A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes) - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

terça-feira, 25 de junho de 2013

 

                    A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)              

     

Uma homenagem às manifestações pacíficas da cidadania brasileira. Inspirada na conhecida música do Poetinha e num cartaz exposto por manifestantes: "Era um país, muito engraçado/não tinha escola/só tinha estádio./ Ninguém podia/protestar não/por que a polícia/ metia a mão".


Antonio Pereira Apon.


Povo protesta no Congresso Nacional.


Era uma gente desencantada

muito omissa, acomodada

Ninguém ousava dizer um não

Tão adestrado ao circo e pão

ninguém sonhava mais auriverde

até o protesto ganhar a rede

A malandragem mandava ali

agora o povo é que manda aqui

Era uma gente desrespeitada

tão insegura, deseducada

Saúde pública não tinha não

Só factoide e embromação

O social na rua e rede

pôs a política contra a parede

ninguém aceita mentira enfim

corrupção pra longe daqui

Já brada o povo com muito esmero

não mais os bobos queremos zelo

pelo país que a muito espero

não sou mais tolo sei o que quero





Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

6 comentários:

  1. Indico como "Hino das Manifestações"!! Excelente, Antonio!
    Abração da Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chega da ladainha da velha política, da cantilena dissonante da corrupção. O povo clama e canta por um Brasil novo, que pode ser, e será! Bem melhor.

      Obrigado, Célia. Um abração.

      Excluir
  2. Meu querido amigo

    Hoje passando para dizer que estou voltando (ainda devagar), mas com muita saudade e agradecendo as palavras de carinho deixadas durante a minha ausência.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  3. Oi Antonio,

    Bom! Muito Bom!
    O amor que sentimos pelo país desperta a criatividade,talvez a oportunidade de desabafar, gritar!
    Já estava em tempo!
    Baijos, amigo!

    ResponderExcluir
  4. Oi, querido Antônio!

    Como você é inteligente, mesmo!

    Esta canção se adequa, se adapta na perfeição ao poema, que de forma graciosa e determinada, você escreveu.

    PARABÉNS! SIM À MUDANÇA PACÍFICA E CONCIENTE DESSE GIGANTE!

    Boa semana.

    Um abração da Luz.

    ResponderExcluir
  5. He recogido los tonos de llamada de mejor calidad como el tono de llamada de mi teléfono. Tono de llamada único. Los tonos de llamada son atractivos. Visite el siguiente enlace para obtener información y una instalación de tono de llamada gratis: https://tonosdellamadagratis.net/

    También puede consultar la instalación de las canciones descargadas más recientemente:
    Descargar Ya No Quiero Ná para celular
    Descargar Changes para celular
    Descargar Anitta para celular
    Descargar Solo para celular
    Descargar Espina para celular

    Deja un comentario para mi colección. Espero que te diviertas. Ojalá tengas tu tono de llamada favorito. ¡Gracias!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...