Novamente, é natal - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

Você já conhece nosso App? Clique aqui para saber mais. Ou na animação a seguir, para baixar e instalar em seu Android..


Tudo cabe no seu App. Bom dia! Clique para baixar e instalar.

domingo, 17 de dezembro de 2017

 

                    Novamente, é natal              

     

... Vidas vazias, lojas cheias, consumistas consumidos, de Jesus, tão esquecidos; perdidos, em seus pacotes de ilusão. Ter sem ser, aparecer, só parecer, desilusão...


Antonio Pereira Apon.


Visitação, pintura de António Manuel da Fonseca na Igreja de S. João Baptista.


Velhos ritos, antigos mitos,

cânticos bonitos,

dezembrina trilha musical.

Cantilenas marqueteiras,

seduzem bolsos, bolsas, carteiras;

erguem odes a Noel.

Vidas vazias, lojas cheias,

consumistas consumidos,

de Jesus, tão esquecidos;

perdidos, em seus pacotes de ilusão.

Ter sem ser, aparecer,

só parecer, desilusão.

Teleguiados mal viventes,

sobreviventes maldizentes,

estressados sem noção.

Apressados apreçados,

apreçando a vida, apressando a morte,

apressar o azar, apreçar da sorte.

Natalino natalício,

manjedoura de cada peito,

a esperançar que o humano tem jeito,

no amor a razão, na paz o ofício.

Cristo no coração!

Natal de todo dia,

poesia pra viver;

sem pressa e sem preço,

apreço por ser, feliz fazer.




Clique na imagem abaixo para ler outro post de fim de ano, sorteado pelo sistema:


Clique aqui.


Ou clique num dos links abaixo para ler outro post de fim de ano, já escolhido aleatóriamente pelo sistema:


   
 
 

24 comentários:

  1. Olá, Tonico!

    Um poema bem ao teu jeito, bem social.

    Natal é consumismo, balbúrdia e tradição. Depois, tudo volta ao mesmo.
    Para mim, será um dia normalíssimo.

    Estive vendo o fabuloso vídeo, onde se notam as atrocidades do ser humano, tal como as correrias aos shoppings, enfim, a loucura do ter e não do ser.

    Beijinho, menino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por cá também, dia normal... Perdeu-se o sentido do natlal na compulsão sem sentido do consumismo. Jesus perdeu espaço para Noel, agora até o dito, bom velhinho, perde espaço para sua divindade o consumo.

      Abraços natalinos.

      Excluir
    2. Onde foi que achei ess "natlal"? Natal!

      Aproveito para te ofertar um presentinho. Algumas canções natalinas em francês:

      https://www.youtube.com/watch?v=hzOKwlVU5YQ

      https://www.youtube.com/watch?v=Ijmr9X1gf7c

      https://www.youtube.com/watch?v=vkkiQWBFqT0

      https://www.youtube.com/watch?v=zqwrcAEnjZQ

      https://www.youtube.com/watch?v=FoQfRWQ2_3M

      https://www.youtube.com/watch?v=cYbWOEAApuQ

      ... De nada! Rs rs rs...

      Meu antecipado, feliz natal!

      Excluir
    3. Olá, meu querido menino (rs)!

      Foste buscar esses vídeos às mais belas canções de natal em francês. Verdade?

      Olha, estou estupefacta e muito sensibilizada pelo teu gesto. Parece caladinho, assim contidinho, esse garoto, só que quando se dá, se entrega por inteiro, se derramando com muita alegria por proporcionar prazer a ambas as partes.

      É difícil escolher a que mais gostei, mas "Douce Nuit" e "Vive le Vent" foram as canções de que mais gostei. Já conhecia todas, mas é sempre muito agradável receber prendas no natal de todos os dias, que é isso que tens feito ao longo desses quase 365 dias. MERCI, MON CHÉRI! (obrigada, meu querido)!

      E agora que te posso oferecer eu? O que mais gostarias tu, que eu te desse? Ah, se eu pudesse dar luz aos teus olhos! Seria o prenda mais bonita, que jamais ofereci a alguém.

      Não sei fazer poemas, assim, rapidamente, mas vou te dedicar um vídeo, também: Demis Roussos - Quand je t'aime carregado por Jonas. Espero que te delicies. Lê a tradução.

      Beijinhos, meu doce amigo e merci bien (muito obrigada)!

      Excluir
    4. Em verdade, eu estava procurando uma música, mas, encontrei um site citando todas essas, então, ei-las aqui.

      A luz da sua amizade já é um grande presente...

      https://www.youtube.com/watch?v=clUogA0g9aI

      delicieime com a música e a letra.

      Um abracito, portuguesita.

      Excluir
    5. Vês, como eu tenho bom gosto musical e não só (rs)! No vídeo carregado por Jonas, se vê Demis cantando, aquele animal de palco. No clip que tu escolheste só surgem rostos de mulheres lindas e felizes. EXCELENTE TUA ESCOLHA!

      A música e a letra são arrebatadoras, mais quand on t'aime, c' est comme ça (quando se ama, é mesmo assim).

      Espero que a nossa troca de conversação "enriqueça" ambos e nos ajude a superar aqueles obstáculos, que vão surgindo na vida de qualquer pessoa.

      TE SENTES FELIZ? SE SIM, ÓTIMO! SE EU ESTOU CONTRIBUINDIO PRA ISSO, FICO BEM VAIDOSA (eu que sou tão "modesta" -rs )!

      Bises, chéri et dors bien et heureux (beijos, querido e dorme bem e feliz).

      Excluir
    6. Modestíssima!!! Rs rs rs...

      http://m.aponarte.com.br/gifs/riso.gif

      Um abraço sorridente.

      Excluir
    7. Ah, tão feliz que esse garotão está, que até usa grau superlativo absoluto sintético!
      O sorriso é tão amplo, que dá a volta à cabecinha do ícone. Como se colocam ícones nos comentários? Acho que meu PC não tem disso. Me explique como se eu tivesse 3 anos. obrigada!

      Olha que os adjetivos se estão esgotando para os abraços. Pense nisso, "minino"!

      Poxa, vou dormir! Você não me larga, nem um pouquinho. Não se farta de mim, não (rsrs)?

      Beijinho modesto pra combinar comigo (rs). Tá?

      Excluir
    8. Esse é o meu sorriso de um feliz natal e um ano novo realmente novo.

      Para colocar as figurinhas, o processo é o mesmo usado para inserir vídeos. é preciso incluir um script no código do modelo do seu blog. Ou seja, terias que aprender um pouquinho de linguagem HPML, do mesmo jeito como queres que eu aprenda francês.

      E o WhatsApp? Vai acontecer em 2018?

      Você gosta de adentrar a madrugada acordada, agora me culpa?! A culpa é sua e do fuso! Eu não durmo tão tarde... Rs rs rs...

      Sempre caberão adjetivos para um abraço.

      Um incomensurável abraço. Assim, do tamanho da sua modéstia.

      Excluir
    9. Muito lindo, alegre e sincero, teu sorriso.

      Ah, entendi tudinho (rsrs). Vou já colocar essa "coisa" do HPML. Apprendre français c'est très simple (aprender francês é muito simples).

      Penso que sim. Eu até adivinho o k tu estás pensando e querendo. Me diz que não é nada disso! Me Diz! Não adianta negar, porque eu sou uma "bruxinha" boa.

      Pois, você não conversa, não bate papo, não vê filme de mãozinha dada, acho eu, portanto, só resta ir pra cama bem cedo. Eu gosto de me deitar por volta das 4 da madrugada e depois me levantar ao meio-dia ou uma hora da tarde. Dolce Vita!

      Para todos os afetos há sempre vocábulos, não só adjetivos. Os idiomas têm milhares de palavras. Agora, é só escolher as apropriadas.

      Um abraço sem medida. Ah! Tu me "enforcas", desse jeito e depois teu metro e setenta e cinco? Não, que eu tenho palmo e meio e morro de susto só de ver uns braços longos e umas mãos esguias em direção a mim. Me faz lembrar a história do "Capuchinho Vermelho". Ai, "pobrezinha" de mim, pke o "lobo" é você.

      "Lobo mau, lobo mau, lobo mau...rsrsrsrsrs.

      Bises.

      Excluir
    10. Já começou mau essa aluna, trocou HTML por HPML, em programação não se pode trocar, omitir ou acrescentar nem um ponto. Rs rs rs...

      Acho que você nasceu no fuso errado. Rs rs rs...

      Verdade. Num abraço cabem todos os idiomas, inclusive os que se queira inventar... Cabem fábulas, histórias, exageros...

      Um abraço na justa medida.

      Excluir
    11. Ah, o Sr. Professor é que me ensinou mal e depois escreveu que comecei mau. Mau? Mau é o antónimo de bom, Sr. Professor! Comecei mal, porque o senhor é que não me ensinou bem. olhe suas palavras, em cima. Foi lapso, pois, eu sabia! Num tá (rs) com a cabeça, com o cérebro no lugar e depois me ensina incorretamente e há assuntos de que não fala (rs). Pois, é abrir muito o "jogo", né?

      Deveria ter nascido num país quente, onde o sol se pusesse à meia-noite e seis meses é sempre dia. Poxa, mas 6 meses é sempre noite. Não quero!

      Nos beijos e nos abraços, cabem todas as formas de afeição.

      Não posso dar beijinho pra "lobo mau" (rsrsrsrsrsrsrs)!

      Excluir
  2. Querido amigo Antonio,lindíssimos versos com palavras apropriadas bem agora que se aproxima o Natal.
    Sempre a mesma coisa, aqui em Sampa nem dá para sair de carro e nem a pé, correria sem fim.
    Desejo que tenhas um Natal feliz com sua família!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Natal tornou-se uma exaltação ao consumo, longe da essência da mensagem do Cristo. Mas, um dia, a humanidade há de acordar.

      Retribuo suas felicitações com um grande abraço, extensivo aos seus parentes e amigos.

      https://www.youtube.com/watch?v=lWdUPAzJ4Cg

      Que a luz do Divino Amigo sempre nos guie no natal de cada dia, o ano inteiro.

      Excluir
  3. Bom dia, António
    A minha visita de hoje tem apenas como finalidade desejar BOAS FESTAS.
    E, para isso, nada melhor do que fazer-me acompanhar de Mahatma Gandhi (Mahatma – “A grande Alma”), e suas sábias palavras:

    “Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos.
    A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora.
    Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem.
    A capacidade de escolher novos rumos.
    Deixaria para você, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável:
    Além do pão, o trabalho.
    Além do trabalho, a acção.
    E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
    O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída."
    (Gandhi)

    UM SANTO E FELIZ NATAL!

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo de bom para ti também. Um feliz natal todo dia e um renovador ano a cada instante.

      Abraços natalinos.

      Excluir
  4. Oi, Apon, como vai?
    Já havia visto em seu comentário no meu blog o termo "consumistas e consumidos"... esse enfoque sobre o Natal, hoje, me desanima, embora já tenha feito parte. Hoje penso que o Natal é todo dia, com o amor que podemos oferecer nos pequenos gestos de cada dia. Da paz, o ofício - como precisa, não?
    Boas festas, que seu 2018 seja especial! Obrigada pelo carinho o ano todo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desanime não. Todos evoluem, cada um, pouco a pouco vai acordando para o real sentido do natal e da vida como um todo. O ser há de ser maior do que o ter.

      Retribuo as suas felicitações devidamente multiplicadas. Obrigado a você também por mais um ano de preciosas interações aqui na internet.

      Um abraço natalino.

      Excluir
  5. Oi Antonio!
    Pois é,tudo as avessas! Linda reflexão poética!
    E vamos lá, pois já é Natal!
    Desejo a você e sua família um feliz e abençoado Natal e Ano Novo!
    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tempos reversos que precisamos reverter... E, sim, já é natal! Que seja hoje e todo dia: para você, para mim e para todos!

      Retribuo suas felicitações, multiplicadas, elevadas às potencialidades de um novo ano que possa ser renovado e renovador.

      Abraços natalinos.

      Excluir
  6. Olá, menino Tonico!

    Como vai você? E o tempo? Ah, que bom esse calorzinho!

    Passando porque tinha saudades de ti, de te "provocar", também e te desejar um dia lindo, repleto de amor. Olha, mas você não abuse, não, porque como é natal, tudo é em excesso (rs). Depois, quero relatório (rs), sim?

    Beijinho fresquinho.

    ResponderExcluir
  7. Oi, querido Tonico!

    Tinha saudades tuas. Sabias? Senti tua falta.

    E novamente a virada do ano está próxima.

    QUE 2018 SEJA O ANO DA TUA LUZ, CONCÓRDIA, PAZ, ALEGRIA E AMOR EM TEU REDOR E NO MUNDO INTEIRO.

    Beijinho renovado e já saudoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A recíproca é verdadeira. Tudo de bom!

      Um abraço renovador. Inté paroano!

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...