Verdades de mentira... - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Clique na animação abaixo, para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.


Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

 

                    Verdades de mentira...              

     

... Mitomania, embuste, potoca, balela, invencionice, moca; lorota, patranha, farsa, peta, intrujice e ardil. Carapetão, invencionice, trapaça…

Antonio Pereira Apon.


O grande Ditador - Chaplin.

De tanto fazer de conta,

no fim das contas,

dá crédito a seu descrédito;

tudo e todos desacredita.

Verdade averssa,

reversa, inversa, transversa…

Mentira repetida,

“verdade” mal urdida,

inverdade, versão…

Verossímil treta,

verídica mutreta,

pelo real, aversão.

Mitomania, embuste, potoca,

balela, invencionice, moca;

lorota, patranha, farsa,

peta, intrujice e ardil.

Carapetão, invencionice, trapaça…

Verdades de mentira.

Mentiras, de verdade!


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

6 comentários:

  1. Olá, António!

    Há quanto tempo! Amanhã, ia te enviar um e-mail para saber de ti.
    Estás bem? E tua família?
    Aqui, tudo razoavelmente e com o ano escolar quase começando.

    Que jeito tu tens para trocadilho inteligente! A temática no teu esmerado e bem confecionado poema é sobre política e olha que aí no teu país, a coisa está fervendo, creio que em ebulição. A senhora D. Dilma já avisou k vai chover chumbo e do grosso. Pronto, a senhora Dilma foi guerrilheira e só entende linguagem de armas e balas. Seu lacaio, Lula da Silva, dá uma mãozinha, embora tenha perdido um dedo, mas em trabalho e não em política.
    Vamos ver como Michel Temer, um mal menor, conduz a situação, mas se for preciso "chumbo", lá terá que ser.

    O espetáculo que o teu amado Brasil tem dado para o mundo inteiro, gratuitamente, tem sido demais. Assistir a peças, farsas em muitos atos, em que alguns parecem verdades e outros mentiras, é show. O que hoje é verdade, amanhã pode ser mentira. Enfim, está armado o "circo". Em teu escrito, tu nos mostras , genialmente, como essas coisas acontecem.

    Agradeço tua visita, comentário e votos sinceros.

    Aquele abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora o "hospício político" (para não escrever algo impublicável) e o meu computador que ficou pifado por uma semana, tudo vai bem, tudo na paz de Deus. Aqui, verdades e mentiras se confundem, e sobretudo, na relativização da realidade promovida pela conveniência política, até o surreal é possível. Os crédulos devotos da despejada "presidenta inocenta", acreditam, seguem e replicam as velhas arengas insanas da demagogia esquerdóide. Nesse lastimável circo de horrores, a verdade verdadeira é o que menos importa. Vale o velho estratagema nazista de repetir mentiras muitas vezes até virar verdade.

      Só Deus para nos acudir.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir
  2. Oi Antonio!
    Parabéns pela forma inteligente de descrever a quantas anda nosso Brasil!
    A imaginação para mentira é uma coisa indescrítivel! É tanta mentira que acaba transformando-se em verdade!
    Como pode isso? Precisamos urgente aprender escolher quem nos representará!
    Beijo carinhoso, feliz semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além de "país da piada pronta", viramos a terra do faz de conta, mitos, bazófias e mentiras de aventureiros, falsos "salvadores da pátria". Mas um dia se aprende a não cair na lábia de jararacas e outras víboras da politicagem.

      Um abração. Beijo carinhoso e uma boa semana para ti também.

      Excluir
  3. Olá, Antonio, a mentira pode ser um grande embuste, pois vamos nos envolvendo até o ponto em que se acredita na própria mentira, mas isso tem um preço alto. Eu já fui bem mentirosa e paguei preços altos por isso. Hoje procuro ser o mais verdadeira e honesta o quanto possível. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diz aquele antigo ditado: "Mentira tem pernas curtas", Pois é. Um dia é pega e desmascarada. Verdade sempre! Esse o real caminho.

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...