Um, uns, nós - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

 

                    Um, uns, nós              

     

... não existo sem você, sem vocês. E o que sou, é “culpa” sua, de cada um dos meus uns. Vocês que me acompanham a todo instante. Pois mesmo quando pensamos estar sós, não estamos sozinhos. Deus nos destinou a sermos...


Antonio Pereira Apon.


Eu caminhando numa ponte com um lago ao fundo.


Ninguém é um só, um eu sozinho. O eu não é bastante, não se basta em si mesmo. Cada um é a equação dos tantos uns, que nos influenciam e por nós são influenciados. Eu estou em você, você está em mim e nós estamos em cada um com quem compartilhamos esse caminhar, esse caminho que chamamos vida. Eu não seria eu sem você e a recíproca é uma certeza, assim como, ninguém seria o alguém que é sem essa parte de nós que se lhes soma a tantos outros imprescindíveis uns.


Uma estrela solitária, é um verso. Ser poesia, é ser constelação. Gotas separadas, não deixam de ser gotas, mas, só juntas, fazem-se mar. Assim, são as flores para os jardins, cada instante para a eternidade, cada nota de uma canção, cada letra de uma palavra, cada palavra de uma oração.


Eu não existo sem você, sem vocês. E o que sou, é “culpa” sua, de cada um dos meus uns. Vocês que me acompanham a todo instante. Pois mesmo quando pensamos estar sós, não estamos sozinhos. Deus nos destinou a sermos sóis e só assim somos, quando refletimos, multiplicamos o brilho dos uns, que fazem um nós em nosso eu.


Gratidão por mim e por você, pela parte de nós em cada amigo, parente, conhecido e mesmo os desconhecidos, que, ainda que desavisadamente, deixam em nós um pouco de si e levam consigo um tantinho de nós.


Gratidão pelos sorrisos e lágrimas que se confundem na emoção de nos encontrarmos e reencontrarmos no outro. Nas manifestações de carinho, no afago dos nossos eus.


Sós, não. Sóis é o que somos. Brilhemos!



   
 
 

21 comentários:

  1. Olá, Antonio!
    Emocionou-me pois enquanto tem gente se desafiando em muitos níveis e desfilando um rosário de tormentos em cima dos semelhantes, descarregando seus nervos em quem não tem culpa de nada, você nos adere ao seu mundo com fraternal amizade e ainda nos transforma em 'sóis' para iluminarmos uns aos outros...
    Assim deveríamos ser todos nós!
    Busco ser... nem sempre consigo, mas vou tentado dar amor ágape a todos os que passam pelo meu caminhar nesta vida tão efêmera...
    Um lago refrescante onde se começa bem uma tarde com vontade de ser mais solidária com quem nos cruza o caminhar...
    Seja muito feliz e abençoado junto aos seus amados!
    Abraços fraternos de paz e bem
    P.S. Choro ao meditar sobre o: "Deus nos destinou a sermos"... mesmo que não recebamo um terço do amor que doamos, Ele nos deu este mandato como primeira instãncia: amarmos uns aos outros como a nós mesmos...
    Ele nos dá cem vezes mais sempre... Lindo demais seu post! Mostra o valor de se ser...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos ainda atrasados em nossa caminhada evolutiva. Mas, passo a passo, pouco a pouco vamos avançando e compreendendo que o outro é a ponte que verdadeiramente nos liga a Deus.

      Um abraço. Tudo de bom.

      Excluir
  2. olá, meu querido amigo...

    tanto lindo o teu texto... não te mostras lamechas, mas se sente emoção e gratidão em tuas palavras.

    de facto, ninguém é nada sem outro alguém. nós, como seres sociais precisamos todos uns dos outros.

    como seres, que não podemos viver sem afetividade, há sempre uns "uns" especiais para nós, que alegram nossos dias, longe ou perto.

    é bom ter família, amigos e amores e a todos eles devemos nos dar.

    eu, a portuguesita, faz parte desses amigos distantes, mas mto cúmplices. tu fazes parte dos poucos amigos, que tenho, embora eu em Portugal e tu no Brasil.

    temos todos de agradecer uns aos outros. afinal, a vida sem ti, sem mim, sem nós, sem os outros, não faria sentido.

    "Eu não êxito sem você"... lá, lá, lá, lá -rs.

    beijinho, tonico e muitos anos de vida com saúde e alegria.

    ResponderExcluir
  3. retificando - tão lindo.....eu não existo sem você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que agradecer mesmo pelos nossos uns; próximos ou distantes, presentes e ausentes, todos fazem parte do que somos. E para todos os uns:

      https://www.youtube.com/watch?v=xR5E28m4ys0

      Vou excluir dos uns, quem esqueceu do meu aniversário. Rs rs rs... Mas uma pros uns:

      https://www.youtube.com/watch?v=iojYDSjKK00

      Um abraço minha uma de além-mar.

      Excluir
    2. é muito importante ter uns e umas, já agora -rsrs.

      adoro essas duas canções, mas olha que o vídeo de Tom Jobim não está mto escorreito na imagem, que embora seja sempre a mesma, por vezes, parece k foge. o som está bom.

      a canção de Adriana é uma delícia, uma coisinha boa e sabe bem dizer e escutar aquelas palavras.

      De facto, o pessoa amada é tão importante para nós, k podemos ficar assim como diz a letra. Mas por que é que tem k ser assim? Adorei, adorei.

      um beijinho, meu .... amigo.

      Excluir
    3. As músicas são e fato significativas. Tudo é como é e precisa ser. E a vida segue.

      Um abraço sem dendê, nem mesmo água de coco.

      Excluir
  4. O meu aplauso para este emocionante texto!

    Beijo. Boa noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Repasso os aplausos para meus uns, que inspiraram esse escrito. E para você também, que já faz parte desses uns.

      Um abraço.

      Excluir
  5. Bom dia Antonio, que beleza de texto, que todos pudessem entender que nenhum de nós vivente é independente o suficiente para bastar-se sozinho, assim como o homem, para Deus não deveria viver sozinho no paraíso, o mesmo homem não nasceu para o isolamento, para todas as ações precisamos uns dos outros.Um texto digno de apreciação máxima por sua grandeza .
    Feliz e abençoado dia!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos vencer a ilusão do eu e compreender o nós como caminho a se trilhar, ombro a ombro, mão na mão.

      Um abraço.

      Excluir
  6. Esse belíssimo e profundo texto é digno de ser aplaudido de pé! Nascemos para vivermos em comum união com o outro, tudo tem mais significado quando lembramos que o outro nos completa seja qual for a relação ou o grau de afetividade.
    Abraços afetuosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo. Todos unidos na busca do melhor. Sós, não! Sóis!

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  7. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt
    Olá António, sempre a surpreender-me com as suas poesias...mas hoje um tanto quanto inglória.
    Eu, sei ti não sou nada... tu sem mim nada és...então sejamos muitos façamos grupos e formamos uns!
    Gostei amigo!...Este é diferente do outro e nenhum é igual a algum...interessante.
    Um abraço amigo.
    Luisa Fernandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos todos um, uns no nós, assim fazendo a diferença na grande arte do viver.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  8. Olá, Tonico!

    Seja bem-vindo a seu blog, que já estava com saudades de você. Ele me falou ao ouvido -rs.

    pronto, já passou e agora vida nova: vamos continuar a caminhar, a resolver o que está por resolver, encontrar nossa estrela e ser mto feliz.

    As melhoras e recuperação atenta.

    Beijinho para ti e para toda tua família, incluindo Grazi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como está auto-suficiente esse blog, sai por aí dando recado... Rs rs rs...

      E por falar em estrela:

      https://www.youtube.com/watch?v=VqVwY5PJNGw

      Pois é... Agora recuperação e barco para frente, rumo a dias novos de tempos renovados, renovadores e transformadores para o melhor. Que os dias difíceis e nebulosos fiquem para trás.

      Brigadoooooooooooo!!!

      Um abraço esperançado.

      Excluir
    2. é. teu blog precisa falar, assim, como tu - rsrsrs.

      agora, prepara-te, pois uma nova etapa vai começar. dias de mta luz te esperam.

      estás brigado com quem... rs.

      que bonita música e letra... todo o mundo quer ter sua estrela. tu tens uma de nome Grazi, que ilumina tua vida, mas precisas de outra pra te acompanhar sempre, partilhar tuas alegrias e tristezas. olha bem o universo...

      beijinho estrelado.

      Excluir
    3. Por onde andará tal estrela? Existe? Próxima? Distante? Sabe-se lá...

      Um abraço em busca de uma estrela perdida, desachada...

      Excluir
  9. Linda postagem e como dizes, somos todos "uns", a vida não tem sentido se não for assim, as almas se completam, nem todas nas mesmas sintonias, mas mesmo assim há que se ter a consciência de que não podemos viver sem amar e ser amado, sem amigos do nosso lado, mesmo os virtuais têm suas energias completando tudo o que possa nos ajudar a sermos mais felizes(não nascemos para sermos infelizes, assim creio)!
    Abraços bem apertados!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...