Versos reversos do voto nulo. Nulidade cidadã


Ilustração oficial do blog - Uma rosa vermelha na diagonal, sobre um fractal do por do sol, com o nome Apon em relevo, na parte inferior da imagem. #PraCegoVer

Se votar nulo desse resultado,

anularia bem anulado!

Protestaria com prazer.


Mas o legislador esperto,

não deixou brecha em aberto,

para o eleitor se defender.


O nulo nada anula.

Não importa o percentual!

Entenda-se o artigo 224 do código eleitoral.


O nulo só serve a quem está na dianteira.

Fatura os votos válidos,

põe o povo na rabeira.


Anular é desinteligente,

terceiriza a decisão,

elege pela inércia qualquer parlapatão.


Cabe ao cidadão qual badameiro,

catar no lixão eleitoreiro

a menos danosa opção.


É triste a realidade,

mas melhoria de verdade.

Não virá com o voto da omissão.


Sair da comodidade,

acordar da sociedade.

Isso ameaça a corrupção!


O resto.

É nulo voto nulo.



Leia mais sobre o voto nulo em: Voto nulo não anula eleição. Não dê crédito...


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


Antonio Pereira Apon

Autor do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Procurando escrever em prosa e verso com a arte da vida.

2 Comentários

Obrigado por sua visita. Agora que terminou a leitura, que tal deixar seu comentário na caixa de comentários abaixo? Sua interação é muito importante. Obrigado.

  1. Amigo Antonio, que prazer poder ler por aqui as suas postagens inteligentes, pois é meu amigo, temos de saber muito bem o que fazer para não dar brecha nas brechas das leis!
    Sei que é difícil escolher aos que irão nos representar, mas é preciso sim votar, nada de anular, jamais votei nulo, mesmo quando há campanhas para isso!
    Amigo poeta, vamos indo, quem sabe um dia a gente acerta né mesmo?
    Abraços apertados e tenhas um lindo domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém será eleito, independente de quantos anulem seus votos. Anular, longe de ser um protesto inteligente. É entregar a escolha à ignorância que vive dependurada em bolsa isso, bolsa aquilo... Deslumbrada com propagandas, bravatas e mentiras.

      Um feliz domingo para você também e uma boa semana.

      Excluir
Postagem Anterior Próxima Postagem

Pular para comentários.



Pular para comentários.


Clique na imagem acima para ler uma postagem sorteada especialmente para você.


Clique para ler: A pedra.            Poema de Antonio Pereira Apon.

Clique na imagem do escultor para ler: A pedra. Nosso poema que tem sido plagiado.




Fale conosco.


Assista nossos vídeos, inscreva-se no Apon na arte do viver.



Se ainda não se inscreveu, inscreva-se em nosso canal, clique no sininho para escolher receber nossas notificações, ser avisado(a) dos vídeos novos. E não esqueça de dar seus likes. Conto com você! Obrigado.