Mais Médico - A arte da vida. Apon HP
Bom estar com você!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Mais Médico

Publicado em quinta-feira, 1 de agosto de 2013



... Doutor, só de estetoscópio e falação. Vai fingir “mais” medicina, como já se finge que ensina... ...Pobre tem é verminose, quer analgésico pra “astrose” e cálcio pra “astroporose”...


Centro cirurgico.

Manda buscar no estrangeiro,

para arrumar voto ligeiro

e nos salvar da danação.

Pode ser lusitano,

espanhol;

etíope, cubano...

Não precisa ser perfeito,

basta alinhar com o Prefeito,

arranjar a embromação.

Nós aqui de trololó,

manda lá pros cafundó,

Doutor, só de estetoscópio e falação.

Vai fingir “mais” medicina,

como já se finge que ensina,

na pública deseducação.

Falta mamografia?

raio x e endoscopia?

Não tem densitometria?

ressonância nem tomografia?

Pobre tem é verminose,

quer analgésico pra “astrose”

e cálcio pra “astroporose”.

Esqueça a alta complexidade!

se houver mortalidade,

arruma-se um “bolsa caixão”.

Para ganhar o pleito,

finge-se atender o preito

de tanta manifestação.

Se a constituinte não cola,

se plebiscito não rola,

arrola-se outra enrolação.

Médicos, Médicos a mancheia!

E manda o povo votar!



4 comentários:

  1. Meu amigo

    Infelizmente não é só no Brasil que o povo é sempre que paga os desmandos dos politicos.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, juntamente com a especulação financeira, a politicagem é uma praga globalizada. Particularmente no Brasil, nossos politiqueiros tem se empenhado bastante em contrariar os interesses da população e nos vender um superfaturado país de faz de conta, que só existe na propaganda oficial.

      Um abração.

      Excluir
  2. É preciso pensar na saúde do brasileiro, mas há tanto a se fazer para que todos tenham acesso aos exames com resultados a tempo da próxima consulta, que eu penso que é preciso primeiro aprimorar as condições básicas de atendimento à população. Aproveito para questionar se não haveria a opção de se liberar ao consumidor alguns antibióticos fracos e eficientes (aviados pelos farmacêuticos) ao invés de se permitir que todo e qualquer profissional ligado à área de saúde tenha o poder de receitar medicamentos. São tantos problemas nessa área, que a sua poesia vem e sugere sugestões práticas. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A saúde, como a educação e segurança pública, requerem políticas sérias e responsáveis. Sem factoides eleitoreiros nem politicagem populista. A atenção básica de saúde, não pode continuar nesse criminoso faz de conta, a mercê das invencionices governamentais. O cidadão tem direito, desde o mais elementar tratamento até a mais avançada terapêutica. O dinheiro que banca a bandalheira politiqueira, o "aparelhamento" do Estado, as superfaturadas obras inacabadas, os estádios desnecessários e tantos outros elefantes brancos... Deveria custear o bem estar da população.

      Um abração.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM