Na janela              

em sábado, 1 de dezembro de 2018



... rasgo de pensamento, retalho de poesia, sinopse, um senão. Na janela; um pouco de tudo, uma porção de nada, uma parte mal apartada, uma sobra de ilusão...


Antonio Pereira Apon.


Um jovem tristonho, sentado olhando la fora através de uma janela.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha 63ª participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Esse poema de agosto desse ano, me pareceu se encaixar como uma luva para essa imagem que escolhi. Espero que gostem.


Na janela;

um pedaço de céu,

um tanto de universo,

moldura,

um resumo de infinito.

Na janela;

um resto de cidade,

um restar de saudade,

um vago na amplidão.

Na janela;

um rasgo de pensamento,

retalho de poesia,

sinopse,

um senão.

Na janela;

um pouco de tudo,

uma porção de nada,

uma parte mal apartada,

uma sobra de ilusão.

Na janela;

uma fresta,

uma réstia,

uma resga,

uma nesga,

fragmento,

um quinhão.

Na janela...


Mulher na janela em figueras, pintura de Salvador Dali.



Postado aqui em 26 de agosto de 2018.


Nossas participações no "Poetizando e encantando":

Para exibir/ocultar Clique para exibir/ocultar nossos posts no poetizando e encantando.


41 comentários:

  1. Olá, Tonico!

    A pintura de Dali é bonita, mas a mulher tá um pouco gorduchinha. Ela está de costas para nós e de frente para o mar, céu, enfim, para o mundo.

    Qto ao teu poema, nos abriste outra janela, essa a da escrita inspiradora, de onde tudo se pode ver e observar. Por vezes, é tudo, por vezes, é nada, mas não deixa de ser espaço aberto ao mundo. Gostei das tuas palavras todas encadeadas, com o habitualmente.

    Beijinho e abracinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mulher da pintura, é a irmã de Dali. A janela literalmente e simbolicamente, desvela a visão para além de onde se está. A poesia, a janela abstrata que a tudo versa, descortinando horizontes sem fim.

      https://www.youtube.com/watch?v=XpmsV51igrI

      Um abraço inspirado.

      Excluir
    2. Não sabia, mas obrigada por tua informação.
      Isso mesmo. É um espaço aberto ao mundo.

      Gostei mto das imagens do vídeo, que mostra o cotidiano das pessoas, naturalmente repetitivo, sobretudo em zonas rurais.
      Da voz do intérprete não gostei lá mto, não.

      Beijinho cotidiano!

      Excluir
    3. Blogando e aprendendo também...

      Um abraço não repetitivo.

      Excluir
  2. Maravilhoso e profundo poema! Muitas interpretações tiramos dele todas são de um poder reflexivo intenso.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida e suas janelas, convidando à poesia, que nos convida a refletir.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  3. OI ANTONIO!
    UMA JANELA ONDE TUDO SE PASSA, ABERTA AO MUNDO E PARA QUEM POR ELA QUEIRA "VER" COM A ALMA.
    ACHEI LINDO TEU POEMA UMA JANELA À IMAGINAÇÃO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abrir a janela da alma para poder contemplar e interagir com as paisagens da vida.

      Um abraço e bom restante de semana.

      Excluir
  4. Bom dia- Passando, lendo, gostando muito do seu magistral poema.
    .
    * Da minha Janela, olho o além ( Poetizando e Encantando ) *
    .
    Votos de feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da janela do poetizando e encantando, assistimos passar poetas e versares.

      Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
      😊 Um outro fim. Um novo começo.

      Excluir
  5. Amigo Antônio, uma linda poesia que nos dá a visão real de um amor e muita saudade. Para completar, acrescentou a imagem da jovem na janela, ambos saudosos a espera desse amor. Parabéns amigo por mais uma vez participar lindamente! Obrigada! desculpe a demora para adicionar seu link e vir aqui. Ando sem tempo mesmo.

    Abraços, feliz fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse fim de semana o tempo ficou um tanto apertado por aqui também, mas, aos poucos, vamos respondendo e comentando. Das janelas, homens e mulheres contempla pensares, sentires, fazeres...

      Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
      😊 Um outro fim. Um novo começo.

      Excluir

  6. Olá amigo! Uma linda participação a sua, mais uma vez me encantou seu poetar. Um olhar saudoso correspondido pela mulher que escolheste para complementar sua linda participação. Uma bela inspiração amigo. Parabéns!

    Abraços, seja muito feliz e abençoada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janelas são portais para se contemplar a poesia da vida.

      Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
      😊 Um outro fim. Um novo começo.

      Excluir
  7. Boa tarde meu amigo. Maravilhosa participação do poetizando. Seu poema é majestoso encantador. Sua inspiração nos faz olhar o nosso próprio EU! Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Bonito mestre. Cabe sim nesta janela todos os sentimentos de um poeta sensível e profundo olhar sobre a cidade e as emoções, que fervilham o coração humano.
    Belo e inspirado trabalho da poesia.
    Meu abraço e bom fim de noite no feliz Dezembro que lhe desejo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na janela dos versares cabe o infinito de toda a inspiração; cabe o eterno, cabe o transcendente.

      Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
      😊 Um outro fim. Um novo começo.

      Excluir
  9. Boa noite, amigo Antonio!
    Na minha janela também vejo assim:

    "Na janela;
    um pouco de tudo"...

    Vejo pôres do sol lindíssimos, céus de todos os tipos e o mar a me encantar.
    Você detalhou bem a mulher dos seus sonhos que mira da janela do seu coração. Lindo ser poetada com o reflexo d euma imgem que a recorda!
    Tenha a alegria de flores recém regadas na Primavera!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A janela é uma moldura para os infinitos da inspiração e da poesia; dos sentires, dos pensares...

      Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
      😊 Um outro fim. Um novo começo.

      Excluir
  10. Olá, Tonico!

    Reli teu poema com mto gosto e ainda lembrava alguns versos dele, tal como a pintura.

    Uma janela é um mundo, que se abre à nossa frente e tanta coisa vemos e podemos, depois, transmitir.

    Imagina um casalinho, k pode ser o do século -rs, à janela (de preferência bem estreita-rs). Ora, não têm olhos para o k veem, mas só para eles, um para o outro, quero dizer e qtos beijos não irão acontecer. Depois, me conte -rs.

    Beijinho e k tudo te corra pelo melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais que elementos arquitetônicos, janelas são componentes inspiracionais, suscitam comportamentos, sentimentos, emoções...

      Que de alguma janela...

      Um abraço. Boa semana e um maravilhoso dezembro.

      Excluir
  11. A janela tão bem mais uma vez te encantou!Adorei! abraços, linda semana! chica

    ResponderExcluir
  12. Oi, Tonico!

    Tudo bem? Aqui, tudo normal.

    Deixei aqui, ontem umas palavrinhas acerca do post e não as encontro. O caricato da situação é k o post diz ter 25 comentários, mas só estão visíveis pra mim 23. De vez em qdo, isso sucede aqui. Que se passará? Falta de calma, paciência, não é, pke já já esperei quase 24h. Qdo clicar nesse meu comentário, aparece o de ontem e a tua resposta, creio. É sempre assim!

    Boa semana. Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Ora, dito e feito, como se diz por cá. Meu comentário de ontem já apareceu, tal como tua resposta. Merci!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ainda não se acostumou com as manhas e artimanhas desse blog? Ele tem vontade, ou melhor, má vontade própria. Rs rs rs...

      Um abraço.

      Excluir
    2. Já me deveria ter acostumado, é verdade, mas será k sucede isso com outros comentadores? Algum deles já te fez saber dessa situação?

      Novidades por aí -rs?

      Abracinho e sono certinho.

      Excluir
    3. Umas três ou quatro pessoas já reclamaram do sumisso temporário dos comentários. Além de coisa do blog, pode ser também a velocidade de sua conexão com a internet.

      Por aqui sem novidades, só na janela a receber a brisa quente do calor de Salvador. O sono entrou nos eixos, até a próxima mudança de lua. Rs rs rs...

      Um abraço. Inté!

      Excluir
  14. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá caro António!
    Um belo e interessante poema, o que se poderá ver por uma janela aberta para o mundo!...tanta coisa, com certeza e o que mais o pensamento disser.
    Gostei imenso.
    Abraço de paz.
    Luisa

    ResponderExcluir
  15. Oi António, da minha janela vejo um pedacinho de mar, mas algumas colinas com vegetação e vejo muitos carros que passam no cruzamento, e vejo alguns espaços com árvores de fruto, e da janela do meu computador vejo as maravilhosas palavras de amigos tão longínquos, as suas inspirações poéticas que nos aquecem a alma :)
    abraço, boa noite
    Angela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O computador é uma magnífica janela a interligar pessoas, pensares, sentires e a grande oportunidade de poetizar e encantar.

      Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
      😊 Um outro fim. Um novo começo.

      Excluir
  16. Antonio!
    Que janela mais inspiradora, trazendo surpresas inesperadas e sentidos aflorados em sua narrativa bela, parabéns!
    Desejo uma ótima semana!
    “A melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/12/divulgacao-cultural-155-63-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
  17. Olá amigo!
    Só hoje foi possível participar desta BC.
    Projetos, o Sarau e início das provas dos alunos complicou um pouco, mas como os alunos gostam de participar comigo, o Guilherme escreveu sua prosa poética e está linda! Espero que goste.
    Amei sua inspiração, uma bela poesia.Uma espera saudosa, correspondida pela jovem. Um amor ausente.
    Abraços, e já em clima de Natal, que venha um Natal de muita paz, saúde e harmonia para todos nós. Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Convite para mais uma edição do Poetizando e Encantando que acabei de postar.
    Sei que o desafio é grande a cada edição, mas o amor pela poesia tem nos conduzido a chegar nas 64 edições. O sucesso pertence a cada um dos participantes. Vamos poetizar!

    Hoje deixo esse pensamento para refletirmos.

    Deixe que a vida ande na sua própria velocidade;
    você não pode controlar o tempo.
    As coisas fora do lugar saberão para onde ir.
    São tantas as possibilidades escondidas na rotina ...
    É preciso apenas um olhar puro e um coração atento para
    encontrar os tesouros escondidos por aí .

    Abraços, com desejos de um abençoado fim de semana.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.






Fale conosco:




Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!



Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...


Topo