Mulher (Uma homenagem) - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Amigo Sol, amiga Lua... - 20 de julho, dia do amigo e da amizade

Amigo Sol, que vem cada dia colorir; amiga Lua, que a noite alumia com estrelas a luzir. Amigos pássaros cantantes, amigos pets brincante...

Mulher (Uma homenagem)

Publicado em sábado, 3 de março de 2018


Estátua da Liberdade. #PraCegoVer

Síntese da síntese humana,

frágil e forte,

bela e fera.

Do seu ventre nasce o mundo,

nasce o homem

que julga tudo poder,

mas sucumbe à sua doce sedução.

Ela que era a “Amélia”,

motorista de fogão,

maestrina das panelas;

já não é mero utensílio de cama,

é mulher com letras garrafais,

é gente que sabe o que quer e faz,

é a guerreira do dia-a-dia,

um ser sofrido

que não perdeu a poesia

do seu doce ser.



(Postado aqui em18 DE AGOSTO DE 2007).



Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


Leia abaixo alguns de nossos escritos tendo a mulher como tema:


7 comentários:

  1. Poeta sensível e amado, Antonio, lindo o seu poema dedicado a nós mulheres, eu por mim estou aqui feliz por ser mulher, amo isso, tenho uma imensa sorte por ter encontrado em minha Vida um homem maravilhoso, o meu amado marido, sempre gentil, como dizem "gentileza gera gentileza" é bem verdade, em nossos longos anos de casados(vamos fazer 42 anos,nossa, nem acredito de tão lindo), sempre nos amamos e nos respeitamos mutuamente, raridade hoje em dia!
    Grande abraço meu amigo poeta querido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respeito. Essa a grande senha das relações humanas. Sem respeito, perduram aberrações como o preconceito, o machismo e todo tipo de violência.

      Um abração Ivone.

      Excluir
  2. E, assim, Antonio, com poetas sensíveis como você, é que a mulher encontra sua razão explícita de ser. Seu respeito e dignidade no existir e seguir sua vida independente no realizar, mas inteiramente dependente e integrante da família - célula mater da felicidade, do respeito e do amor entre todos! Obrigada, Antonio!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sensibilidade está na mulher, que é a inspiração e a própria poesia; que merece respeito e reconhecimento, dentro e fora do lar.

      Um abração Célia.

      Excluir
  3. Antonio! Obrigada, pela doçura real da sua homenagem! Concordo com meu comentário, em 2013, e acrescento, o quanto a mulher cresceu desde então. É maravilhoso compactuar com sua sensibilidade, Antonio, em seus posts! Obrigada, sempre.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evoluir é necessário, viver no atrazo, perpetua descalabros e injustiças.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  4. Meu amigo Antonio, assim como a Célia, concordo com meu antigo comentário,ainda estou feliz com meu marido, estamos envelhecendo juntos e juntos comemorando a Vida!
    Ser mulher pra mim ainda é uma dádiva, seu poema é lindo, mesmo que passe muitos anos, sempre será atual, as mulheres estão indo muito bem, ainda bem, embora ainda haja homens que ainda não perceberam isso, mas perceberão!
    Amei sua homenagem, como sempre, és muito sensível!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM