Você, eu espelho - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Pensamento do dia:





Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

 

                    Você, eu espelho              

     

... Versar que existe, insiste; reflexo, a ti versando, reverso ao meu querer, te querendo sem te querer; já te queria num querer que ainda não sabia, já era poesia, aquele desquerer. Palavras mudas, mal guardadas, ecos barulhentos de silêncio a gritar; inconfesso sentimento, peito opresso, divagar... Vaga o norte, erra o rumo, perde o prumo, o coração a palpitar; palpitante palpiteiro...


Antonio Pereira Apon.


Uma jovem vê seu rosto refletido no espelho.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha 62ª participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Espelho que a ti não espelha,

um parcial reflexo teu,

simulacro de tua imagem,

miragem!

Aparente aparência,

avatar de tua essência,

quintessência de mulher.

Eu, qual tolo espelho,

não te via de tanto te ver,

não queria de tanto te querer...

Desespelhado,

desesperado aperceber.

Versar que existe, insiste;

reflexo,

a ti versando, reverso ao meu querer,

te querendo sem te querer;

já te queria num querer que ainda não sabia,

já era poesia, aquele desquerer.

Palavras mudas, mal guardadas,

ecos barulhentos de silêncio a gritar;

inconfesso sentimento,

peito opresso,

divagar...

Vaga o norte, erra o rumo,

perde o prumo, o coração a palpitar;

palpitante palpiteiro,

alcoviteiro te amar.

Desatinado, eu espelho,

só existo a ti espelhar;

tua face sem disfarce,

desnuda musa;

mulher menina,

menina mulher.


Nossas participações no "Poetizando e encantando":

Para exibir/ocultar Clique para exibir/ocultar nossos posts no poetizando e encantando.


   
 
 

38 comentários:

  1. Belíssima tua poesia e inspiração,Antonio! Gostei muito de ler! abraços, um ótimo fds! chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia ! Parabéns...sua poesia é uma maravilhosa inspiração, Menina mulher, mulher menina...Você poetizou e encantou. Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia:- A sua participação é de uma doçura encantadora. Pura e fina magia poética.
    .
    * Porque partes em desatino ( Poetizando e Encantando ) *
    .
    Votos de um feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Magia poética que encanta a nós, artesãos da arte do versar.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💗 Querer você.

      Excluir
  4. Bom dia amigo Antônio! Que linda poesia, reflexos, desatinos, imaginação...

    Desatinado, eu espelho,

    só existo a ti espelhar;

    tua face sem disfarce,

    desnuda musa;

    Parece que desnuda a alma ao refletir olhando no espelho. Os olhos são o espelho da alma e no espelho se olha dentro dos nossos olhos, nós mesmos.

    Parabéns pela sábia inspiração.Obrigada por mais uma vez participar lindamente. Seja sempre bem vindo. Abraços, feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espelhos do sentir, do pensar, do viver; espelhos dos espelhos, olhos a mergulharem nos olhos, refletidos, espelhados.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💗 Querer você.

      Excluir
  5. Boa tarde! SOBERBA inspiração! Também escolhi esta imagem, ainda com poemas tão diferentes!

    [Poetizando e Encantado ] ESPELHO MEU...
    Beijos. Bom fim - de - semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma imagem, diversas inspirações, magia do poetizar e tentar encantar.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💗 Querer você.

      Excluir
  6. Boa tarde, amigo Antonio!
    Um desnudar-se frente ao espelho da alma possibilita toda esse despojamento de vaidade e reflexão do verdadeiro eu real.
    Tenha dias venturosos e abençoados com um excelente fim de semana!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No espelho da alma o real reflexo do ser, espelhadas realidades da essência que a aparência intenta esconder.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💗 Querer você.

      Excluir
  7. Digo coisa de mestre amigo.
    O jogo perfeito das palavras numa linda poesia dentro do proposto de encantar.
    Meus aplausos sempre pela arte.

    Abraços e bom domingo de uma semana vitoriosa.

    ResponderExcluir
  8. Amigo Antônio, linda sua inspiração. A menina mulher, o refletir da imagem lhe inspiraram divinamente! Parabéns por mais essa bela participação. Abraços, seja feliz.

    ResponderExcluir
  9. O peito palpitando, o amor desnudando, se auto descobrindo vivendo o amor. Lindo

    ResponderExcluir
  10. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá caro amigo António!
    è sempre um prazer, chegar aqui e ler esse meu jeito e excelente forma de versar. Amei e adorei a sua inspiração.
    Abraço fraterno e amigo.
    Luisa

    ResponderExcluir
  11. Olá, Tonico!

    Ah, esse seu poema é toda antípoda. Você se personificou em espelho e viu um montão de coisas. Então, você já amava a menina e não sabia? Você já a queria e não queria? Mas, que estado de alma tão "contraditório é esse"? Os poetas e as pessoas de arte são, desse jeito.

    A imagem, k escolheste é mto linda, tal como teu poema, que mostra tu mesmo e tua imagem no espelho refletida.

    Abracinho e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa dualidade, esse ser ou não ser tão dialético, essa é a magia da arte, a poesia de transcender ao óbvio, romper as fronteiras do concreto para mergulhar na abstração criativa dos sentires e pensares que não cabem na caixinha do lugar comum. Transbordam, derramam, fluem com a inspiração...

      https://www.youtube.com/watch?v=Fx7aKxoTyVI

      Um abraço. Uma semana espelhando todo o bem.

      Excluir
    2. Essa dualidade é própria da poesia e da arte, em geral. Quem escreve gosta de transpor o "correto", as regras, enfim, aquilo k está pré-estabelecido.

      Os sentires só cabem dentro de nosso peito, que nunca é abstrato, embora o possa ser na escrita.

      Então, que a imaginação e os sentimentos transbordem de amor e sem medo.

      Gostei do vídeo, da voz de Patrícia Marx e tb da de Seu Jorge (senhor Jorge, né?) e da letra, que li, atentamente.

      Boa semana, bem livre, solta e amorosa.

      Excluir
  12. Respostas
    1. Gostei. Mas, na minha opinião, uma interpretação mais suave, casaria melhor com a bela letra da canção.

      Excluir
    2. Entendo, mas Mariza é uma fadista muito intensa qdo canta e fado tem de ter alma, garra.

      Tu, como brasileiro, não consegues entender isso, tal como eu não consigo entender o delírio do samba, a importância do violão ou de Seu Jorge.

      Boa semana.

      Excluir
    3. São os matizes culturais que diferenciam em parte, Brasil e Portugal.

      Excluir
  13. AS MENINAS DOS MEUS OLHOS - MARIZA (intérprete)

    As meninas dos meus olhos
    Nunca mais tive mão nelas
    Fugiram para os teus olhos,
    Por favor deixa-me vê-las.

    As meninas dos meus olhos
    Se vão perder-se não sei
    Deixa-me ver se os teus olhos
    As tratam e guardam bem.

    As meninas dos meus olhos
    Para poder encontrá-las
    Foram pedir aos teus olhos
    Que falem quando te calas.

    As meninas dos meus olhos
    Já não sei aonde estão
    Deixa-me ver nos teus olhos
    Se as guardas no coração.

    (Letra do vídeo, que postei acima)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que letra linda! Pura e significativa poesia. Como de costume, gostaria de ter escrito isso. Rs rs rs...

      Um abraço. Inté!

      Excluir
    2. Nós, os aprendizes da escrita, sempre gostaríamos de ter escrito esse ou aquele poema, mas foram outros/as.

      Abracinho.

      Excluir
  14. Aplausos pelo lindo poetizar.
    Você encantou.
    Um abraço de
    Verena.

    ResponderExcluir
  15. Antonio!
    Não há como fugir das emoções refletidas através do espelho.
    Participação impecávelmente linda!
    Parabéns!
    Boa semaninha!
    “Felizes são os que ajudam os pobres, pois o Senhor Deus os ajudará quando estiverem em dificuldades.” (Bíblia)
    cheirinhos
    Rudy
    https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=1883801522675851984#allposts/postNum=4

    ResponderExcluir
  16. BOA NOITE!
    A natureza dá a cada época e estação algumas belezas peculiares; e da manhã até a noite, que uma sucessão de mudanças tão gentis e suaves que quase não conseguimos perceber os seus progressos.
    Amigo, a noite é uma criança por isso, mesmo no adiantado da hora chego com o convite para mais uma edição do Poetizando e Encantando.
    Tenha uma noite de paz e um amanhecer feliz.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...