Preconceito (Com mp3) - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Preconceito (Com mp3)

Publicado em segunda-feira, 3 de setembro de 2018



... o império do eu, o autocídio das mudanças, o veneno da estagnação, gaiola dourada do orgulho...



Preconceito (mp3)
Antonio Pereira Apon.


Dedo apontado.

Preconceito é julgar conhecer

o que não se conhece,

temer o novo

por estar cativo

ao que passou sem nos comunicar;

é cristalizar conceitos

que engessam a alma,

entorpecem a razão,

e manietam o coração;

é a visão

de quem não tem visão da vida;

é o império do eu,

o autocídio das mudanças,

o veneno da estagnação,

gaiola dourada do orgulho,

sepulcro da empáfia humana.



(Postado aqui em7 de setembro de 2010)




12 comentários:

  1. Olá, António
    Muitas verdades contêm estes teus versos!
    Se bem analisado, verficamos que o preconceito existe sobretudo em relação àquilo que se desconhece.
    E pode ser altammente pernicioso.
    Na minha opinião uma pessoa preconceituosa revela também uma grande falta de humildade e enorme soberba.

    Gostei da sua postagem.

    Continuação de boa semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Antonio Querido!

    Linda!Ouvindo então...diz tudo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá querido António,

    Todos diferentes, todos iguais.
    Preconceito é próprio de mentes não elucidads.

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir
  4. Eis uma bela resposta ao preconceito:

    HARVARD X STANFORD

    Malcolm Forbes conta que uma senhora,usando um vestido de algodão já desbotado, e seu marido trajando um velho terno feito à mão, desceram do trem em Boston, EUA, e se dirigiram timidamente ao escritório do presidente da Universidade Harvard. Eles vinham de Palo Alto, Califórnia e não haviam marcado entrevista.
    A secretária, num relance, achou que aquelesdois com aparência de caipiras do interior, nada tinham a fazer emHarvard.
    "Queremos falar com o presidente" , disse ohomem em voz baixa.
    "Ele vai estar ocupado o dia todo" , respondeurispidamente a secretária "Está bem, respondeu o homem, nós vamos esperar."


    A secretária os ignorou por horas a fio, esperando que o
    casal finalmente desistisse e fosse embora. Mas eles ficaram ali, e a
    secretária, um tanto frustrada, decidiu incomodar o presidente, embora
    detestasse fazer isso.

    "Se o senhor falar com eles apenas por alguns minutos,
    talvez resolvam ir embora" , disse ela.

    O presidente suspirou com irritação, mas concordou.
    Alguém da sua importância não tinha tempo para gente desse tipo,
    e ele detestava vestidos desbotados e ternos puídos em seu escritório.
    Com o rosto fechado, ele foi até o casal.

    "Tivemos um filho que estudou em Harvard durante um ano dissea mulher. Ele amava Harvard e foi muito feliz aqui, mas, há um ano atrásele morreu num acidente e gostaríamos de erigir um monumento em honra aele em algum lugar do campus".

    "Minha senhora , disse rudemente o presidente , não podemos
    erigir uma estátua para cada pessoa que estudou em Harvard e morreu, seo fizéssemos, este lugar pareceria um cemitério".

    "Oh, não , respondeu rapidamente a senhora. Não queremos erigiruma estátua. Gostaríamos de doar um edifício à Harvard."


    O presidente olhou para o vestido desbotado da mulher e para o
    velho terno do marido, e exclamou:

    "Um edifício! Os senhores têm sequer uma pálida idéia de quanto
    custa um edifício? A Harvard tem mais de sete milhões e meio de dólares emprédios".

    A senhora ficou em silêncio por um momento, e então disse ao
    marido:
    "Se é só isso que custa uma universidade, por que
    não termos a nossa própria"?O marido concordou.

    O casal Leland Stanford levantou-se e saiu, deixando o
    presidente confuso.
    Viajando de volta para Palo Alto, na Califórnia, eles
    fundaram ali a Universidade Stanford, uma das melhores do mundo,
    em homenagem a seu filho,ex-aluno da Harvard.

    ResponderExcluir
  5. Sempre agradável de ler!!

    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderExcluir
  6. Olá, Tonico!

    Já me não lembrava do texto, tb, e o achei, agora, com mto mais importância e destaque do k em 2011.

    A história de HARVAD X STANDFORD a achei fabulosa. Conheço pessoas ricas, que vestem mto humildemente, têm casas sofríveis e vivem num mundo de qto mais tenho, mais quero e conheço tb o contrário. Esse casal de k tu falaste no texto é o exemplo bizarro da riqueza. Existe pouca gente, desse jeito, e talvez a morte do filho num acidente tenha feito com k o casal tenha agido, desse jeito.

    Beijinho, menino e durma bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O preconceito é um tema sempre atual e que parece se renovar a cada dia. A humanidade parece ter desenvolvido um pendor especial por ele, pela discriminação, o racismo... Colocando os desvalores do ter/parecer acima do real valor do ser.

      https://www.youtube.com/watch?v=jsB--twZgng

      Um abraço. Bom fim de semana.

      Excluir
    2. Verdade, sempre na "moda".
      Ter, quase tudo pode, Ser, só alguns.

      Gostei do vídeo e concluo k homi é todo igual -rs.

      Abracinho e bfds.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM