Amor de pai, é diferente - Dia dos pais


Pragmático, pode parecer indiferente; menos passional, umbilical; não é desigual, apenas diferente. Contido, pode passar apercebido. Não dá pra ser comparado; apenas sentido.


Pai e filho caminhando entre campos de girassóis, rumo ao horizonte alvorado. - Ilustração gerada por IA do Criador de Imagens do Bing. #PraCegoVer

Amor de pai é diferente;
pragmático,
pode até parecer indiferente.
Analítico e sintético,
menos passional,
mais racional e coerente.
Enfático,
por vezes parece frio e duro,
objetivo;
pensar, sentir maduro.
Menos umbilical,
amor de pai,
não é desigual,
é apenas diferente;
não tão loquaz e manifesto,
faz-se menos evidente.
Não costuma ser escancarado, embremático e desmedido,
um tanto contido,
reservado,
pode passar apercebido.
Amor de pai,
se guarda, se resguarda,
sabe lá os seus porquês.
Não é questão de certo ou errado,
peculiar,
não dá pra ser comparado;
amor de pai,
é diferente.


Leia também: Amor de mãe é diferente.


Antonio Pereira Apon

Autor do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Procurando escrever em prosa e verso com a arte da vida.

6 Comentários

Obrigado por sua visita. Agora que terminou a leitura, que tal deixar seu comentário na caixa de comentários abaixo? Sua interação é muito importante. Obrigado.

  1. Olá, amigo Antônio!
    Eu tive uma experiência paternal tão boa que, relacionar-me com Deus, é tão natural e bom também
    Você sabe como é o amor paterno, pelos versos dá nada se sentir.
    É diferente mesmo.
    Feliz de quem sabe ser pai.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo Antonio,
    Amor de pai é realmente diferente, pode até parecer menos intenso e carinhoso, mas é só uma impressão. Um pai de verdade sempre estará ao lado do filho, defendendo, ensinando e dando o seu amor, a relação pode ser diferente, mas nunca faltará carinho e o cuidado! Lindo poema, meus parabéns!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Antonio, que lindo, maravilhoso esse seu poema para o Dia dos Pais!
    Quanta sensibilidade, amigo!
    E hoje, pela manhã, sexta feira, senti uma saudade do meu pai, gostaria
    tanto que ele estivesse aqui, homem religioso, de muita fé, bondoso, e como amou
    os filhos e minha mãe!
    Um dia, quando soube que estava com câncer, chorou, e eu ali junto, que loucura!
    Disse-lhe paisinho, não chora, vais te encontrar com Deus, vai ficar tudo
    bem, meu pai, e não será agora tua hora, vais tratar, ficarás aqui por muito tempo...
    E ele me disse: minha filha...não estou chorando por morrer, filha, estou chorando
    por deixar vocês...
    Até hoje fico com os olhos cheios d'água quando penso nisso...
    Ele era médico, eu não consegui enganá-lo, ele sabia dessa doença.

    "amor de pai,
    não é desigual,
    é apenas diferente;"

    Grande abraço, amigo! Muita paz e esperança.
    Aplaudo você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um amor diferente, menos desabrido que amor de mãe, mas um grande amor, o dos pais que verdadeiramente o são e quando partem, deixam mesmo um grande vazio. Hoje em dia, assistimos a muitos arremedos de pai, o que aumenta a dor da ausência de nossos valorosos pais.

      Desculpe a demora na resposta, obrigado pelo comentário; uma boa semana.

      Um abraço. Tudo de bom.
      APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

      Excluir
Postagem Anterior Próxima Postagem

Pular para comentários.


Clique na imagem acima para ler uma postagem sorteada especialmente para você.


Clique para ler: A pedra.            Poema de Antonio Pereira Apon.

Clique na imagem do escultor para ler: A pedra. Nosso poema que tem sido plagiado.




Fale conosco.


No Youtube, se ainda não se inscreveu, inscreva-se em nosso canal Apon na arte do viver., clique no sininho para escolher receber nossas notificações, ser avisado(a) dos vídeos novos. E não esqueça de dar seus likes. Conto com você! Obrigado.


Esse e muitos outros vídeos, você também encontra em nosso canal no Dailymotion.