A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



domingo, 30 de janeiro de 2011

Saudade gravada na retina da lembrança





... Estufa de efeito mortal, radioativo ataúde da civilização. Da poesia das flores, nem mais saudade...


Antonio Pereira Apon.



Mundo preso na cidade. Composição de Antonio Pereira Apon.


As flores corporificam a poesia da criação. As estamos sufocando. Se não cuidarmos, logo só as encontraremos numa pálida saudade, gravada na "retina" de nossas lembranças. Estamos extinguindo paisagens, "semeando" o concreto do inconcreto progresso. Mas progresso que mata é retrocesso! É a vertigem da grana, a falta de senso, insustentável delírio de quem destrói o próprio habitat.


No futuro a colheita: Um mundo cheio de sede e carente de água, com fome abundante e sem ar para viver. Flatos da inconsequência, Estufa de efeito mortal, radioativo ataúde da civilização. Da poesia das flores, nem mais saudade. A retina borrada das lembranças, se apagará com nossos derradeiros ais.



(Postado aqui em 30 de janeiro de2011).


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

0 Comentários::

Postar um comentário

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.