Adivinhação - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Enche sem preencher - Depressão? Eu digo, não!

Na TV, velhas novidades; repetitivas, requentadas, requintadas maldades. No “stream”, tento assistir um filme que não me assiste, minha “...

Adivinhação

Publicado em quinta-feira, 13 de janeiro de 2022


Casal em Paris, ele, ajoelhado oferta uma flor para ela. #PraCegoVer

Ele não dizia para ela,
o quanto ela dizia para ele.
Calado,
talvez esperasse ele,
que ela adivinhasse,
aquilo que ele não conseguia para ela dizer.
Ela, que nada sabia,
nada dizia;
não podia adivinhar.
No silêncio dela,
ele adivinhava isso e aquilo, sem nada dizer.
Até que um dia:
Um forasteiro bem falante,
muito galante;
disse para ela,
aquilo que aquele calou dizer
. Conquistado o coração dela,
o emudecido que já era…
Adivinha!
Foi posar de padrinho no casório da “sua” bela.


Se ainda não se inscreveu, inscreva-se em nosso canal, clique no sininho para escolher receber nossas notificações, ser avisado(a) dos vídeos novos. E não esqueça de dar seus likes. Conto com você! Obrigado.


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


6 comentários:

  1. Acontece no real, muita dificuldade em se expor, dá margem a outra possibilidade, visto que ninguém pode adivinhar o que sentimos.
    Muito perspicaz seu poema.
    Os tímidos sofrem no quesito declaração, mas se é claro não se dá valor...
    Só mesmo o Amor nos dá coragem suficiente para tudo.
    Tenha dias abençoados junto aos seus amados!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito comum, a timidez levar a tragicomédias como essa. Para cada sentimento calado, tem sempre um forasteiro a espreitar.

      Um abraço. Tudo de bom.
      APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

      Excluir
  2. Olá, Tonico!

    Tua inspiração está em alta. É um poema a seguir ao outro.

    Pois é, se ele ou ela não revelam seus sentimentos, há sempre alguém que aproveita a ocasião.
    É uma tragédia e uma comédia, como tu mesmo disseste.
    Achei bem divertido teu poema.

    Beijos e dias felizes, sem chuva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de escrever outro que devo postar domingo ou segunda, fala de política.

      Pois é, se o sujeito se cala, arrisca perder para um forasteiro falastrão. E isso acontece por demais, muito mais que na arte, na vida.

      Um abraço. Tudo de bom.
      APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

      Excluir
  3. Muito interessante, muito bem poetizado, com um sentido de humor muito bem vindo.

    Foi um prazer passar por aqui. Abraço, amigo.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o sujeito calado não foi nada engraçado, mas casos pitorescos desses, acontecem e nos fazem rir. A vida e a arte se confundem.

      Dias bons.

      Um abraço. Tudo de bom.
      APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM