Mais amigo



... diálogo para o monólogo hodierno. Amigo; é o minuto perfeito nas horas imperfeitas, água para a semente, semente para a terra, terra para a...


Antonio Pereira Apon.



Aperto de mão.


Amigo:

é o encontro nos desencontros,

presença na solidão,

certeza na incerteza;

coadjuvante na dor,

parceiro na alegria.

Amigo

é o verso que falta

em nossa poesia.

É palavra para o nosso silêncio,

cor para o acromático cotidiano,

brisa para o mormaço dos dias,

diálogo para o monólogo hodierno.

Amigo;

é o minuto perfeito nas horas imperfeitas,

água para a semente,

semente para a terra,

terra para a árvore,

árvore para a flor,

flor para o fruto.

Fruto para alimentar de esperanças

um mundo melhor,

mais amigo, como você.



(Postado aqui em 01 de dezembro de 2010).


Falando de amizade:



Amiguinhos.



Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Olá meu caro,

    amigo é aquele que voce tem vontade de sentar junto e conversar horas e horas.
    amigo também é aquele que voce tem vontade de conhecer pessoalmente porque no fundo parece que já se conhecem.
    amigo que aquele que aparece em sua vida e quando você vê, tem tantas afinidades...


    Grande abraço meu amigo. Gosto de tudo que voce escreve. Gosto de vir aqui.


    Leila

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

Vidas por um cinto. Sinto...

Poema para o amigo - Feliz dia do amigo!

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Qual o limite da amizade?

Você não precisa de cerveja para ser feliz

Querido defeito de estimação…