Balanço ao luar, destino - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

Você já conhece nosso App? Clique aqui para saber mais. Ou na animação a seguir, para baixar e instalar em seu Android..


Tudo cabe no seu App. Bom dia! Clique para baixar e instalar.

domingo, 28 de janeiro de 2018

 

                    Balanço ao luar, destino              

     

... ele e ela, a poesia, encantamento a se encantar. Passa o tempo ali sem pressa, pro romance a conversa, pra emoção poder versar. Versa o verso, o vice-versa, até o reverso a reversar. O dito e o não dito, o desdito a...


Antonio Pereira Apon.


Paisagem iluminada pela lua com uma árvore e nela um balanço com um casal namorando.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha vigésima participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Um balanço,

uns segredos,

enamorados ao luar.

O destino embalança,

conjugando o verbo amar.

Na paisagem prateada,

prateado lumiar;

corações entrelaçados,

sonhos a entrelaçar.

Sob a árvore da esperança,

os sentires a brincar;

ele e ela, a poesia,

encantamento a se encantar.

Passa o tempo ali sem pressa,

pro romance a conversa,

pra emoção poder versar.

Versa o verso,

o vice-versa,

até o reverso a reversar.

O dito e o não dito,

o desdito a desditar.

São promessas, desejos, juras,

aliançadas as figuras,

namorados balançando ao luar.





Nossas participações mais recentes:





Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

24 comentários:

  1. Lindo e tão romântico... Beleza de ler e nos deliciar! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A poesia semeia o romantismo, o sonho, o lúdico nos corações.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  2. Amigo Antônio, uma linda e envolvente poesia! Romântica para falar de um lindo romance no balanço a luz do luar. corações entrelaçados,

    sonhos a entrelaçar.

    Sob a árvore da esperança,

    os sentires a brincar;

    só um grande poeta como você escreve poesias rimadas tão lindas. Parabéns, muito obrigada por mais uma vez participar. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou um simples artesão das palavras e versos, captando a emoção escrita no universo e transmutando em poesia.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  3. Olá! Hoje não foi possível participar do poetizando no blog mas estou participando no comentário com essa modesta poesia.
    Amei sua participação e a sua poesia que me encantou. Parabéns!

    Uma nova lua vem surgindo
    Nosso amor vai aumentando
    E no balanço da vida
    Um novo sol já vai raiar.

    Parece a vida, rompendo em luz,
    Nosso amor que cresce e se avulta
    Mexendo com nosso ser
    E que nos convida a amar,
    Cada vez mais!

    Tem postagem nova!



    ResponderExcluir
  4. Enamorar-se... Não há como negar... Tudo converge: - poema + trilha sonora = encantamento...
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O poetizar e o encantar, enamorados pela vida no balanço do destino.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  5. Amei ler a sua participação o romantismo impera em cada verso.
    Abraços-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A poesia precisa do sentir, da emoção para que tenham vida os versos, o versar do destino.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  6. Olá, Tonico!

    Um poema bem balanceado, romântico, repleto de esperança e positividade. O amor nunca acontece na hora certa, nem com a pessoa certa. Capricho dos deuses ou das deusas, não sei. a paixão acontece sempre no tempo certo e com a pessoa ideal.

    Vamos acreditar e como diz Armstrong que o mundo é belo e quase perfeito, sobretudo qdo estamos apaixonados. Uma ótima voz e uma canção imortal.

    Aguardemos o balanço do amor e vamos ver para que lado ele pende ou não pende. A vida segue. Ele procura outra flor, ela, outro fruto.

    Beijinho e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ideal e o real, certo, incerto; relativos, tempo e espaço. Mas, a vida segue e vamos seguindo na balada do destino, escrevendo e reescrevendo a poesia dos sentires e quereres; vivendo e sobrevivendo, aguardando ou fazendo acontecer.

      Por enquanto, no torvelinho das emoções, até passarem as tormentas, até um novo alvor:

      https://www.youtube.com/watch?v=HJzKCFxFlBY

      Um abraço. Uma boa semana com tudo de bom. Inté!

      Excluir
    2. É isso aí, menino! O tempo tudo define.

      Música um pouco carnavalesca, bem humorada e repleta de esperança, mas o brasileiro é assim mesmo. A vida segue, independentemente de tudo e você vai ser muito feliz (hoje, consultei minha bola de cristal -rs).

      Beijinho, beijinho, brasuquinha!

      Excluir
    3. O tempo é o senhor da vida, do destino...

      Brasileiro carnavalesco? Que calúnia! Rs rs rs...

      Que assim seja! Que essa sua bola de cristal, traga boas novas.

      Inté!

      Excluir
  7. Ola, Antonio!
    Ele, ela e a piesia... que lindo!
    E o que o amor nos transforma...
    Um enamoramento doce de muito enlevo ao coração.
    Seja feliz e abencoado!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor transforma a vida, inspirando, emprestando poesia aos corações.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  8. Bom dia Antonio, isso que é poeta, isso que é poesia e não aquela que eu escrevo...rsrs. Versos líricos e belos... Um primor!!!
    Bom dia pro cê!
    Linda música, um deleite, fazia tempo que não ouvia esta preciosa melodia!

    abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oxente! Não se deprecie muié! Rs rs rs... Tua poesia é de respeito.

      Boa música é sempre bom. Sobretudo nesses tempos de endêmicas musiquetas de "gosto" mais que duvidoso.

      Bom dia pro cê também. Tudo de bom!

      Um abraço. Inté!

      Excluir
  9. Parabéns pela linda participação!
    Me encantei!
    Um forte abraço e continuação de uma ótima semana.
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  10. Lindo de se ler, um poema repleto de romantismo, sempre bom isso, colocastes tudo muito bem, as rimas que tanto aprecio!
    Linda participação, bela inspiração, parabéns!
    Abraços apertados querido amigo!

    ResponderExcluir
  11. Olá, António
    Grata por suas gentis palavras na minha “CASA”.
    Deliciei-me com esta ode ao Amor, esse sentimento que considero o mais nobre de todos.
    Às vezes… a paixão interfere e estraga tudo. Mas o Amor, firme, sobrevive a tudo.
    E quando o luar ajuda… nada a fazer, os corações ficam mesmo enlaçados.
    Como já tive ocasião de dizer, adoro o seu “manobrar” as palavras.

    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há o que agradecer. Gosto de explorar todas as possibilidades das palavras, o jogo de versos que enriquece a poesia.

      Um abraço. Bom fim de semana para ti também.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...