O gueto da “cultura” e a cultura do gueto - A arte da vida. Apon HP
Bom estar com você!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

O gueto da “cultura” e a cultura do gueto

Publicado em quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015



... Artista que é povo, faz da cultura trampolim; para a comunidade e para si: Música, dança, literatura... Já arteiro, mutreteiro fingidor; vomita o medíocre e o infame...


Mãos batendo palmas.


No gueto todos são pretos,

pretos de todas as cores.

No gueto,

Espinhos há mais que flores.

Convivem,

Sobrevivem:

Sorrisos e dores,

bem e mal,

bom e ruim,

belezas e horrores;

o digno e o vil,

sacro e mundano,

o trabalhador e o malandro,

o lar e o covil.

Onde o que falta farta!

Perversa,

Reversa fartura.

Falta quase tudo,

farta quase nada;

enfartante agrura:

Na encosta e na vala,

na doença e na bala;

desdentados,

desletrados,

marginalizados cidadãos.

Favela.

Artista que é povo,

faz da cultura trampolim;

para a comunidade e para si:

Música, dança, literatura...

Já arteiro,

mutreteiro fingidor;

vomita o medíocre e o infame,

intenta Alcunhar de cultura popular:

Musiqueta, remelexo, garatujas...

No gueto tem gente capaz,

tem gente que faz do bom, do belo e do melhor;

tem arte de verdade,

tem talentos de valor.

Falta oportunidade,

um olhar descobridor.



6 comentários:

  1. Oi Antonio

    Um país pensado e executado para que muitos não tenham e não enxergem a oportunidade, para que pouquíssimos tenham a oportunidade de espoliá-los.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Um povo programado para a alienação e a mediocridade.

      Um abração.

      Excluir
  2. Esse olhar que deveria descobrir talentos e dar oportunidades, em geral, está embaçado na pequenez do pensar, apenas, em seu bem-estar!
    Versos intensos de um realismo "dantesco".
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estão preocupados com cultura, arte, povo... Arrivistas. Apenas focados no lucro fácil, rápido, imediatista e inconsequente. Mercadores de titica para o consumo de alienados...

      Um abração.

      Excluir
  3. Olá, Apon, como vai? Defato a falta é uma questão de ponto de vista, rsrsrs. Lindo é um lugar onde há pessoas de todas as cores em pé de igualdade. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sob todos os pontos de vista, assistimos uma epidêmica decadência da arte e da cultura popular. Os interesses empresariais, de pseudo artistas e outras inconfessáveis motivações imperam. Se produz o descartável do descartável, lixo puro! E os verdadeiros talentos, a criatividade e a qualidade são marginalizados.Os reais artistas e os grandes valores das comunidades são quase sempre relegados a planos inferiores, enquanto medíocres aventureiros são alçados à condição de celebridades.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM