Literatura. O escritor e sua pedra filosofal - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

sábado, 13 de outubro de 2018

 

                    Literatura. O escritor e sua pedra filosofal              

     

... Incorporar a inspiração como uma entidade mágica, mediúnica. E em sua transpiração criativa, vivificar o discurso “invisível”, “indecifrável” do universo...


Antonio Pereira Apon.


linda jovem com um vestido longo, em frente a um prédio que parece um teatro ou uma igreja antiga.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha 56ª participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Lá pela idade média, os alquimistas perseguiam o objetivo de criar uma pedra filosofal (Lapis Philosophorum) . E assim, poderem transformar qualquer metal em ouro, além de poderem transmutar animais. Acreditavam ainda que, com tal pedra poderiam obter o Elixir da Longa Vida.


Qual a lendária pedra filosofal, a literatura empresta ao escritor os poderes alquímicos de transformar simples palavras no ouro da leitura, eternizar personagens, metamorfosear histórias, distribuir encantamentos. Da ponta do lápis, da caneta, dos dedos que digitam; flui, emana a magia escrita, proseada, versada. Materializada nos palcos, nas telinhas, telas e telonas; nos versos das canções, nos blogs, livros...


Concreto e abstrato, sonho e realidade, comédia e drama… Corporificar na escrita o sentir, o pensar, a capacidade humana de criar, cocriar. Incorporar a inspiração como uma entidade mágica, mediúnica. E em sua transpiração criativa, vivificar o discurso “invisível”, “indecifrável” do universo.


O limite do sem limite, para além das fronteiras do infinito, onde possa soprar o espírito, a vida e a morte, o azar e a sorte, o possível e a ilusão do não poder… Aí está a escrita, o escritor, o feitiço que nos atiça nessa arte de te escrever.


25 de julho, dia nacional; 13 de outubro, dia mundial do escritor, da alquimia das palavras, da filosofal pedra da literatura.


O alquimista em busca da pedra filosofal, pintura de Joseph Wright.




Nossas participações no "Poetizando e encantando":

Para exibir/ocultar Clique para exibir/ocultar nossos posts no poetizando e encantando.
   
 
 

44 comentários:

  1. Escrever é expressar um pouco da vastidão da própria alma, é fazer os outros sentirem um pouco dos nossos próprios sentimentos. As palavras são as armas dos escritores, o escritor realmente nato necessita escrever. Belo post, gostei da associação que você fez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever é partilhar nossas paisagens interiores, interagir com tudo e todos, deixando a magia da escrita acontecer.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Tapeçaria.

      Excluir
  2. Respostas
    1. A vida escreve por meio da arte de cada escritor.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Tapeçaria.

      Excluir
  3. Oi, Tonico!

    "Dois em um" foi isso k fizeste. Verdade? Escolheste uma linda imagem da BC da Lourdes e posso te dizer k o vestido da menina da imagem é deslumbrante e luxuoso.

    Hoje, se comemora o Dia Mundial do Escritor e teu texto tenta nos explicar o que é escrever. É difícil dar uma definição, pke escrever é um ato único e geralmente isolado, mas eu entendo o k tu pretendes transmitir, pke tb escrevo.

    Acreditas, que sempre k escrevo tenho episódios de mta alegria e de mto sofrimento? Não sei explicar essa dualidade, mas acontece sempre como se fosse a 1ª vez.

    Qdo estou escrevendo, pareço k saio de mim e sou um monte de personagens, boas ou más. Posso ser tudo o k desejar na escrita.

    https://youtu.be/8glQyFRzXYg

    Beijinho e bons sonhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso. Primeiro veio o texto, agora à noite, quando saíram as imagens da BC, achei que essa casou bem com a mensagem. Coloquei o alquimista para baixo e aí está o post.

      A escrita é a grande arte, alquímica magia de com simples palavras, dar vida a sentires e pensares, corporificar tudo e qualquer coisa, sem limites, sem rédeas. Fluir da imaginação, tecendo em verso e prosa sob o influxo da inspiração.
      Escrever é essa coisa quase mediúnica que brota de nosso íntimo, de nossas paisagens interiores, interagindo com tudo e todos.

      Gostei do vídeo. Viu como é tão complexo e difícil postar? Rs rs rs...

      Procurei, mas, não encontrei outro que se encaixe no tema.

      Um abraço bem escrito.

      Excluir
    2. Para ti é sempre fácil escrever e combinar imagens com palavras e aqui até k deu bem. Um segredo: eu adoraria ter um vestido como o da menina da foto da BC da Lourdes e k tu escolheste.

      Escrever é algo indescritível, não sei se mediúnica se não, mas k ficamos diferentes, ficamos.

      Ah, ainda hoje, penso no k aconteceu. Desculpa, tá? Entendeste os dois poemas? É que nem sempre o Português de Portugal dá para ser entendido, na íntegra, pelos brasileiros e sucede o mesmo connosco. Se quiseres, eu escrevo aqui os dois poemas. Não me custa nada.

      Que chato! Ainda por cima, não conseguiste encontrar mais vídeos, que se relacionassem com escrita, pedra filosofal, concreto e abstrato, magia, feitiço e sei lá k mais?

      Beijinho e boa semana.

      Excluir
    3. Deixe disso, gostei da música e sempre que desejar, já sabe, é só colocar o endereço que o vídeo aparece. Quanto ao vestido da moça, nada posso fazer. Só imprimindo e contratando uma costureira para reproduzir um igual. Rs rs rs... Você vive sequestrando as imagens, é maçã, passarinho, gato, agora vestido. Rs rs rs...

      Mas, mudando de assunto, agora, além de Lourdes, Ângela também está me confundindo o nome com o Toninho. Tenho a desconfiança de que isso tem alguma influência de você me chamar de Tonico, outro diminutivo de Antonio. Será?

      Não precisa transcrever as letras das músicas não. Poupe suas mãozinhas.

      Pois é, não encontrei nada que se encaixasse no contexto do post.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
    4. E tu entendeste a letra das canções? É que eu, na maior parte das vezes, tenho de ir ler a letra, como o vídeo de Cazuza, da tua mais recente publicação, cujos amigos morreram de overdose, mas ele tb não escapou às drogas. Enfim, uma vida mto amargurada. De k lhe serviu o talento?

      Os inimigos dele continuam cá, vivendo à grande e à francesa.
      Pessoas como ele, nunca irão modificar o mundo, bem pelo contrário. O mundo é k os domina e a eles põe fim.

      É. Eu sou usurpadora mesmo de coisas e pessoas lindas. Tá na lista -rs. Se prepare, então -rs!

      Já tinha reparado, mas eu acho k é como tu dizes. O facto de eu te tratar por Tonico, k é bem mais terno, fofo, agradável k Toninho, em minha opinião, tem levado alg. pessoas a te chamarem Toninho. É k nós já temos o "nosso" Toninho, mineiro por inteiro e k tb escreve.

      Sim, preciso poupar minhas mãos, mas ai k vontade eu tenho de transcrever a letra da 2ª canção. Tu vais "babar" -rs.

      Abracinhos e uma noite feliz.

      Excluir
    5. Entendi mais ou menos as letras...

      De fato, Cazuza, um talento abreviado, podado por si mesmo. E os inimigos dele e de todos nós, estão no poder, ou chegando lá! Louca vida...

      https://www.youtube.com/watch?v=4nv98-61swk

      Apesar de estar resolvido a só falar de política brasileira, talvez, em 2022. Escapuliu essa postagem que você citou, algo mais conceitual sobre a consciência política, ou melhor, a falta dela. Brasileiro gosta mesmo é de utopia, de ser enganado...

      https://www.youtube.com/watch?v=J_03UybPLUo

      Usurpadora?! Que perigo! Rs rs rs...

      https://www.youtube.com/watch?v=gAt6CeLEFdU

      Por aqui, Toninho é um. Tonico ou simplesmente, Antonio, é que sou eu, primeiro e único. Rs rs rs...

      😛

      Um abraço. Inté!

      Excluir
    6. Ah, não gosto de mais ou menos, Tonico.

      Cazuza disse, cantou sempre o "mesmo", ou seja, se rebelou contra o sistema, k estava e está erradíssimo, contra os caretas e aqueles k estão no poder, mas ele é que se foi bem jovem. Todavia, deixou obra para tu e outros "utilizarem" e divulgarem, querendo com isso mostrar a mesma situação, que não mudou, antes se agravou.

      O vídeo em 3º lugar é meio esquisito, é especial e espacial. Se formos "tocados" por esse sistema em 4º plano, acho k é assim, ficamos bem diferentes, ou seja, sofremos a abdução (nunca ouvi falar desse vocábulo). tenho k pesquisar.

      TONICO,O PRIMEIRÍSSIMO, O ÚNICO, O MEU MELHOR AMIGO.

      Beijinho e todo de bom.

      Excluir
    7. Lamentável que pessoas com tanto talento vivam sua vida de forma tão equivocada a ponto de se perderem. Mas, a sua obra ecoa atemporal, gritando contra tantos males de nossa sociedade...

      Abdução é a captura de uma pessoa por seres extraterrestres. Esquisito sim, mas, o que não o é, nesses dias tão estranhos por que passa o mundo?

      https://www.youtube.com/watch?v=wAmtLN4PlLU

      Essa, uma das composições mais lindas de Caetano, foi feita quando ele foi preso e exilado na época da ditadura.

      Um abraço amicíssimo. 👍😊🌹🤗

      Excluir
    8. Cadê os meus comentários e letra da "Pedra Filosofal", Sr. Google -rs?

      Excluir
    9. Estou de acordo contigo. É lamentável, mas é real.

      Não sabia. Merci. Tudo tão esquisito no mundo.

      A letra de "TERRA" é mto forte e sentida, mas Caetano é um intelectual a quem nada lhe falta. Casa em Paris, boa casa, aí e uma carreira brilhante.

      Em regimes certinhos, com ordem, as pessoas têm de andar com o pezinho bem direito e os pensamentos contra o regime, podem tê-los e expressá-los com amigos e família.

      Os meus comentários já apareceram, pronto. Eu esperei quase 1hora. Já percebi k teu blog quer k eu escreva mto, mto e então "guarda" os meus comentários para eu escrever mais. Truques -rs!

      Excluir
    10. Liberdade de expressão sempre! Regime que amordaça seus opositores precisa ser deposto. Todo mundo tem que ser livre para expressar o que pensa e sente. Se incorrer em crime, que seja levado aos tribunais. Mas, Censura? Isso, nunca! Não cabe a governante nenhum controlar o que se pode ou não falar. Despotismo, tirania, são inaceitáveis. A imprensa, o cidadão, a arte, os artistas tem que ser livres:

      https://www.youtube.com/watch?v=dsVokUM8U64
      Um abraço democrático.

      Excluir
  4. Tonico,

    Desculpa, pensei k mandava o link do vídeo, que fala de sonho, de pedra filosofal, de menina, mas tu optarias por colocar ou não.

    Os cantores são: Manuel Freire e a canção dele se chama "Pedra Filosofal" e o outro é Pedro Barroso em "menina dos olhos d' água", k tem a ver com a imagem da BC da Lourdes. As letras dessas canções são colossais.

    Se quiseres, podes deletar e colocar um vídeo ao teu gosto. Sem problemas. Não fico nem um pouco aborrecida.

    Abracinho e procede como desejares. Bom domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Tonico e desculpa, de novo.

      Abracinho e boa semana.

      Excluir
  5. Coisa de mestre poeta.
    Alquimia de palavras que se encantam e criam vidas. Palavras e mais palavras em constante revolução para a evolução dos sentimentos tão bem colocados sobre a arte de escrever nossos mais belos e estranhos sentimentos.
    Maravilha amigo.
    Bom domingo de uma feliz semana de paz e luz.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilha é termos a oportunidade de participarmos dessa grande magia, nós, artesãos da majestosa arte da escrita.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  6. Parabéns pela bela inspiração e pelo dia! Escreves muito bem! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos procurando, tentando tecer boas palavras, bordar em verso e prosa esse nosso artesanato do escrever.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  7. Bom dia, amigo Antonio!
    Lembrei-me de algo subllime ao ler sua postagem: A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se agora a pedra angular...
    Isso qualifica os escritores, os mestres e o Amor.
    Tenhamos um excelente Domingo!
    Abraços fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A arte, o amor e todo o bem, são pedras fundamentais que alicerçam a vida, a poesia e a prosa do viver.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Tapeçaria.

      Excluir
  8. Bom dia amigo Toninho! que lindo e sábio texto, uma grande lição.

    "limite do sem limite, para além das fronteiras do infinito, onde possa soprar o espírito, a vida e a morte, o azar e a sorte, o possível e a ilusão do não poder… Aí está a escrita, o escritor, o feitiço que nos atiça nessa arte de te escrever".

    Dentro de cada um de nós encontra-se essa pedra e o limite é infindável e vasta. Até quando partimos para outro plano, as nossas marcas ficam e essas marcas, cabe a um de nós, serem boas ou ruins.
    Amei sua majestosa participação amigo. Que bom que com esta BC enriquecemos as nossas mentes, tento com as poesias majestosas, quanto com as mensagens edificantes como as suas.Seja bem vindo! Obrigada por tudo e pelo carinho e orações. Deus lhe abençoe sempre. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo "quando passamos para um outro plano", além do tanto que deixamos, levamos conosco, outro quinhão de arte e seguimos a semear palavras pelo infinito, inspirados pela imortalidade do espírito.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  9. Bom dia amigo Antônio! Cheguei e me emocionei com sua bela e sábia construção textual

    O limite do sem limite, para além das fronteiras do infinito, onde possa soprar o espírito, a vida e a morte, o azar e a sorte, o possível e a ilusão do não poder… Aí está a escrita, o escritor, o feitiço que nos atiça nessa arte de te escrever.

    Que lindas palavras, foste iluminado ao escrever. Aliás, és um ser iluminado. Parabéns! Abraços, seja muito feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iluminada é a inspiração que nos assiste e socorre.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  10. Um texto cativante pela excelente reflexão que induz, muito bem reeditado e apresentado nesta blogagem coletiva.
    Nota-se a maturidade de um trabalho continuado ligado à composição em língua portuguesa, em contraste comigo que ensinei cálculos e aqui sou aprendiza.
    Excelente, António.
    Dias aprazíveis.
    Abraço cordial.
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos todos aprendizes na alquimia da escrita, na magia literária. Também fui professor, mas, de artes.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  11. Lindíssima participação, Antonio.
    Um grande abraço neste domingo.
    Verena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos instrumentos da inspiração para dar forma à escrita da vida.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  12. Respostas
    1. Escrevendo, vamos tentando poetizar e encantar.


      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  13. Caro Toninho, como gostei de ler o seu texto ! para além do infinito se propaga a ideia de que podemos fazer muito, e muito, e um dos meios é a construção que erguemos com as palavras, com a nossa mente que nos liga a outros seres, e abraça uma grande infinidade de seres humanos, com a sua história os seus medos as suas dúvidas , mas nossos irmãos na grande família da humanidade que tece "sonhos, realidades, comédias, dramas…"
    abraço, felicidades para o povo brasileiro, sempre :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "a construção que erguemos com as palavras", gostei disso. De fato, nessa construção cabe tudo e todos, cabe o mundo e mesmo o infinito, o ilimitado...

      Toninho, é o Antonio de Minas. Eu sou o Antonio da Bahia. Tenho uma amiga portuguesa, a CÉU, que aqui me chama de Tonico. Mas, o Toninho não sou eu. Rs rs rs...

      👍😊🌹🤗

      Excluir
  14. Antonio!
    O maestrel de palavras interiorizadas dentro da mente e do coração, mostrando o quanto ser escritor é primordial e trancende qualquer existência.
    Parabéns!
    Desejo uma semana abençoado !
    “A felicidade é difícil de se atingir, pois só a atingimos tornando felizes os outros.”(Stuart Clock)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/10/divulgacao-cultural-135-56-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever é recriar, fazer a releitura, a reescrita da inspiração. Transcender, ir além do infinito.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.

      Excluir
  15. Parabéns amigo Antônio pelo magnífico texto. Nos dá grandes lições. Parabéns amigo pela bela participação. Acabei de participar com a aluna Thay Silva. Abraços, feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lição nos dá a arte de escrever, espalhando em prosa e poesia o ditado do viver.

      Um abraço. Tudo de bom.
      Lição do rio.
      👍😊🌹🤗

      Excluir
  16. Letra da Canção "Pedra Filosofal" interpretada por Manuel Freire.

    PEDRA FILOSOFAL

    Eles não sabem que o sonho
    é uma constante da vida
    tão concreta e definida
    como outra coisa qualquer
    como esta pedra cinzenta
    em que sento e descanso
    como este ribeiro manso
    em serenos sobressaltos
    como estes pinheiros altos
    que em verde e oiro se agitam
    como estas pedras que gritam
    em bebedeiras de azul.

    Eles não sabem que o sonho
    é vinho, é espuma, é fermento
    bichinho álacre e sedento
    de focinho pontiagudo
    que fossa através de tudo
    em perpétuo movimento.

    Eles não sabem que o sonho
    é tela, é cor, é pincel
    base, fuste e capitel
    arco em ogiva, vitral
    pináculo de catedral
    contraponto, sinfonia
    máscara grega, magia
    que é retorta de alquimista
    mapa do mundo distante
    rota dos ventos, Infante
    caravela quinhentista
    que é Cabo da Boa Esperança
    ouro, canela, marfim
    florete de espadachim
    bastidor, passo de dança
    Columbina e Arlequim
    passarola voadora
    para-raios, locomotiva
    barco de proa festiva
    alto forno, geradora
    cisão do átomo, radar
    ultrassom, televisão
    desembarque em foguetão
    na superfície lunar.

    Eles não sabem, nem sonham
    que o sonho comanda a vida
    que sempre que o homem sonha
    o mundo pula e avança
    como bola colorida
    entre as mãos de uma criança

    Autor: António Gedeão



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É das canções mais lindas da Língua de Camões. António Gedeão, seu autor, foi professor de Ciências Físico-Químicas e os poemas dele são fantásticos. Lê no Google a "Lágrima" de preta" e depois me conta.
      Todo o mundo queria escrever aquilo, k ele escreveu.

      Agora, k já tens a letra, ouve a canção, k agora, decerto, tem um sabor especial.

      Bons sonhos e sono.

      Excluir
    2. Aqui no Brasil ia gerar polêmica, polarizar. De um lado os que iam enxergar racismo, de outro os que veriam um ode à igualdade na lágrima de qualquer pessoa...

      https://www.youtube.com/watch?v=9kvoUd9utFM

      https://www.youtube.com/watch?v=lR3ho-ptqy0

      Inté!

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...