Quebra-cabeças. Consertar o homem para consertar o mundo - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Quebra-cabeças. Consertar o homem para consertar o mundo

Publicado em terça-feira, 26 de novembro de 2019



... A parte de cada parte, para resgatar a integridade da paisagem, da composição; o todo numa poética completude. Substituindo o conserto de consertar, pelo concerto de tocarmos juntos...




#PraCegoVer: O quebra-cabeça de Spilsbury.

A invenção do quebra-cabeças/“puzzle é atribuída ao cartógrafo inglês John Spilsbury. Em torno de 1760, ele começou a colar mapas em placas finas de madeira, recortando os países conforme suas fronteiras. Seu intuito, foi facilitar o aprendizado da geografia. Instrutivo e divertido, o novo método, permitia às crianças aprenderem a identificar cada país e sua localização. Com o avanço da tecnologia e dos materiais, os quebra-cabeças ganharam popularidade, indo além da educação para o entretenimento geral, ganhando temáticas e formatos os mais diversos. Agora, voltando à ideia de Spilsbury, a perda de alguma peça/país deixava o mapa incompleto. Transportando o conceito dos quebra-cabeças para a vida, podemos dizer que cada um de nós é uma pecinha do grande ““puzzle” das nossas relações e interações; peça, que faltando, deixa uma sensação de incompletude… Somos parte de um todo.

Sobre essa inter-relação da parte e do todo, circula já a muito tempo, uma mensagem imputada ao famosíssimo “Autor Desconhecido”:

Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de melhorá-los. Passava dias em seu laboratório em busca de respostas para suas dúvidas.

Certo dia seu filho de sete anos invadiu seu laboratório decidido a ajudá-lo a trabalhar. O cientista nervoso com a interrupção tentou que o filho fosse brincar em outro lugar. Vendo que seria impossível removê-lo, o pai procurou algo que pudesse ser oferecido ao filho com o objetivo de distrair sua atenção. De repente deparou-se com um mapa do mundo, o que procurava! Com o auxílio da tesoura, recortou o mapa em vários pedaços e, junto com um rolo de fita adesiva, entregou ao filho dizendo:

- Você gosta de quebra-cabeça? Então eu vou lhe dar o mundo para você consertar. Aqui está o mundo todo quebrado. Veja se consegue consertá-lo bem direitinho! Faça tudo sozinho.

Calculou que a criança levaria dias para recompor o mapa. Passada algumas horas, ouviu a voz que o chamava calmamente.

- Pai, pai, já fiz tudo. Consegui terminar sozinho!

A princípio, o pai não deu crédito as palavras do filho. Seria impossível na sua idade ter conseguido recompor um mapa que jamais havia visto. Relutante, o cientista levantou os olhos de suas anotações, certo de que veria um trabalho digno de uma criança. Para sua surpresa, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Como o menino havia sido capaz? Se não sabia como era o mundo, meu filho, como conseguiu?

- Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei, mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem. Virei os recortes e comecei a consertar o homem, que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e vi que havia consertado o mundo.


***

Nesse grande quebra-cabeças, só consertando o homem, poderemos consertar o mundo. Começando por cada homem no conserto de seu mundo interior. A parte de cada parte, para resgatar a integridade da paisagem, da composição; o todo numa poética completude. Substituindo o conserto de consertar, pelo concerto de tocarmos juntos essa sinfonia harmônica, necessariamente interativa. O viver.

Leia mais escritos para seu fim de ano:


10 comentários:

  1. Conserto de consertar
    Concerto ( musical ) em que atuam juntos

    Os dois, em cada momento, são importantes independentes do que cada um nos ensina e ajuda.
    .
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom mesmo, é quando conseguimos consertar tudo, para que a vida possa tocar o seu concerto.

      Te convido: 😎 Leia uma postagem sorteada para você.
      Um abraço. Tudo de bom.

      Excluir
  2. Brilhante texto que me deu gosto ler :))

    Hoje :
    Queria viver no teu silêncio


    Bjos
    Votos de uma óptima Terça-Feira

    ResponderExcluir
  3. O Mundo já não tem conserto, nem o homem!! :)

    Beijos. Boa noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não seja pessimista. O mal é espalhafatoso e barulhento, mas, o bem, sereno e persistente, avança pouco à pouco. Acredite!

      Te convido: 😎 Leia uma postagem sorteada para você.
      Um abraço. Tudo de bom.

      Excluir
  4. Uma ótima parábola...
    O homem vai se consertando, ainda que lentamente...
    Muito lentamente...
    Abraço, Amigo António.
    ~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda que lento, necessário é o conserto do mal, para que tenhamos o concerto do bem.

      Te convido: 😎 Leia uma postagem sorteada para você.
      Um abraço. Tudo de bom.

      Excluir
  5. Boa noite de paz, amigo Antonio!
    A mensagem e antiga e voce a contextualizou de forma inteligente.
    Vamos cuidando de nossa conversao e tudo vai melhorar ao nosso redor.
    Gostei muito de vir aqui e meditar na mensagem.
    Tenha dias abencoados!
    Abracos fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Contextualizar o bem, conserta o mal, preparando a vida para o concerto das mudanças.

      Te convido para ler: 😎 Natal, nas pegadas de Jesus.
      Um abraço. Tudo de bom.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..




Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM