Reencarnação. O que te parece? - A arte da vida. Apon HP
Bom estar com você!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Reencarnação. O que te parece?

Publicado em terça-feira, 17 de julho de 2018



... nossas escolhas tem consequências com as quais temos que arcar; corrigir nossos enganos, consertar nossos erros. Nada nem ninguém pode responder por nós ante o tribunal da própria consciência. Não existe “castigo de Deus”, penas eternas e outras tantas invencionices...


Antonio Pereira Apon.


Mãos orando.


Uma amiga me escreveu e questionou:

“Muitas vezes, me pergunto, qual o motivo porque uma criança de dois anos, que, enfim não cometeu ainda pecados é vítima de câncer, por exemplo. Já fiz essa pergunta a um teólogo e a um padre e eles me responderam que são desígnios de Deus e que satanás também comanda esse mundo. O que te parece”?


Sem a reencarnação, não temos senão esse tipo de resposta simplista, escapista e que em suma, tenta comodamente terceirizar nossas culpas, colocando o ser humano a mercê de outras vontades, dócil joguete do destino, da sorte, do acaso...


Quando nascemos, ganhamos um novo corpo. Porém, nosso espírito, já preexistente, traz consigo a bagagem do bem e do mal, praticados em outras encarnações. Assim, o corpo físico, reflete as necessidades, as carências, as expiações e provas que permitem à alma resgatar seu passado e escrever um futuro melhor. Dessa forma, vamos evoluindo de encarnação em encarnação.


Fora disso, a bondade e justiça do Criador são postas por terra. O Pai nos deu o livre arbítrio, para escolhermos o caminho a trilhar. Contudo, nossas escolhas tem consequências com as quais temos que arcar; corrigir nossos enganos, consertar nossos erros. Nada nem ninguém pode responder por nós ante o tribunal da própria consciência. Não existe “castigo de Deus”, penas eternas e outras tantas invencionices de algumas religiões, para segurar seus fieis pelo medo e promessas vazias de remissão dos pecados, dogmas e outros artifícios para uma pretensa “salvação”.


Enquanto não buscamos de fato nos melhorar, somos assaltados pelas vicissitudes, doenças e tantos dissabores que povoam nosso cotidiano. Não existe solução mágica, não dá para apelar para milagres nem apostar nas crendices e rituais. Se na vida atual, não se encontra a causa para um problema, com certeza, essa está numa vida pretérita.


Não quero de forma alguma, ofender a convicção religiosa de ninguém. Mas não tenho outra forma de responder ao questionamento: “O que te parece”?


Mão de Deus tocando a do homem gerando luz.



Postado aqui em 23 de janeiro de 2016.



6 comentários:

  1. Amigo Antonio, a mim me parece exatamente como aqui descreves seu pensar e crer, também creio na vida eterna e consequentemente na reencarnação, pois uma vida só não é suficiente para aprender, para desfrutar, para sanar erros que cometemos ao longo da vida.
    Inatismo, reencarnação, tudo isso eu acredito!
    Abraços meu amigo professor e poeta, amei ler aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já passou da hora de pararmos de por tudo na conta de Deus, do Diabo, do azar, do destino... Somos responsáveis por nossas escolhas e temos que arcar com os consequentes ônus e bônus delas. A reencarnação é o mecanismo natural da evolução. Uns evoluem mais rapidamente e com menos dissabores. Outros, tardam mais e mais sofrem; mas todos evoluem. Sem essa de penas e gozos eternos, arrependimentos e perdões artificiais, dogmáticos e ritualísticos. Não dá para terceirizar a "salvação".

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir
  2. Olá, Apon, como vai?
    Esse é um assunto muito interessante para conversas e meditações... católica por formação seria contra os dogmas dessa linha religiosa, por outro lado concordo contigo... a reencarnação explicaria fardos que muitas vezes a pessoa carrega sem justificativa aparente. A novela Além do tempo abordou muito bem o tema. O importante, independente da crença, é sempre buscar o caminho do amor, perdão, compreensão e bondade. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. O importante é buscar sempre fazer o bem. Tudo na paz de Deus.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir
  3. A "religião do medo, castradora" foi a que fui conduzida na minha formação! Felizmente, sei ler e interpretar bons textos e isso me trouxe a compreensão sobre a reencarnação, na qual acredito sim, pois não haveria razão de tanta lapidação para apenas "ser enterrada"... Nosso "céu ou inferno" o fazemos aqui e agora. Depende das nossas ações. Esse é um tema em que respeito a divergência de opiniões, mas sinto-me liberta por ter acesso a essa compreensão, livre de dogmas impostos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus disse que seremos conhecidos por nossas obras. Fazer o bem é a grande senha para a evolução.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM