Ano novo. O que queremos colher? - A arte da vida. Apon HP
Bom estar com você!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Ano novo. O que queremos colher?

Publicado em terça-feira, 27 de dezembro de 2011



... Um mundo melhor, depende de pessoas verdadeiramente melhores. O bem não nasce do improviso, nem de intenções inertes, vontades ociosas, desejos omissos... o bem não é uma dádiva, é uma construção...


Antonio Pereira Apon.


Rosas.


Tudo passa, todo “fim” convida a um recomeço:


O fenecer da noite prenuncia a luminosidade de um novo dia,


o passado abriu as portas do presente, que escancara as portas do futuro:


Ao ano que vai, sucede um novíssimo ano, repleto de possibilidades...


Uma folha inescrita, aberta ao bem ou ao mal,


uma página inédita, para reescrevermos erros ou editarmos mudanças.


Não existe mágica, nem intervenção divina. Deus nos entregou o destino da terra.


Um mundo melhor, depende de pessoas verdadeiramente melhores. O bem não nasce do improviso, nem de intenções inertes, vontades ociosas, desejos omissos... o bem não é uma dádiva, é uma construção individual que contagia o próximo, disseminando num círculo virtuoso o bem coletivo.


Portanto:


Há motivos para acreditar, ter esperança, sonhar, pois tudo depende de cada um de nós, de nosso real querer, da estatura do nosso amor, do tamanho de nossa determinação e perseverança.


Ninguém pode fazer a nossa parte, nossa cota de colaboração é indispensável, nossa responsabilidade é intransferível.


Acreditar com discernimento, esperar trabalhando, sonhar sem ilusões. A vida é uma roseira, dá rosas e espinhos. O que queremos colher na florada do novo ano?



(Postado aqui em 12 de dezembro de 2008).


Clique na imagem abaixo para ler outro post de fim de ano, sorteado pelo sistema:


Clique aqui.


Ou clique num dos links abaixo para ler outro post de fim de ano, já escolhido aleatóriamente pelo sistema:



Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

3 comentários:

  1. Olá estimado António,

    Seja bem vindo!
    Você faz falta no mundo dos blogs.
    Li seu texto, como sempre, muito inteligente, muito bem pensado e estruturado.
    Somos nós, que temos de fazer o balanço da nossa vida, ver o que faltou e o que fizémos de errado.
    Adorei a sua metáfora/comparação: Vida igual a roseira, com rosas e espinhos.
    Eu quero uma florada abundante e de rosas vermelhas, de paixão e de entrega.
    Já tenho saudades de minha poesia sensorial e sensual.
    Em Janeiro, me darei, inteirinha.

    Bom ano de 2012, com venturas e realizações positivas.

    Aquele abração, de que já tinha saudade e muita luz, em sua vida.

    ResponderExcluir
  2. Olá Antonio! É uma felicidade ler e internalizar seus textos. São de uma inteligência e abrangência incríveis! Sempre colho ensinamentos! Obrigada! Grande abraço e que seu 2012 seja repleto de felizes momentos e realizações.
    Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olha,muito boa a reflexão!!
    Passando pra desejar um feliz 2012 e que a sua colheita seja próspera e feliz,que vc tenha tudo o que precisar nesse novo ano.
    Grande abraço,=)

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM