Sobreviver. Pena de vida - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Por onde anda você?

Você, que vaga em meus sonhos, qual a brisa de outrora; acordando sentidos, acarinhando sentimentos; exumando lembranças, memórias ...

Sobreviver. Pena de vida

Publicado em sexta-feira, 6 de novembro de 2015


Ilustração oficial do blog - Uma rosa vermelha na diagonal, sobre um fractal do por do sol, com o nome Apon em relevo, na parte inferior da imagem. #PraCegoVer

Nossas escolhas,

são nossas sentenças;

arbítrio incerto de nossas certezas.

Destino mal rascunhado,

indefensável libelo.

Apenados;

ruminamos o tempo que persiste em restar.

O passado sequestra a memória;

invade acordando saudades,

requentadas lembranças;

exumados sonhos perdidos.

A dor faz-se poesia.

A vida vive lá fora!

Aqui dentro?

Sobrevivemos.


Para completar: "Destino" Esse curta de Waltey Elias Disney e Salvador Dali, esquecido por anos nos arquivos da Disney. A animação diz muito sobre o tempo, as nossas escolhas e buscas:




Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


4 comentários:

  1. Lindo e triste poetar, constatar que afinal sobrevivemos!
    Abraços meu amigo poeta Antonio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como intérprete da vida, a poesia versa a alegria e a tristeza, o sorriso e a lágrima...

      Um abração e um bom fim de semana.

      Excluir
  2. Olhando para a poesia da vida de todo dia... sobrevive-se mesmo!
    Agora, lutando por sonhos melhores, e realizações um pouco mais felizes, 'poememos' o amor pela vida!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "poememos o amor pela vida!" É isso mesmo, nada nem ninguém pode obstar a vida da poesia e a poesia da vida.

      Um abração e um bom fim de semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM