Entalhes



... dar forma a alegria, aparar arestas das dificuldades, desbastar o medo, polir com amor...


Antonio Pereira Apon.


Modelando no barro.

Tornar a vida uma arte

como o artista;

que da matéria bruta

cria a beleza,

concebe a harmonia.

As dores são para a vida;

o que o cinzel,

o escopro

e a goiva

são para a obra prima.

Viver

é esculpir esperança,

modelar vontades,

dar forma a alegria,

aparar arestas das dificuldades,

desbastar o medo,

polir com amor

e envernizar com esperança

a vida tornada arte.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Precisa de tinta para escanear?

Vidas por um cinto. Sinto...

Qual o limite da amizade?

Poema para o amigo - Feliz dia do amigo!

Amigos não tão virtuais

Acróstico junino

Um até...

Querido defeito de estimação…