Seu barco é impermeável? - A arte da vida. Apon HP
Bom estar com você!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Seu barco é impermeável?

Publicado em quarta-feira, 10 de julho de 2019



... sem a indispensável impermeabilidade, nas correntes do existir; encharca-se nos problemas e desmancha-se nas dificuldades. Sem a devida maturidade consciencial, o ser deriva ao sabor dos acontecimentos, absorvendo inutilidades, negatividades que desagregam e...


Barco a navegar.


Naquela manhã chuvosa, a rua estava cheia d'água. O menino pegou uma velha revista e começou a produzir barquinhos de papel e colocá-los para “navegar” na correnteza produzida pela chuva. Um após outro, seus barcos iam descendo em meio ao aguaceiro, mas no meio do caminho, ensopavam e se desfaziam...


Após perder toda a sua “esquadra” feita com as folhas internas da revista, o garoto preparou a derradeira embarcação com a capa, que além de ser de um papel mais grosso, era revestida por uma película plástica. Assim, dotada de uma necessária impermeabilidade, a nau foi cruzando toda a rua; impávida, íntegra... Até o Guri satisfeito perdê-la de vista.


A vida, como um barquinho de papel, sem a indispensável impermeabilidade, nas correntes do existir; encharca-se nos problemas e desmancha-se nas dificuldades. Sem a devida maturidade consciencial, o ser deriva ao sabor dos acontecimentos, absorvendo inutilidades, negatividades que desagregam e desestabilizam, podendo naufragar.


E aí?! Já impermeabilizou sua embarcação?



Postado aqui em 16 de setembro de 2014.



6 comentários:

  1. Ah! Meu caro Antonio! A essa altura da vida, já restaurei, impermeabilizei, soldei minha embarcação, pois sou da teoria que "navegar é preciso... e viver também..." E, sempre com bons exemplos... A família espera e depende disso.
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só os tolos descuidam do seu precioso barquinho e se encharcam das adversidades.

      Um abração.

      Excluir
  2. Olá, Antonio! Que bela analogia fez do barquinho com a nossa capacidade de suportar problemas. É importante lembrar que se impermeabilizar não significa tornar-se frio, é não permitir que os problemas cotidiano nos afetem a ponto de perder o gosto pela vida. Não é tarefa fácil, mas necessária.
    Sempre gostei de fazer barquinhos de papel! :)
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só quem não teve infância, não lançou seus poéticos barquinhos. Pois é, como tudo na vida, a "impermeabilização" do nosso barco, reclama discernimento e sabedoria.

      Um abração.

      Excluir
  3. Amei ler aqui, quando revejo meus textos antigos, percebo que sempre são atuais, as temáticas da vida, assim como esse que nos mostra aqui.
    Impermeabilizar o nosso barquinho, eis o fundamental, ser fortalecidos de verdade, para seguir em frente!
    Abraços bem apertados meu querido amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, alguns de nossos escritos transcendem ao tempo, parecem dotados de uma inesgotável atualidade. Importante mesmo, impermeabilizarmos nossos barcos para navegar o viver.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💙 Grupo. Reunidos, unidos, dispersos e juntos.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM