No coração



... onde felicidade não é sonho, e os sonhos não são quimeras, onde o bem abraça a terra, onde a luz seduz as trevas, onde eterniza-se o alvor...


Antonio Pereira Apon.


Cavalo alado.


Voa pensamento,

vai além do torvelinho

do dia a dia,

aonde mora

o sentimento e a emoção,

onde a poesia e a canção

fazem real a fantasia,

onde esperança não seja utopia,

empreste arte a razão.

Voa para onde tudo é mais bonito,

onde o mar beija o infinito

e o orvalho acaricia a flor,

onde felicidade não é sonho,

e os sonhos não são quimeras,

onde o bem abraça a terra,

onde a luz seduz as trevas,

onde eterniza-se o alvor;

onde há valor

nas coisas pequeninas,

onde a vida

floresce e frutifica

sob a doce melodia

da magia do amor.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Folclore brasileiro em acróstico

Precisa de tinta para escanear?

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”