A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Tela da vida



 

A vida tem as cores que lhe damos:

 

Quem sonha, dá cor de sonho à vida, quem não sonha, não tem cor à vida dar. Ela é uma tela a ser pintada, cada um, Pinta o que trás no coração:

 

Uns são acromáticos, vivem a pintar um retrato em preto e branco de suas desilusões, dores e desventuras;

 

Outros são monocromáticos, tentam pintar a vida de acordo com seus conceitos e preconceitos, sob a inspiração do orgulho e da vaidade. Tentam impor sua forma de ver as coisas.

 

Por fim, temos as pessoas policromáticas, que capazes de ir além da província do eu, pintam a vida como ela é: multiforme, multicolorida; fruto das experiências, dos erros e acertos, Idas e vindas, sorrisos e lágrimas.

 

Os policromáticos, passam por momentos de monocromia e acromia, mas não fazem desses instantes ancoras emocionais para tardarem sua jornada.

 

A tela da vida é dinâmica, mutável, moldável. Permite releituras, retoques, reconstruções, recriações... O destino não é uma obra estanque, fechada e acabada.

 

Você já parou para pensar e sentir o que tem feito da tela de sua vida?

 

Que tipo de pessoa é você?

 

Que cores tipificam seu existir?

 

Se sonha, ou se deixou o sonho se perder no caminho?

 

Olhe a tela da sua vida...

 

 

(Postado aqui em 18 de agosto de 2007).

 

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://www.aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Leia mais no Apon HP: Mensagens, poesias, artigos, crônicas, humor...

Compartilhe:

4 comentários:

  1. ... tenho a pretensão de um "arco-íris"... colorindo minha vida, meus sonhos, alegrias, encantamentos, e por que não ... algumas tristezas, óbvio, mas nunca me entrego... ilumino-me no Senhor e retorno! Abraço da Célia.

    ResponderExcluir
  2. Adoro olhar a tela da minha vida...mas ela se transforma...então, estou a pensar em qual me encaixo, risos!!
    Lindo seu texto!!

    P.S: Antônio, acabei de criar um selinho para os escritores amigos, que são destaques no Blog Luz, como não tenho seu email...coloquei o seu selinho + código, no fim do poster dedicado a você.

    Aqui:http://muitaluz2011.blogspot.com/2012/01/sou-mais-voce.html

    Só traga o selinho se quiser, ok?!

    Obrigada querido!!
    Tenha um Lindo Fim de Semana!!

    ResponderExcluir
  3. Antonio Querido!

    Pintamos a vida com a cor que "enxergamos", já que os olhos são o retrato da alma!
    Eu, confesso, esforço-me em "colorir" ao máximo "minha tela"!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto, me animou mais ainda, tenho um livro com o título "O Arco Iris", está lá no blog, é mais para adolescentes e crianças, pois eu vejo todas as lindas cores da vida, as escuras e neutras eu as uso para refletir e repensar, pois tudo tem mesmo seu encanto e sua beleza!Até as tempestades são lindas, com forças descomunais que nos faz reagir!!!
    Abraços amigo poeta.
    Ivone

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.