Boquirroto. Material falante sem matéria pensante              

em terça-feira, 30 de julho de 2019



Antes de falar de algo ou de alguém, a inteligência emocional e o discernimento, aconselham passar tudo pelas peneiras, perguntar-se: É verdade? É bom? É útil? Se não. Por que não te calas?




#PraCegoVer: Carinha falando.

Existem pessoas excessivamente falantes, tão logorreicas que terminam se embaraçando na trama mal urdida da própria língua, produzindo farto material falante, normalmente denunciando absoluta carência de matéria pensante. Saem por aí, qual jegues em dia de desfile, sujando e andando com sua verborragia escatológica. E, quando se trata de uma personalidade de relevo, como se diz em bom baianês: “é a desgraceira no caminho da feira”, vai criando problemas no varejo e no atacado.

“¿Por qué no te callas?” (em espanhol para "Por que não te calas?") sapientíssima frase dita pelo rei Juan Carlos de Espanha ao presidente Venezuelano Hugo Chávez durante a XVII Conferência Ibero-americana no Chile, em 2007. Além da lição real a antiga e conhecida mensagem “As três peneiras”, atribuida ao filósofo Sócrates, cabe bem para os inconvenientes palrradores. Antes de falar de algo ou de alguém, a inteligência emocional e o discernimento, aconselham passar tudo pelas peneiras, perguntar-se: É verdade? É bom? É útil? Se não. Por que não te calas?

Já, para quem não costuma usar o nome de Deus em vão, cabem alguns versículos:

Eclesiastes 5:3
Das muitas ocupações surgem sonhos; do muito falar nasce a conversa inútil e perversa.

Provérbios 10:19
Quando se fala demais é certo que o pecado está presente, mas quem sabe controlar a língua é prudente.

Eclesiastes 10:13,14
No início, as palavras da sua boca são tolice e no final são loucura maligna.

Tiago 3:2
Afinal, todos tropeçamos de muitas maneiras. Se alguém não peca no falar, tal pessoa é perfeita, sendo igualmente capaz de dominar seu próprio corpo.

Provérbios 17:27,28
Quem realmente detém o conhecimento é comedido no falar, e quem possui o entendimento demonstra alma tranquila.

Tiago 1:19
Assim, meus queridos irmãos, tende estes princípios em mente: Toda pessoa deve estar pronta para ouvir, mas tardio para falar e lento para se irar.

E a sabedoria popular:

Caveira, quem te matou? Foi a língua meu senhor!
Homem de juízo não diz o que faz, mas nada faz que não possa ser dito.
Quem diz o que quer ouve o que não quer.
Em boca fechada não entra mosca.
A palavra é de prata, o silêncio é de ouro.
Antes de falar de mim, pensa no teu passado.

Enfim. Cala a boca falastrão!

8 comentários:

  1. Amigo, tem de ver o que se passa que é difícil de abrir para comentar:))

    Hoje:-Nasce a saudade, queimando dentro de mim. {Poetizando e Encantando}

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça-Feira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa. Por favor, me diga qual a dificuldade que está encontrando? Eu corrigi ontem os problemas que estavam acontecendo no topo, no começo da postagem. Os comentários aqui estão me parecendo normais.

      Um abraço.

      Excluir
  2. Coucou, c' est moi! Teu blog tá me dizendo que tinha saudades minhas -rs rs rs.

    Não me "deixam" comentar-rs, mas eu vou ser "desobediente"-rs. A Idade Média já lá vai e a escravatura (RISOS) também.

    Gostei mto do texto, que tu escreveste. Carregado de ironia e de inteligência. De facto, há gente, desse jeito, palradores, que só vendo.

    Admiro palradores inteligentes, embora coloquem o lixo pra baixo do tapete, mas o Presidente do teu país, nem sequer sabe palrar, qto mais falar. Que limitado! Não tem sequência de pensamento e a boca dele qdo fala fica ao lado, parece k teve ou tem doença do foro mental, para além da péssima dição.

    A história das três peneiras, bem interessante, por sinal, tal como a expressão do rei Juan Carlos de Espanha, que quanto a comportamento, sobretudo amoroso, tem é que se calar, também. Aventuras, mais que muitas. A rainha Sofia, sua digníssima mulher, que fale, mas ela é uma senhora, sem dúvida, e por isso tem mantido o casamento, embora de fachada.

    As frases, provérbios, da sabedoria popular sempre nos ensinam algo, pke quem muito fala, pouco acerta.

    Teu blog sempre levou e leva um pouco a abrir, é verdade, e temos de deixar parar o círculo lá em cima no cantinho esquerdo e depois sim, se lê o post todo e comentar é fácil e rápido e então a Larissa k escreve pouco, não é crítica, é verdade, tem tarefa simplificada e esse teu post, talvez por dificuldade, ela nem comentou.

    A carinha animada está bem e se vê ao longe-rs.

    Beijos e uma excelente tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande a teimosia de certas pessoas...

      Quanto ao presidente, nada para dizer. Prefiro me calar. Já os boquirrotos em geral, vale um outro ditado: "quem fala demais, dá bom dia a cavalo".

      Tenho feito ajustes para acelerar o carregamento das páginas e melhorar a interação. Tenho que adequar o blog para ser exibido em qualquer tela, do smartphone às smartTVs. Assim por vezes o layout bagunça. Mas, num site profissional esses cuidados são necessários. Espero que qualquer coisa, me alertem para que eu possa corrigir. Sobretudo, porque não enxergo, algumas falhas passam desapercebidas. Conto com os olhos e cooperação de vocês.

      Um abração, teimosa!

      Excluir
  3. NEM TUDO É BOQUIRROTO. HÁ PALAVRAS PENSADAS E FALADAS. Ora, escute!

    https://youtu.be/aEjY-qKQezE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí as palavras são bem empregadas e na justa medida do sentir. Já o post, fala das palavras desatinadas e exageradas, despalavradas.

      Não vou colocar vídeo, para não suscitar mais teimosia em respostas. Rs rs rs...

      Um abração. Se cuide.

      Excluir
  4. Boa noite de paz, Antonio!
    E no pouco falar que ouvimos mais o irmão.
    Tenha dias de silêncio fecundo!
    Abracos fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sabedoria está justamente nisso: falar menos e ouvir mais. a ignorância costuma ser barulhenta e por demais falante.

      Um abraço.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..








Topo