A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Pensamentos (Para quem pensa)



Qualquer um pode ser pedra, poucos a vidraça.

 

O sábio argumenta, o tolo agride.

 

Criticar sem apontar soluções, é como

jogar um copo d'água no oceano. Não faz diferença.

 

Preconceito é a visão de quem não tem visão.

 

Quem vive, tem tempo para contar a vida.

quem não vive, tem a vida para contar o tempo.

 

As rugas são o autografo do tempo na biografia de um existir.

 

O corpo se submete a idade do tempo,

o espírito só à vontade de viver.

 

O sonho não tem idade, não é velho nem é novo; é simplesmente sonho.

 

O medo é como uma droga: vicia, manieta e destrói.

 

A arte é a releitura criativa de uma realidade insossa.

 

 

(Postado aqui em 26 DE SETEMBRO DE 2010).

 

 

Gostou desse texto?
Então vai gostar do nosso livro: Um dedo de prosa e poesia. A arte da vida.
Clique abaixo na capa para saber mais e adquirir seu exemplar.

 

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...
Compre aqui!

 

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://www.aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Leia mais no Apon HP: Mensagens, poesias, artigos, crônicas, humor...

Compartilhe:

2 comentários:

  1. Lindas palavras...Isso claramente diz como que a vida é simples,e quem a complica somos nós,seres humanos...Obrigado por compartilhar Conhecimento! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado a você pela visita e comentário. De fato, vivemos complicando o que deve e pode ser bem mais simples. Depois reclamamos da vida.

      Um abração.

      Excluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.