A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Dia internacional da mulher





... mulher de verdade, Enfrenta, não cede, não cala... Não cabe, Em gracejo fútil De musiqueta infame. Mulher não é objeto...


Antonio Pereira Apon.


Fractal.


Que mais dizer das mulheres?

Tornaram forte o "sexo frágil",

E a força bruta, à força culta cedeu.

Do andaime ao parlamento,

De martelo ou bisturi,

Professoras, advogadas,

Militares, magistradas...

Vão ocupando seu espaço,

Partilhando do existir o protagonismo.

E o machismo decadente,

convulsiona em agonia.

Mas mulher de verdade,

Enfrenta, não cede, não cala...

Não cabe,

Em gracejo fútil

De musiqueta infame.

Mulher não é objeto,

De anacrônicos, abjetos senhores.

Tem a sensível razão,

A racional emoção

De quem pensa, sem abdicar do coração.

É gente muito além da anatomia,

É a inspiração e a própria poesia...

Mulher...

Que mais dizer? ...



(Postado aqui em março de 2009).



Dia internacional da mulher.

08 de março. 1975, foi designado pela ONU como o Ano da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas femininas.


Mãe Terra.


Leia abaixo alguns de nossos escritos tendo a mulher como tema:



Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

12 comentários:

  1. Poucos são os homens capazes de perceber e descrever tão bem quanto você a alma feminina.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da forma como você colocou a mulher em seus versos.

    ResponderExcluir
  3. Olá meu caro,

    O seu olhar sobre nós mulheres é doce e terno sem denotar fragilidade. Lindo!

    O meu texto foi realmente colocado como figura, para, no mínimo, dificultar a cópia. Se você puder me encaminhar um email, terei o maior prazer em te encaminhá-lo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Só mesmo um homem com essa sensibilidade amorosa, pra ter uma visão tão delicada e ao mesmo autêntica de uma mulher! Taí...gostei!

    Tenho certeza que será com a mesma sensibilidade que o poeta olhará para os carentes de pão e livro, esperanças e água pura da infancia abandonada... vem conferir, vem!

    Te espero!

    Bjosss

    ResponderExcluir
  5. Qué palabras más bonitas dedicas a todas as mulleres!
    E qué senbilidade a túa. Da gusto ver a persoas con tanto sentimento.
    un abrazo e bó fin de semana.

    ResponderExcluir
  6. LINDO!!!Maravilhosa homenagem as mulheres e euzinha sendo uma delas...agradeço!! Você é um homem admirável!!

    "...E o machismo decadente,convulsiona em agonia."

    Parabéns!!!Bravooooooooo...
    Tenha um Lindo Fim de Semana!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá António,

    O tema "MULHER" "dá pano para mangas", como, vulgarmente, dizemos.
    Claro, que a expressão é uma antítese, porque da mulher e sobre a muito havia, que referir, que falar.
    O dia internacional da mulher se comemora a oito de Março, e aí, também?
    Eu não entendo, por que é que a mulher tem que ter um dia. Para celebrar o quê? A acomodação, a violação, a falta de amor, o fazer dela um objecto?
    Seus versos são uma boa resposta ao que acabo de dizer.
    Mas, sabe António, 90% dos homens não pensam como você.
    Homem e mulher são e querem ser diferentes. Feminina não deve ser feminista, no sentido revolucionário do termo. Deve ser mulher, com aquelas singelezas, pormenores, invejazinhas, disse que disse, etc.
    Nós somos assim e vocês gostam.

    Bom fim de semna.
    Abraço de luz.
    Quado é o vosso que não me lembro? Ah! O vosso é 364 dias...pois.

    ResponderExcluir
  8. António,

    Não vou pedir desculpa por o meu comentário ser um pouco longo, porque se eu tivesse dito:"Amei seus versos", isso, para mim era fazer comentário só por fazer.
    Eu gosto de comentários explícitos e bão na diagonal. Felizmente, que em meu blog, eles são bem extensos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Oi Antonio,

    adorei ler o respeito explícito em seus versos lindos.
    Não esperaria menos de você, tão sábio quento és.

    Obrigada pela homenagem!

    Amei seu comentário sobre a poesia em meu post, ela não se define, mas você é a própria definição de poesia.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Só uma alma sensível tem a capacidade e a beleza para entender esta palavra mulher...
    Através dos seus versos meu amigo, você descreve-a na sua plenitude...
    Pelo "bocadinho" que me pertence nessa linda palavra eu deixo o meu muito obrigada!
    Beijo amigo

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.