Grupo. Reunidos, unidos, dispersos ou juntos - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Por onde anda você?

Você, que vaga em meus sonhos, qual a brisa de outrora; acordando sentidos, acarinhando sentimentos; exumando lembranças, memórias ...

Grupo. Reunidos, unidos, dispersos ou juntos

Publicado em sábado, 29 de junho de 2019


A Orquestra da Ópera, pintura de Edgar Degas.

Um sábio maestro , resolveu fazer uma dinâmica de grupo com seus músicos: primeiro pediu que cada um pegasse seu instrumento e fizesse uma limpeza bem caprichada; em seguida, solicitou que a orquestra fizesse a afinação. Todos prontos, ele distribuiu partituras das mais diversas para serem executadas simultaneamente. Uma confusa salada sonora. Por fim, regeu a peça que estava no programa.


- Vocês perceberam o que aconteceu aqui? - Perguntou o regente, que, diante do silêncio, explicou: quando cada um cuidava da limpeza de seu próprio instrumento, estávamos apenas reunidos. Motivados pelo objetivo comum de afinar a orquestra, passamos a estar unidos. Mas, ainda que reunidos e já unidos, mesmo assim, não foi suficiente, cada um tocando uma música diferente, deu numa dispersão geral. Somente quando juntos, focados na mesma peça, num mesmo ideal, pudemos fazer a sinfonia acontecer.


Num trabalho em grupo, não basta reunir pessoas, é preciso uni-las em torno de um mesmo propósito, sem dar espaço para dispersão. Para juntos, num conjunto harmônico e focado, tocarmos o trabalho como numa orquestra, onde músicos e instrumentos necessitam estar integrados, confundidos num todo melódico, sem partes soltas, sem notas dissonantes.


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM