Um Espírito carnavalesco



... Fumava, cheirava, injetava, bebia todas e mais uns goles. Beijava muito, pegava muito e muito brigava. Era desses "malhados" com força física e mente...


Antonio Pereira Apon.


Carnaval jogos durante o entrudo no Rio de Janeiro, aquarela de Augustus earle.


João era um folião incansável, pulava até ao som de radinho de pilha. Fanático por carnaval, não perdia nada, saía na quinta e só voltava dias depois da quarta de cinzas. Ia no bloco, na pipoca, camarote...


Fumava, cheirava, injetava, bebia todas e mais uns goles. Beijava muito, pegava muito e muito brigava. Era desses "malhados" com força física e mente tísica.


Naquela terça, finzinho de folia, após distribuir muita pancada, uma punhalada certeira o levou ao chão. Sem nem se dar conta do próprio desenlace, abandonou o corpo e seguiu os derradeiros acordes daquele carnaval.


Três carnavais passados e o Espírito festeiro prossegue, vampirizando os desavisados, sorvendo as sensações, saciando-se nos vícios e desregramentos dos incautos, manipulando violentos e inconsequentes, estabelecendo enfermiças sintonias em dolorosas simbioses. Como ele, muitos outros, emergem das suas sombras existenciais, para o "curtir" dos prazeres da matéria. Como "tal homem, tal Espírito", atrás do trio elétrico, também vai quem já morreu.



(Postado aqui em 14 de fevereiro de 2012).


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Ai, que triste estória carnavalesca!
    Que pena que nem todos sabem viver e se divertir sem fazer besteiras!!!
    Mas está bem colocado, atrás do trio elétrico vão todos até os que já morreram também!!!
    Abraços!
    Ivone

    ResponderExcluir
  2. Para curtirmos o prazer da alegria, nada disso é necessário!Seu texto, Antonio um alerta para os inconsequentes com a própria vida!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Grande história, carregada de verdades. NÃO VOU RESISTIR....me dê licença, vou postar no meu blog.
    Grande beijo, amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lá Elzinha!

      Me sinto honrado quando meus textos são citados em outros Sites ou Blogs. Pois é sinal que o escrito encontrou ressonância na mente e no coração de alguém.

      Só não gosto, quando omitem a autoria ou assumem-na como fizeram com meu poema: A pedra. Aí a admiração vira plágio e plagiador é uma figurinha abjeta e nefasta.

      Um abração.

      Excluir
    2. Meu amigo eu e minha esposa coordenamos em minha cidade o EJC, sobre seu poema "A Pedra" já fiz a retificação e colocando você como o devido autor, pedimos desculpas e valeu pelo o alerta, pois não sabíamos. obrigado e desde já, parabéns pelo site e o conteúdo muito legal, seremos seu seguidor. Um abraço!

      Excluir
    3. Muito obrigado amigos. Conto com vocês na divulgação do plágio no meu poema A pedra.

      Um abração

      Excluir
  4. A vida não deve ser vivida com excessos nunca, e isso você nos mostrou através de um ótimo exemplo amigo.
    Um beijo amigo, como sempre gostei da postagem

    ResponderExcluir
  5. Olá, sou um autor; estive visitando seu blog e, digo-lhe de passagem, gostei muito, tanto que já sou seu seguidor. Dê-me a honra e visitei o meu! Quem sabe, minhas obras lhe agradem!
    Um abraço,
    J.R.Viviani
    http://vendedordeilusao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo,
    Não resiste! Eu de volta! Apreciei sobremodo sua definição de plagiador: "FIGURINHA ABJETA E NEFASTA". Tem toda razão; não passa disso!
    Um abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  7. Genial,Antonio!E apesar da triste condiçaõ do espirito,não deixa de ser divertido!...rss...um autentico espirito de porco!...rss...Obrigada por autorizar a postagem de sua poesia em meu blog.Saiba que sou sua fã e sempre que copiar alguma poesia para postar lá sempre colocarei seu nome e venho te avisar!bJS E minha amizade!

    ResponderExcluir
  8. Olá estimado António,

    Detesto o Carnaval.
    Festa pagã, que todo o mundo, ou quase, aproveita para usar uma máscara, e fazer aquilo, que na realidade pretendem ser ou fazer.
    Em Portugal, as coisas são mais calmas, mais caseiras.
    Este ano, o Governo Português, e porque já temos feriados a mais, decidiu cortar, acabar com o feriado de 3ª feira de Carnaval.
    Toda a gente trabalha, comércio e serviços vão funcionar, normalmente.

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luz!

      O problema não é o carnaval em si, mas o que foi feito dele. Tornou-se repasto de vícios e viciações, irresponsabilidade e inconsequência, delinquência e perversão. Longe dos holofotes e fora das câmeras televisivas, se desenrolam tristes cenas de violências, promiscuidade e degradação. Esse conto, dá apenas uma pálida ideia da indignidade humana, materializada nos subterrâneos da folia, com consequências inimagináveis.

      Seria bom se realmente todas as pessoas fossem às ruas buscar uma diversão sadia, uma alegria natural, sem aditivos químicos e não usassem a festa para dar azo aos seus instintos bestiais. Ocultos sob as sombras escabrosas do artificial colorido, dos acordes hipnóticos que anestesiam o corpo e embriagam a alma.

      Esses dias estou ilhado, cercado de carnaval por todos os lados. Salvador é a cidade mais carnavalesca do planeta. Aqui, se falar em acabar a folia momesca. Dá em revolução, guerra civil, hecatombe nuclear... É a única coisa que o povo leva “à sério”, no mais, os Governantes podem fazer qualquer sacanagem que o populacho aceita.

      Um abração

      Excluir
    2. Olá António,

      Entendi, perfeitamente, o que acabou de me explicar.
      Na verdade o Carnaval de S. Salvador daa Baía é super famoso, só que desconhecia, que era o mais famoso do planeta.
      Eu gosto de me divertir, saudavelmente, todo o ano, e não só agora.
      Em Portugal, e este ano, nem se nota, que é Carnaval.
      Mesmo as cidades, onde este se celebra, estão com pouca animação, porque muita gente hoje trabalha até às 20h.
      Resta o Domingo para os foliões, que são muito poucos.

      É pena, que os Brasileiros, e sobretudo os de S. Salvador, não prefiram uma casa em condições, trabalho e ensino, de forma satisfatória, e se rendam, incondicionalmente, a essa "loucura".

      Bom Carnaval.
      Agradeço seu comentário em meu blog.
      Abraço de luz.

      Excluir
    3. Baiano tem mania de grandeza e superlativa tudo. Aqui tudo é o maior, o melhor do mundo. Rs rs rs....

      Aqui o carnaval começou na quinta e vai até quarta pela manhã. E o povo ainda acha pouco.

      Um abração.

      Excluir
    4. Oi António,

      Como vai?
      Já terminou o Carnaval, graças a Deus.
      O povo deveria querer mais justiça social, habitações condignas, saúde e educação, na escala MÉDIA ALTA.

      Passei também em seu blog, para ver se tinha nova postagem. Aguardarei.

      Abraço de luz.

      Excluir
  9. Olá ,sou professora e gostaria de fazer um pedido para que me ajude indo no link abaixo e deixando um recadinho.Estou concorrendo com o meu texto:"Transformando um Sonho em Realidade" no concurso Educação Nota 10 do Globo.
    A segunda etapa do concurso já aconteceu e consegui ser classificada, graças ao apoio de minhas amigas(os) blogueiros.E o concurso acaba agora no inicio de março.
    Por favor, visite o link e deixe um comentário por lá.

    Esse é o link:
    http://www.educacao10.syncmobile.com.br/?p=576

    Qualquer problema, postei também o link no post do meu blog, é só ir lá e clicar (http://ler-com-prazer.blogspot.com).
    Obrigada!Paz e Luz!

    ResponderExcluir
  10. Olá Antônio!!
    Quanta verdade nesse texto!

    P.S: O blog Luz entra em recesso, vou fugir da folia um pouquinho...
    Tenha um Belo Carnaval!!

    Muita Luz!!
    Até a volta...

    ResponderExcluir
  11. Oi Antonio,

    não consigo entender essa ideia de que se divertir é se acabar, se destruir. Se cometem absurdos contra si mesmos, chamando a isto de diversão.

    Um beijo, bom feriado pra você.

    ResponderExcluir
  12. Oi Antonio, carnaval tem que ser sadio, de cara, corpo e mente limpos.
    Triste é que o que você conta em sua história, infelizmente acontece em todos os carnavais.

    Beijos de um bom feriadão.

    ResponderExcluir
  13. Que o CARNAVAL seja um momento de alegrai, paz e muita felicidade para todos...
    ´
    Um abraço

    ResponderExcluir
  14. Olá Antonio,
    Agradeço a visita e retribuo sua carinhosa mensagem.
    Parabéns pelo excelente texto! Seus escritos são lindos!

    Grande beijo, paz e luz!

    ResponderExcluir
  15. Desde que a sensatez não se ausente, não vejo inconveniente, embora não participe dessa festa. Infelizmente, ela traz sempre resultados tristes.

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Antonio, otima oportunidade para escrever algo meio que arrepiante, visto que é uma epoca que as pessoas perdem o compasso da razão, bebem demais, se entregam a drogas e brigas, e muitas vezes levam antes de si, os inocentes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. História muito triste que o amigo contou.
    Muitos beijinhos
    Desejo que esteja bem.
    Irene

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Irene!

      Comigo está tudo bem. Infelizmente, a realidade esconde casos tão ou mais tristes. Travestido de alegria o carnaval nem sempre termina em risos.

      Um abração.

      Excluir
  18. TOC TOC POSSO ENTRAR? JÁ ENTREI E ESTOU ADMIRADA COM O TALENTO EXPOSTO AQUI NESTA CASA, MEU AMIGO SE ASSIM ME PERMITI, OS TEXTOS QUE LI SÃO MUITOS INSPIRADOS E MUITO BEM ESCRITOS, OLHA VIM DEVIDO A POESIA PASSARINHO COLOCADO LÁ NO RECANTO DOS AUTORES, QUE ACHEI DE UMA SENSIBILIDADE INCRÍVEL, AQUI CHEGANDO ENCONTRO BELOS QUADROS EM FORMA DE TEXTOS PINTADOS COM O PINCEL DA ALMA, PARABÉNS BEIJOS LUCONI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá LUCONI!

      Seja bem-vinda! Aqui não precisa bater para entrar, a amizade é uma porta sempre aberta.

      Um abração.

      Excluir
  19. Olá Antonio,
    Obrigada pela passada em meu blog. Adoro quando você aparece por lá, amigo. Sua postagem revela a verdadeira face da maioria dos foliões no Carnaval. Espíritos distanciados do bem aproveitam-se para influenciar negativamente aqueles que se deixam levar pelas loucuras e excessos carnavalescos.
    Tenho uma matéria muito boa para postar sobre este assunto. Trata-se de um texto de Emmanuel sobre o carnaval. Talvez poste ainda hoje.
    Desejo a você um ótimo feriado, querido amigo.
    Beijos,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  20. Estamos gratos, por ter comentado em nosso blogue.
    Tenha um período carnavalesco agradvel

    ResponderExcluir
  21. Aprontar muito não acaba bem, essa é a questão. Um abraço e boa folia, Yayá.

    ResponderExcluir
  22. Querido gostei muito do seu conto.Eu aproveito a época do carnaval para descansar,enquanto a grande maioria se diverte.Admiro quem o faz com alegria e sem exageros.
    Bom carnaval.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  23. Boa noite, querido amigo Antonio.

    Nossa... Que história!!

    Desejo-lhe muita paz nesse feriadão.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Olá querido amigo ! Atrasilda, mas cheguei :)

    Importantíssimo este alerta, precisamos estar atentos a como celebramos esta festa ! Quando eu era criança, era tão bonito e bem mais tranquilo do que hoje em dia, tanto que parei de festejar... das últimas vezes que me aventurei a sair, nada mais vi do que as pessoas enegrecendo a data, com suas condutas levianas e perigosas... deixou de ser só alegria para virar algo muito pesado, e por nossa culpa mesmo, que pena... Bons tempos dos matinés que eu ia, com marchinhas e nenhuma briga, nem comportamentos escandalosos e prejudiciais...
    mas para quem ainda gosta, que leve consigo a consciência de que os excessos, como na história, nada de bom trazem...

    Um enorme abraço e que seu feriado seja de paz e sorrisos :)

    ResponderExcluir
  25. Olá Antônio,

    Pena que o carnaval se transformou numa festa de abusos e excessos!
    Outrora, era apenas uma festa da alegria. Já fui foliona, mas tudo era apenas brincadeira e risos. Hoje prefiro ficar em casa e nem mesmo ouso viajar neste período.

    Para quem se aventura no carnaval como João arrisca-se a terminar como ele, ou seja, como obsessor.

    Ótimo feriado!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde Antonio!
    Você não tem noção de como eu gostei do teu Blog!
    As postagens excelentes, objetivas, úteis, que nos levam às reflexões tão necessárias!

    Estou te seguindo e voltarei sempre pra apreciar com alegria as suas mensagens!

    Abraços da Lu...

    ResponderExcluir
  27. Olá meu caro,

    sim, atrás do trio elétrico há muito mais do que podemos imaginar!!!

    Grande abraço

    Aproveito para dizer que o Palavras está de volta, depois de alguns percalços... te espero lá!

    ResponderExcluir
  28. Ai, Antonio, deu medo isso!!!!
    Se eu já fujo do carnaval, agora então...
    Brincadeira, tenho estudado o espiritismo e depois de saber de certas coisas a gente procura se poupar, né?

    um abraço, adorei esse texto!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Os pais e a "baleia azul"

Ganhadores. O que faz a diferença

Tempo e amor