Amor ou posse? - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Por onde anda você?

Você, que vaga em meus sonhos, qual a brisa de outrora; acordando sentidos, acarinhando sentimentos; exumando lembranças, memórias ...

Amor ou posse?

Publicado em sexta-feira, 22 de julho de 2016


Ilustração oficial do blog - Uma rosa vermelha na diagonal, sobre um fractal do por do sol, com o nome Apon em relevo, na parte inferior da imagem. #PraCegoVer

Amor cativa. Posse, encarcera.

Amor cuida. Posse, ciúma.

Amor é laço. Posse, nó.

Amor é nós. Posse, eu.

Amor é melodia. Posse, dissonância.

Amor, plenitude do ser. Posse, mesquinhez do ter.

Amor alforria. Posse, escraviza.

Amor propõe. Posse, impõe.

Amor constrói. Posse, devasta.

O amor é altruísta. Posse, egocêntrica e egoísta.

Amor alegra. Posse, desgraça.

Amor é alvorada. Posse, crepúsculo.

O amor é virtude. Posse, vício.

Amor eleva. Posse, rebaixa.

Amor perfuma. Posse, espinha.

Amor é diálogo. Posse, monólogo.

Amor partilha. Posse, furta.

O amor é como a fé. Posse, tal qual o fanatismo.

Amor encanta. Posse, entorpece.

O amor enleva. Posse, deprime.

Amor pacifica. Posse, guerreia.

Amor é poesia e prosa. Posse, infame prosopopeia.

Amor é sóbrio. Posse, demente.

Amor cura. Posse, fere.

Amor acaricia. Posse, agride.

Amor abraça. Posse, esgana.

Amor é remédio. Posse, doença.

Amor é o começo. Posse, o fim.

Amor vivifica. Posse, mortifica...

Precisa desenhar?


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


2 comentários:

  1. Apon, não precisa desenha... amor faz bem e posse, faz mal, de uma forma muito resumida, rsrsrs. Muito bem colocadas as comparações em seu texto, a distância visível entre um e outro é sutil, mas os efeitos na vida das pessoas, visível.O amor nos deixa felizes e a posse, tristes. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que não percebe, ou não quer perceber, o limiar entre um e outro. Dementados alucinados, espalham a violência e o crime, numa passionalidade cruel. Para esses, além de desenhar, é preciso o rigor da lei e a inexorável força de um choque de realidade que os coloque em seu devido lugar.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM