Cadê o gato que estava aqui? - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!

Siga-nos

Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Cadê o gato que estava aqui?

Publicado em segunda-feira, 29 de junho de 2020



Reverenciados na antiguidade, povoam o imaginário popular em crenças, contos, ritos, mitos, no controverso “atirei o pau no gato”, em lendas; como a que diz ter sido o bichano criado por Deus, ante a preocupação de Noé com os ratos da arca, teria o bicho surgido do...



Menina a dormir com um gato, pintura de Renoir. #PraCegoVer

Você conhece aquela antiga brincadeira, em que, se pegando na mão da criança, vai-se tocando um a um de seus dedinhos, do mínimo ao polegar, para que ela diga seus nomes: dedo mindinho, seu vizinho, maior de todos, fura bolo, cata piolho? Em seguida, novamente de dedo em dedo se ia perguntando: Cadê o biscoito que estava aqui? O leite que estava aqui? O mingau? O chocolate? … E a resposta: Gato comeu! Ou bebeu! Conforme o alimento. No fim, se perguntava: Cadê o gato? Assim, com o dedo indicador e o médio, se ia caminhando até a dobra do braço da criancinha e  se a enchia de cócegas, a dizer: - Olha ele aqui! Aqui, aqui… Mas, onde estará mesmo o gato?

Reverenciados por povos antigos, esses felinos povoam o imaginário popular em crenças, contos, ritos, mitos, no controverso “atirei o pau no gato”, em lendas; como a que diz ter sido o bichano criado por Deus, diante da preocupação de Noé com a proliferação dos ratos em sua afamada arca, teria o bicho surgido do espirro de um leão. Assim narram os hebreus, contando os babilônios algo parecido. Contudo, famosa e quase onipresente em diversos povos, são as sete vidas do gato. Isso se deve a habilidade deles em se livrarem de apuros, sobretudo seu excepcional senso de equilíbrio, usando a calda como contrapeso para girar e cair do alto sobre as quatro patas.

Porém, sem os superpoderes de um “Thundercat” ou o “Gato guerreiro do He Man”, a malandragem do “Manda Chuva”, o charme dos “Aristogatas”; um gato doméstico é presa fácil ante a crueldade desumana, a inumana bestialidade de pseudo racionais. “Gente” que por sadismo ou a mais trivial estupidez, envenena os bichanos que incomodam sua mediocridade tacanha, a tísica sensibilidade de desalmados desamados, ensimesmados em sua esterilidade existencial raivosa, sanha de uma indigente pequenez ignorante.


"Acho que não vi um gatinho"...
Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:



8 comentários:

  1. Bom dia:- Gostei de ler. Recordar a meninice por vezes faz-nos bem. Quem envenena um aninam não é gente. É simplesmente um bicho peçonhento.
    .
    Votos de um dia feliz
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Põe peçonha na bestialidade desumana, capaz de assassinar uma criatura de Deus.

      https://www.youtube.com/watch?v=K9KQzxAuKlg

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir
  2. Concordo consigo, António.

    Estimada amigo.
    Já em pausa, venho convidá-lo para um cafezinho aromático no Café Poético do Sonhos e Poesia, o blogue da Gracita.
    Tenho a certeza que vai gostar.

    Um mês de Julho melhor do que Junho.
    Tudo pelo melhor.
    Abraço
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida sempre! Dos bichos e da gente. Ninguém tem o direito de matar. Preservar, cuidar, proteger... Isso sim!

      https://www.youtube.com/watch?v=KUMeGsFAfgQ

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir
  3. visitando e deixando um abraço, António
    os gatinhos são animais muito interessantes, inteligentes, furtivos, e eles acompanham as nossas vidas
    com estímulo e sabedoria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou muito fã dos gatos, não criaria um. Mas defendo veementemente o direito à vida do bichano e dos outros animais, até mesmo os humanos, que muitas vezes agem com grande desumanidade.


      Obrigado pela visita.

      https://www.youtube.com/watch?v=0hhz7KSEIAE

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir
  4. Boa noite de paz, amigo Antonio!
    Gosto de gato e já tive um. Agira, não mais. Quem tem animal, precisa cuidar pois é um ser vivo.
    Não conhecia a lenda.
    Gostei do post, pois o bichano é um ser vivo.
    Tenha dias abençoados!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tive vários cachorros, gato, não. Mas, todos os seres viventes, criaturas que são de Deus, merecem respeito e reclamam cuidado. A natureza é vida.

      https://www.youtube.com/watch?v=06vEncGv_Ik

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



|Siga-nos|Livros|Clima e cotações|Faça uma doação|



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.





Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM