Carecemos de árvores - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!


Siga-nos

Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Carecemos de árvores

Publicado em domingo, 20 de setembro de 2020


Raios de sol na floresta. #PraCegoVer

Precisamos de árvores,
de floresta, pra dar flor e frutos dar;
pra refrescar a vida, refrigerar a lida,
desestressar, o planeta “desestufar”.
Para harmonizar o clima,
o ritmo circadiano bem tocar;
pro brotar da nascente,
pro não ocaso da gente,
para um novo tempo alvorar.
Pro meio ambiente rimar mais com a gente;
pra não nos pormos à parte, assumirmos ser parte,
insano malquerer, desapartar.

Amazônicos irmãos da Caraúba,
Caroba, Andiroba, Cajuaçu;
Tatajuba, Açaí, Matamatá, Maçaranduba,
Abricó, Bacuri, Bacaba, Sumaúma,
Beribá, Castanheira, Buriti, Copaíba,
Guaraná, Ingá e Jatobá;
Mogno, Murici, Pau-d’arco, Taperebá,
Ipê-amarelo, Urucum, Pau-rosa, Pucumã, Seringueira,
Pupunha, Piquiá, Vitória-régia...
Herdeiros da atlântica mata,
deserdados pelas queimadas, a sanha que desmata;
o pantanal que arde,
cobarde infâmia, depredar.
Precisamos de árvores:
pro carbono reter,
para a chuva poder bem chover,
para a estupidez não vencer!
Para a fauna e toda a flora,
pro futuro que se planta agora;-
pra dar vida ao concreto da concreta inconcretude,
pra na cidade ter guarida o porvir e sua aurora,
pro agro, o de verdade, se sustentar.

Não precisamos:
do oportunismo grileiro,
do posseiro, o anacrônico garimpeiro;
do político desonesto,
do negacionismo embusteiro,
do estimulante mal exemplo da autoridade,
da insanidade farsante;
do progresso antropofágico da maldade,
retrocesso ideológico da razão...

O que desmata, mais que árvores, mata bicho, mata gente. Mata a gente!
Precisamos de árvores! Árvores a mancheias!

Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


6 comentários:

  1. Trocadilhos entre palavras sempre, quando bem escritos, como estes, bonitos de ler.
    .
    Um domingo feliz
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos resgatar a poesia das árvores, a inspiração e transpiração das florestas. Para que a vida suplante a insânia desumana e devastadora.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💙 Literatura para pensar e sentir com a arte da vida.

      Excluir
  2. Bom dia de domingo, amigo Antonio!
    O pantanal que arde,
    cobarde infâmia, depredar.
    Amanhã farei uma postagem ao nosso amado Pantanal.
    Seu post será citado.
    Passarei o link.
    Muito linda a foto que ilustra e senti até o carlorzinho dos raios solares na medida certa.
    Aqui está nublado hoje.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse prelúdio de primavera, tristemente enfumaçado pela insãnia desumana e desgovernada, temos que postar, gritar, bradar em favor da vida e pelo mínimo de cuidado, verdade e decência. Respeito à natureza, é questão de inteligência e sensibilidade humana, coisas tão escassas ante a estupidez incendiária e burra que abunda, devasta e entorpece.

      É sempre uma honra participar dos seus mosaicos criativos, que reunem prosa, poesia e música. Obrigado.

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir
  3. Boa tarde, Apon!
    Muito obrigada pela sua publicação/poema, fantástico. Amei!
    -
    Vagueávamos nas ondas do mar
    -
    Beijos, e um excelente Domingo!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



|Siga-nos|Livros|Clima e cotações|Faça uma doação|



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.





Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM