Um dia (Com mp3) - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

Você já conhece nosso App? Clique aqui para saber mais. Ou na animação a seguir, para baixar e instalar em seu Android..


Tudo cabe no seu App. Bom dia! Clique para baixar e instalar.

quarta-feira, 11 de março de 2015

 

                    Um dia (Com mp3)              

     

Sem água não há vida. 22 de março, é o dia mundial da água. Preserve esse bem precioso.


Um dia (mp3)
Antonio Pereira Apon.


Água.


Corre nas veias da Terra
o fluido da vida
para a vida brotar.
Rios correndo para os mares,
lagoas, cascatas para a sede matar.
Fecunda o cio da plantação
que dá a cada dia o nosso pão.
Mas, estão envenenando as veias,
entupindo as artérias do planeta
que morre lentamente:
Com suas nascentes,
com seus rios antes perenes,
com seus lagos um dia límpidos,
com sua humanidade
outrora lúcida.
Assim,
quando o peito do orbe enfartar,
quando o efeito
dessa estufa nos por um fim,
quando o buraco
na camada de ozônio
nos consumir,
quando a hecatombe nos calar;
quando
já não formos o planeta azul...
Certamente
uma nave de um planeta distante
aqui pousará;
buscará por condições de vida,
buscará por água
e talvez encontre
algum resquício congelado
num local remoto
e suporão
que um dia houve vida aqui.



22 de março, é o dia mundial da água. Preserve esse bem precioso.



(Postado aqui em 22 de agosto de 2010).



Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

6 comentários:

  1. Oi Antonio, um profundo poema, acredito que nosso planeta azul ainda vai se refazer, basta que as pessoas se conscientizem cada vez mais, tudo tem jeito.
    Você faz a sua parte muito bem, colocou que hoje é o dia Mundial da água, eu já fiquei sabendo aqui e muitos outros também saberão, nos unamos cada vez mais em prol de nossa Querida Mãe Gaia.
    Beijos e lindo dia!

    ResponderExcluir
  2. Intenso e valoroso o seu poema Antonio, ainda mais especial pela data de hoje...é preciso despertar para a importância em zelarmos pela água, esse bem tão precioso da humanidade e que é responsabilidade de todos nós.
    Beijos, amigo,
    Valéria

    ResponderExcluir
  3. Cara, você é um gênio! Vi a sua poesia que tinha no contexto a pedra, não sou um conhecedor profundo de poesia e literatura, mas vejo que você tem um grande potencial, espetacular sua capacidade de criar com tanta riqueza suas poesias, diferente daquela literatura de palavras difíceis, você passa a mensagem de uma forma clara, simples e que prende o leitor, parabéns! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Rodrigo, por sua visita e comentário. O “gênio” fica por conta da sua gentileza. Sou apenas um escrevinhador que acredita que a literatura deve e precisa tocar a mente, a alma e o coração do leitor de forma objetiva e simples. Sem muitas firulas e frescuras.

      Um abração e uma bela semana. Volte sempre.

      Excluir
  4. Amigo Antônio, uma importante postagem. O planeta está sofrendo e a água acabando. Grata pela visita e o cementário. Foi muito importante seu incentivo, a aluna Thay, ela leu, amou, ficou feliz e agradecida. Obrigada, abraços

    ResponderExcluir
  5. Já está faltando planeta para tanta inconsciência humana.

    Não há o que agradecer...

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...