O mar



... Mar de mitos e lendas, pescadores e poetas, romances e aventuras...


Antonio Pereira Apon.


Paisagem de Itapoan, pintura de José Pancetti.


Poema azul
sob o azul do firmamento,
conspirar de inspiração e paz,
prima obra da mais pura arte
onde o sol
doura seus versos
na poesia do se pôr
e a musa lua
espalha a prata nua
no horizonte em seu luar.
Mar de mitos e lendas,
pescadores e poetas,
romances e aventuras;
mar que vai e vem
no balé das ondas,
no beijar da brisa,
no encanto de seu "murmurar";
mar de Deus e dos homens,
do sagrado e do profano,
mar do mar.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Meio ambiente, ávida vida

Pernas

Ser feliz é simples. Não complique!

Mangue, bordel, Brasil