existir nos oferta vastas opções de "materiais" para edificarmos pontes ou erguermos muralhas. O nosso projeto de vida, o traçado que damos a nosso viver. É que determinam a arquitetura de nossas "construções".


O egoísmo, o orgulho e a vaidade, costumam levantar imponentes muralhas. A arrogância, o preconceito e a intolerância, além de erigirem muros altos, acabam por bombardear possíveis pontes. Insuladas entre seus paredões, essas "ilhas psíquicas", reduzem o mundo ao tamanho do seu umbigo, enxergando no que foge a esse estreito círculo: inimigos imaginários, invejosos crônicos, predadores vorazes, traidores profissionais, parasitas interesseiros... Não raro, julgam os outros, tomando a si mesmos como referência. O que os torna desconfiados e descrentes, sabotadores da convivência.


O amor, a humildade e a esperança, criam belas pontes que unem corações e mentes. Abrindo caminho para a felicidade a paz que transcendem para além das fronteiras comportamentais. A ética, a solidariedade e o otimismo, elevam sólidas pontes, abrindo trilhas novas, desbravando possibilidades, descortinando sonhos realizáveis. Construir essas pontes, é libertar-se do império do ego, é fazer do universo o único limite aceitável.


Não se constrói coisas boas com interações ruins. Na engenharia de um mundo melhor. Precisamos somar pontes e subtrair muralhas para multiplicar humanidade e compartilhar o infinito.



Postado aqui em 12 de setembro de 2011.




Nossas participações no "Poetizando e encantando":


   
 
 

51 comentários:

  1. Só as pontes que ligam 02 pontos, entao,que sejamos inteligentes emocionalmente. Mas para os chatos, um muro com direito a uma janela para a vida, quem sabe... mudam de atitude.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada por se ter registado
    no meu blogue e seu comentário.
    Será que me cedia alguma poesia
    sua para colocar no meu blogue
    http://intemporal-pippas.blogspot.com
    com os devidos créditos?
    Basta deixar comentário.
    Um abraço Irene

    ResponderExcluir
  3. Olá Sissym!

    No caso dos chatos, eles mesmos cuidam de erguer a grande muralha que é a chatice.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  4. acho que muralhas nunca foi nem será uma boa opção...

    ResponderExcluir
  5. Olá Irene!

    Já postei lá no seu Blog (via formulário de comentários) o meu poema "Quadrinha": http://www.aponarte.com.br/2007/08/quadrinha-autor-antonio-pereira-apon.html

    Um abração.

    ResponderExcluir
  6. As muralhas parecem nos proteger, mas não fazem mais do que nos isolar do resto do mundo. A cada manhã eu tento me desvazer de alguma barreira que insiste em me aprisionar... e no lugar dessas barreiras eu luto para construir mais pontes, para me ligar a mais pessoas ao redor do mundo. Pessoas que pensam igual, que pensam diferente, mas que acima de qualquer coisa me permitam crescer sempre um pouquinho mais como pessoa. Não é fácil, pois as pontes muitas vezes nos levam ao encontro de coisas e pessoas não muito boas para nós... é preciso estarmos atentos para separar o que realmente nos interessa, mas acima de tudo, que nos importa nessa vida!
    Parabéns pela postagem e obrigada pela visita em meu blog!
    Abraço e boa semana pra vc tbm!

    ResponderExcluir
  7. Olá Rê!

    As muralhas são refúgios ilusórios para os fugitivos da realidade. É certo que nem sempre é fácil edificar pontes, mas esse é o ofício de quem verdadeiramente acredita em uma humanidade melhor. Para quem usa bem, a internet pode ser uma construtora de pontes para além do virtual.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  8. Olá Apon,

    Maravilhosa declamação e belo poema!
    A declamação é feita por você?
    Quanto ao seu texto, claro, que prefiro pontes, pontes e mais pontes.
    Muralhas? Só se for por um dia. Castelo com Príncipe, aias e vestidos lindos. Sonhei.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Luz!

    A declamação é minha sim. São 41 áudio poemas, para ouvir no Blog ou fazer download: http://www.aponarte.com.br/2008/08/audio-poesia-versos-para-ouvir.html

    Quanto ao castelo. Príncipes estão em falta, a maioria virou sapo ou gay. Kkkkkk...

    Depois das muralhas e das pontes, estou escrevendo sobre as portas. Vou postar hoje ou amanhã.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  10. Olá querido amigo !!!

    Belíssima reflexão, concordo contigo !
    Embora todos sejamos sere falhos e vez ou outra construímos muralhas sem ao menos perceber ou então somos mal direcionados por uma vida difícil ou problemática, acho que todos temos a capacidade de reverter isso.
    Eu por exemplo, por muitos anos construí muralhas no intuito de me defender achando que assim, estaria livre de problemas ou aborrecimentos, mas hoje sei que de nada adianta, pois todos temos desafios e se construirmos pontes, eles serão mais amenos por causa da companhia dos que nos cercam e tem boa vontade em auxiliar.
    Ninguém é feliz sozinho, e não no sentido amoroso e sim no sentido de ser humano em constante aprendizado :)

    Um abraçãooo

    ResponderExcluir
  11. Obrigado Samanta!

    Não há para onde fugir nem adianta nos refugiarmos entre muralhas ilusórias. Todas ruem como belos castelos de areia. Temos que buscar construir pontes para as soluções. Somos eternos aprendizes da arquitetura do viver, operários do destino, somando esforços na construção de uma sociedade melhor. Com mais pontes e menos muros.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  12. Que lindo,Antonio! Que todos saibamos ser pontes, aproximar, unir... Linda e encantadora participação! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando tantos se prestam a muralhas intransponíveis, ser ponte, é sinal de inteligência e humanidade.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  13. Boa tarde amigo Antônio! Desculpe a demora para adicionar seu link na postagem e vir apreciar sua majestosa participação nesta BC.
    Amigo você sabiamente reeditou esta mensagem maravilhosa e oportuna.
    ... O amor, a humildade e a esperança, criam belas pontes que unem corações e mentes. Abrindo caminho para a felicidade a paz...
    O mundo precisa de mais amor e que as pessoas sejam mais humilde se desejam paz em seu coração e no mundo como um todo. Parabéns pelas sábias palavras, com certeza és um iluminado. Obrigada amigo pela bela participação, seja sempre bem vindo! tenha um fim de semana feliz e abençoado com muita paz no coração. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser ponte denota inteligência emocional. Ser muralha... O "iluminado", fica por conta de sua superlativa gentileza.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  14. Boa tarde amigo Antônio!
    O amor, a humildade e a esperança, criam belas pontes que unem corações e mentes.

    Verdade amigo, o amor é a chave para tudo que há de bom nos corações e no mundo e sem humildade não se ama e nem se tem paz. O mundo precisa disso urgentemente!
    Bela e sábia participação. Também concordo, és uma pessoa iluminada. Que Deus continue lhe iluminando . Abraços, seja feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as virtudes e bons sentimentos, são pontes para o outro e para nossa evolução. O "iluminado", é coisa da exagerada gentileza que te inspira.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  15. Muito atual sua postagem, reeditar e publicar para fazermos avaliações, pontes, sempre pontes é melhor do que muralhas, filosoficamente tudo tem haver, amei ler aqui, acho que não tinha lido da primeira vez e que bom, sempre há reflexões por aqui!
    Parabéns pela participação!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Construir, reconstruir pontes, jamais muralhas. Estou reeditando postagens antigas que estão com formatação ultrapassada. Essa é uma oportunidade de estabelecermos pontes com esses posts passados, mas, que guardam uma constante atualidade.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  16. Boa noite! Parabéns pela belíssima participação.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bela essa ponte do poetizando e encantando.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  17. Respostas
    1. Boa tarde, amigo Antonio!
      “A poesia é a linguagem segundo a qual Deus escreveu o mundo.”
      (Valter Hugo Mãe)

      Cumprimentos poéticos pela linda poesia reeditada que valeu a pena ler e retirar uma mensagem muito relevante sobre o derrubar o império do ego... coisa difícil mas não impossível para os que tememos a Deus Pai.
      Tão bom ter um veio poético em nós para edificar os nossos leitores amigos!
      Tenha uma nova semana abençoada e feliz!
      Abraços fraternais de paz e bem

      Excluir
    2. Deus é o poeta maior, o grande artista do universo.

      O ego constrói muralhas para nos isolar. Resta-nos construir pontes que nos libertem. A poesia e toda a arte são essa ferramenta de libertação que nos salva de nós mesmos.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  18. Olá, Tonico!

    Estás bem e feliz? Aqui, tudo normal e com mto calorzinho.

    Um texto mto bem escrito, mto bem orientado por tua mente e onde estabeleces as diferenças entre construir pontes e muralhas.

    Pontes, ligam, muralhas, rodeiam e limitam. Tal como no meu comentário de 2011, eu até gostava de um dia estar num castelo rodeado de muralhas com meu príncipe e no salão executarmos uma bela dança (eu sou tão adolescente, por vezes)! Sonhar faz bem e faz parte da vida, tb.

    Eu digo no comentário acima, que é um poema e até te pergunto quem o declama. Ora, aqui, temos um texto em prosa e não ouço quaisquer vozes. É isso?

    Beijinho, menino e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora o calor, querendo chegar antes da hora, tudo bem.

      Um sonho de castelo e ponte, adolescente dançar da fantasia, que, vez por outra, empresta poesia ao pensamento.

      Acredito, que havia as poesias tocando ao fundo... Agora não mais.

      Mas, sobre ponte e muro ou muralha:

      https://www.youtube.com/watch?v=tz-KXk7JiYA

      Um abraço numa grande e bela ponte de amizade.

      Excluir
    2. Eu mando um pouquinho para aí -rsrsrs. Fico feliz por te sentires bem.

      Ah, que menino compreensivo! Mto querido!

      A história dos dois irmãos, me fez refletir e mto sobre o valor da união e da amizade entre as pessoas, e se forem familiares, tanto mais. Infelizmente, na história, a ponte ficou, pke, desgraçadamente o carpinteiro tinha mtas pontes para construir. O mundo está desavindo.

      Tenho certeza e pela reação dos 2 irmãos, que eles a deitaram abaixo e ficaram mais amigos do k nunca

      A voz do narrador é parecida com a tua, mas a tua é mais meiguinha -rs.

      Um beijinho, que una nossas pontes com bases fortes e perenes.

      Excluir
    3. O calor, pode deixar por aí mesmo. Se tiver como levar o daqui... Como dizem os meninos: "Já é"!

      O mundo precisa de quem construa boas pontes e derrube o "... muro, de hipocrisia, que insiste em nos rodear..."

      https://www.youtube.com/watch?v=itS3sjWCAnc

      Minha voz, é a minha voz. Rs rs rs...

      Um abraço, do tamanho dessa ponte mais que virtual, que atravessa o Atlântico.

      Excluir
    4. Bom dia, "amor" -rs!

      Sim, pke "eu creio no amor, numa boa" -rs.

      Como estás? Aqui, hoje, fresquinho e o sol deve estar no Hemisfério Sul ainda.

      Dia 07 de outubro, 1ª volta das presidenciais daí, e então há k saber escolher e derrubar toda a corrupção, mentira e hipocrisia. Tu tens de votar, até pke o voto é obrigatório no teu país.

      O Lulu Santos, todo modernaço e já bem entradote, é mto esperançoso.
      Era bom que fosse assim, futuramente, mas eu tenho dúvidas.
      Sei k já se aboliram as fronteiras entre alg. países, o k permite deixar passar todo o tipo de gente, boa e má, mas pontes, as há, mas pequenas, pelo menos k eu saiba. Os engenheiros já pensaram em construir uma sobre o atlântico, ligando os nossos 2 continentes? Assim, a gente ia até à ponte para conversar. Não achas boa ideia?

      Ah, a música é roqueira e repetitiva. Que chata-rs!

      Beijinho e beijinho, querido menino. Ainda estás dormindo, creio.

      Excluir
    5. "Que isso valha pra qualquer pessoa..." E por falar em amor, a repostagem de hoje versa sobre ele e não tem comentário seu, ainda:
      https://www.aponarte.com.br/2011/07/falarei-do-amor.html

      Aqui, uma queda de braço insana entre o calor e o frescor. A primavera querendo antecipar o verão, dando um chega pra lá no inverno.

      Uma ponte América/Europa? Um tanto ficcional. Oito horas de avião, é mais barato e verossímil.

      A vida melhor no futuro, com certeza, virá. Mas, quando? Que século? Milênio? ...

      Não fale assim da música... É bonitinha. Rs rs rs... Quando acordei, eram quase sete da matina.

      Um abraço, via ponte aérea.

      Excluir
    6. Deveria valer, mas não é bem, desse jeito.
      Já comentei.

      Aqui, hoje, refrescou. Se está bem, assim.

      Eu, vez ou outra, ou sempre -rs, sou ficcional. Não custa nada! Ah, a ponte tem mto romantismo, contrariamente ao avião.

      Tu é k és crente, portanto, deves ter esperança em melhores dias, eu tenho sérias dúvidas, todavia, O UNIVERSO tem poderes, k nada, nem ninguém possui.

      É mais ou menos, pronto! 7 da matina? uau, alguém te tá fazendo ficar na cama até mais tarde. Me conte tudinho. Vá!!!!!!!!! (RISOS).

      Um abraço do tamanho da minha ponte.

      Excluir
    7. Aqui hoje, calor antes da hora.

      Não estão construindo uma ponte para ligar Salvador à Ilha de Itaparica, quiçá, essa... A ponte é romântica e onírica, o avião real e concreto. Ela sonha, ele faz acontecer.

      Sete horas está dentro da normalidade, a partir das cinco já é hora.

      Um abraço Atlântico, com ou sem ponte.

      Excluir
    8. Que aborrecimento!

      Você está carregado de razão.

      Claro que já é hora.

      Um abraço.

      Excluir
    9. Aborrecimento? Razão em que? O raciocínio está lento. Rs rs rs...

      Excluir
  19. Olá amigo.
    Uma bela e oportuna reedição pois a reflexão é perfeita e bela. Temos muralhas nos olhos e muros pela frente. Uma reengenharia é preciso para unir mais, ligar muito mais, as pontes que nos libertam destes procederes estranhos com a proposta de ser humano.Muito boa sua participação.
    Abraços e boa semana de paz e ligações de sentimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reengenharia é a palavra. Para reumanizar, ressignificar, revitalizar, revalorizar, redignificar, repoetizar, reencantar...

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  20. Oi, Tonico, um pedido!

    Coloca, por favor, uma música de que eu goste e tu sabes mto bem o tipo de música que eu aprecio.

    Bibises (bibeijinhos -rs).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando essa menina se espalha, ninguém junta. Até música ela pede. Rs rs rs...

      Sim, sei do seu gosto musical afrancesado. Não sei se vais gostar, é uma versão em francês de uma música de Chico Buarque.

      https://www.youtube.com/watch?v=-bUZreZ9Vtc

      Inté!

      Excluir
    2. Depois de mto me rir como meu espalhamento, ouvi a música, de k gostei, satisfatoriamente.
      Acho k só um elemento do trio é k é francês. Os outros, um homem e uma mulher, são brasuquinhas -rs.

      O que será? On verra (se verá). O futuro é uma incógnita.

      Um restinho de feliz dia.

      Excluir
    3. Você ri? Falei sério. Rs rs rs...

      Aí já é quarta-feira. Então, bom dia!

      Excluir
    4. Muito, muitooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo.
      Falaste sério. Ah, não acredito.

      Até já!

      Excluir
    5. Pontos de interrogação. Pois, você tem razão.

      Excluir
  21. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá António!
    Pontes e mais pontes, que unem e libertam...pois então que mais pontes se construam... eu sou a favor da união e libertação.
    Amei, o poema amigo António.
    Abraço de paz e bem.
    Luisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que assim seja! Mais e mais pontes. Menos e muito menos muralhas, muros, cercas...

      Um abraço.

      Excluir
  22. Construir pontes para unificar, solidificar bons sentimentos, somar afetos e na medida do possível detonar as muralhas que prendem, sufocam, magoam e detonam com as relações afetivas
    Um texto excepcional e muitíssimo bem conduzido. Adorei te ler
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muralhas, muros abaixo; pontes acima. Para transitar o bem, o bom, o amor, o real sentido de humanidade... Obrigado por seu gentil comentário.

      Um abraço.

      Excluir
  23. Que tenhamos competência e desejo exacerbado para construir mais pontes que liguem os corações num elo irretocável de afeto e carícias
    Maravilhoso texto Antonio. Sorvi cada palavra com imenso prazer
    Beijokinhas

    ResponderExcluir
  24. CONVITE PARA O POETIZANDO E ENCANTANDO
    Olá! Boa noite!
    Embalada no pensamento poético de Vinicius de Moraes, que diz:
    “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”. Vamos nos encontrar mais uma vez poetizando e encantando os nossos amigos e amigas participantes e visitantes com nossos versos.
    Peço desculpas a todos pois tive que postar o poetizando nesta noite porque amanhã será o aniversário da minha netinha Beatriz e ficarei ausente. Provavelmente, só adicionarei os links e atualizarei as visitas no Domingo. Espero que me entendam, caso contrário, essa edição seria adiada para a próxima semana.
    Deixo esse lindo pensamento do Carlos Drummond de Andrade, para colorir as nossas páginas.
    “O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar”.

    Abraços da amiga Lourdes Duarte

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...