Até... - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Pensamento do dia:





Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

 

                    Até...              

     

... Jesus é o nosso "maquinista" e Deus está no controle do destino. Quando as coisas não são como queremos. Tenhamos certeza! São como devem ser...

Antonio Pereira Apon.
Estação Saint-Lazare - Claude Monet.

Quando nascemos, “embarcamos” no trem dessa nossa vida que segue sem tardar. Durante o percurso da viagem, assistimos embarques e desembarques no “vagão dos nossos afetos”, ratificando a nossa condição de literais passageiros, inexorável certeza do estarmos de passagem na brevidade desses instantes. O tempo passa, como a paisagem que foge entre as janelas. Até podemos estimar as chegadas. Mas as partidas… Essas costumam nos surpreender...


Lágrimas e saudades, superlativam emoções. Mas a vida segue. E precisa seguir! O tempo não para. Nosso trem segue sem detença.

Não existe adeus! Um até logo, até breve… Agenda de nossos reencontros na “Estação do Infinito”.

Jesus é o nosso "maquinista" e Deus está no controle do destino. Quando as coisas não são como queremos. Tenhamos certeza! São como devem ser. Parte de um plano maior, que a percepção humana não consegue atinar.


Até algum dia...


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

8 comentários:

  1. Bom dia meu amigo Antonio, como sempre aqui se lê e se aprende!
    A vida é assim, estamos ora por aqui "no trem" onde tudo é possível, ora por "lá" onde podemos reencontrar os que "desceram do trem" antes de nós.
    A Vida é assim, ainda bem que é assim, felizes dos que creem que nada acaba, continua o aprendizado sem perder "o fio da meada"!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem! ... A vida segue nos dois planos da vida e assim, todos nos reencontramos pelas veredas do infinito, na trilha de nossa evolução.

      Um abração.

      Excluir
  2. Um encontro com a eternidade, com direito a passagem grátis para um encontro memorável...
    Feliz sua reflexão, Antonio!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos seres imortais, mas ainda não conseguimos vivenciar isso plenamente.

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir
  3. Olá, Apon, como vai?
    Esse processo faz parte do desapego do ser humano, compreender que as pessoas se vão, que as coisas são como deveriam ser. A expectativa de um reencontro futuro é reconfortante e apaziguador. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo em paz. A vida segue, transcende. O espírito despe seu corpo para vestir-se de infinito. O corpo é transitório, a alma, eterna.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...