Um poema para nossos avós - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Um poema para nossos avós

Publicado em quarta-feira, 25 de julho de 2018



... rugas do rosto; a escrita da lida, a poesia da vida que o tempo bem escreveu. Cabelos branquejados pelo inverno da idade; guardam a paciência acumulada nos outonos, a sabedoria colhida nas primaveras, o amor cultivado nos verões...


Antonio Pereira Apon.


Pintura de Van Gogh - Village Street and Step -s Rua em primeiro plano, escada em que um idoso com uma bengala, desce. Castanheiras em flor, mulheres caminham.


Pais de nossos pais,

deram as flores

que nos fizeram frutos;

alquimistas do viver,

jardineiros do existir,

coautores da vida,

parceiros de Deus.

Nas rugas do rosto;

a escrita da lida,

a poesia da vida

que o tempo bem escreveu.

Cabelos branquejados pelo inverno da idade;

guardam a paciência acumulada nos outonos,

a sabedoria colhida nas primaveras,

o amor cultivado nos verões.

Trazem os corações vividos,

as lembranças vívidas,

a alvorada de quem somos.

Vô e Vó;

sementes de gente,

da gente!

De mais gente que já veio
de outra gente que há de vir.

Genealógico jardim;

do ontem,

do hoje,

do porvir.



No Brasil, o dia dos avós é comemorado em 26 de Julho, em virtude da comemoração do dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus.



17 comentários:

  1. Bom dia. Poema delicadamente belo. Hoje, em Portugal é dia dos Avós. :))

    Um copo de cristal, meio cheio

    Bjos
    Votos de um óptima Quinta - Feira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivas e mais vivas para eles, nossos avós. Sem eles, não estaríamos aqui.

      Um bom dia e tudo de bom para ti também.

      Excluir
  2. Que poesia linda, meus parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda é a vida, escrita de geração em geração na genealógica poética do existirmos. Obrigado pela visita e gentil comentário.

      Um abraço.

      Excluir
  3. Olá, Tonico!

    Olhei a pintura de Van Gogh e fiquei deslumbrada. Um campo, natureza, e duas mulheres já idosas caminhando e vestidas à época. As cores são lindas.

    Li teu brilhante e terno poema e me senti criança, aninhada no colo do avô João. Sem ele e minha avó Emília, minha mãe não existiria e eu não estaria aqui e agora contigo.

    Tanta coisa bonita que vô me ensinou e tanto k ele me amou. Eu era a sua coqueluche, sua princesinha. percebes, então, pke sou mimadíssima e não há quem me retire esse mimo.

    É mesmo um jardim de gerações, que fizeram e fazem história. Um dia, talvez, sejas tb avô.

    Beijinho mimado para ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por aqui se diz, que os avós são pais com açúcar ou então, que os pais criam e os avós estragam, fazendo vontades e mimando a não mais poder. Mas, na verdade, são muitas e doces as lembranças desses nossos primeiros pais, aqueles que escreveram o prefácio do nosso existir. A eles, todas as reverências e homenagens.

      https://www.youtube.com/watch?v=zLtb4tujsSM

      Um abraço saudoso daqueles abraços de Vô e de Vó.

      Excluir
    2. Aqui, se diz o mesmo, contudo nossos avôs e avós nos deixaram eternas recordações.

      Roberto, por aqui? A canção é tão terna e linda!

      Beijinhos pra nossos vôs e vós.

      Excluir
    3. Beijinhos, beijos, beijões, beijaços, avós.

      Excluir
    4. acho k teu blog tá viciado em mim -rs. tenho k escrever, perguntar pelo comentário k deixei, ontem ou antes de ontem, para ele aparecer.

      tanto beijo, beijinho, beijito, beijão, beijaço, ah, que sufoco - rs!

      Excluir
    5. Acho que o problema é a impaciência de uma certa pessoa, que não espera os comentários terminarem de carregar. Rs rs rs... Deixe meus beijos aí. Rs rs rs...

      Excluir
  4. Lindo, amei ler, sentir o carinho que é poder reconhecer o valor dos que estão envelhecendo, os avós, sou avó e sei como é bom isso!
    Embora ser avó não signifique propriamente a velhice, visto que há muitas jovenzinhas sendo mamães, mas a velhice em si é linda, conheço algumas pessoas que estão com idades avançadas e nos dão alento de que viver é tudo de bom, não importa por quanto tempo!
    Abraços bem apertados querido amigo poeta sensível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velho é o tempo e só "envelhece" quem vive. Todas as reverências e homenagens são mais que merecidas para esses seres tão especiais.

      Um abraço vovó Ivone.

      Excluir
  5. Meu amigo, li sua poesia e me joguei num passado distante e revivi momentos maravilhosos desta companhia, que ainda hoje vive em mim.
    Lindo amigo esta bela lembrança.
    Meu terno abraço de paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os avós costumam deixar ternas lembranças que nos acariciam a memória. Tempos idos, que deixaram doces marcas.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  6. Aplaudo a homenagem de pé.
    Gosto de toda a poesia descomplicada e de bom gosto.
    Aqui também se usa o epíteto, 'vó' e 'vô', passa de geração em geração...
    Sábia descrição do valor dos avós e do seu carinho especial e inesquecível.
    Parabéns pelo poema.
    Abraço.
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poetizar sempre, complicar jamais. Lembranças guardadas dos doces momentos compartidos com esses seres tão especiais, os vôs.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..




Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM