Acróstico da diversidade - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

 

                    Acróstico da diversidade              

     

Deus criou a igualdade, nós inventamos as diferenças.


Antonio Pereira Apon.


Mãos segurando o globo terrestre.

Diversos pensares:

Ignorantes proclamando racismo,

Virtuosos declamando igualdade.

Entre erros e acertos,

Raça única, humanidade!

Somando saberes,

Irmanando quereres,

Dividindo e multiplicando,

Adicionando,

Doando e recebendo,

Estreitando caminhos.


Cultura em policromia,

Unindo os diversos iguais,

Liame de amor, esperança e paz.

Tolerância:

União sem fronteiras,

Recriar, irmanar...

Amor sem barreiras.


Colar de ferro.


* * *

20 de novembro é o dia da consciência negra. Todo dia é dia de ter consciência humana.


Deus criou a igualdade, nós inventamos as diferenças.


A cor da pele, não torna ninguém melhor ou pior. Caráter (ou a falta dele), não possui etnia.



 

Você também vai gostar de ler:

Acróstico da consciência negra

(Postado aqui em novembro de 2008).


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

4 comentários:

  1. Olá António,

    Verdade, totalmente verdadeira a frase que encima seu acróstico, muito bem construído, por sinal.
    Para Deus, somos todos iguais. Não há filhos e enteados. Deus é amor.

    Resto de feliz dia.
    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Luz. "Não há filhos e enteados. Deus é amor".

      Um abração.

      Excluir
  2. Como criador de acrósticos que incentivam os leitores a pensar, gostaria de saber como fazer para publicá-los em sua página. Tenho-os publicados há bastante tempo em várias páginas da internet. É possível publicá-los nesta página? Vide www.paralerepensar.com.br/xavier ou www.autores.com.br entre outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo.

      Aqui no Blog, costumamos postar apenas os nossos próprios escritos. Mas, se desejar, pode compartilhar seus acrósticos em nossa página do Facebook: http://www.facebook.com/aponhp.

      Um grande abraço.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...