Mata quem desmata - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

domingo, 4 de novembro de 2018

 

                    Mata quem desmata              

     

... fake news do progresso, qual ateroma, assoreando o leito, obstruindo, infartando o peito. Quem desmata: Mata bicho, mata gente, e o agro, se desmata, ecologicamente se mata; dissecando as ressequidas veias, interrompendo o fluxo, sessando o pulso, perenizando a sede, castrando o cio...


Antonio Pereira Apon.


Pássaro azul.


Quem desmata,

mata mais que a mata:

“Morrentes” nascentes,

finados, isquêmicos rios;

fake news do progresso,

qual ateroma,

assoreando o leito,

obstruindo, infartando o peito.

Quem desmata:

Mata bicho, mata gente,

e o agro, se desmata,

ecologicamente se mata;

dissecando as ressequidas veias,

interrompendo o fluxo,

sessando o pulso,

perenizando a sede,

castrando o cio da terra.

Quem desmata;

aquece a estufa,

efeito do defeito humano,

que por grana se dana,

põe o mundo a se danar.

O fumo da indústria,

fumantes veículos a baforar,

esgotos sangrando,

sepse…

E quem desmata...






   
 
 

13 comentários:

  1. Sempre bom ouvir essa parceria de Francis Hime e Chico Buarque, é um belo hino, um grito/alerta ecológico. Além de rememorar a infância de muitos de nós, que curtimos o antigo Sítio do Pica-pau Amarelo...

    Passaredo
    Chico Buarque

    Ei, pintassilgo
    Oi, pintarroxo
    Melro, uirapuru
    Ai, chega-e-vira
    Engole-vento
    Saíra, inhambu
    Foge asa-branca
    Vai, patativa
    Tordo, tuju, tuim
    Xô, tié-sangue
    Xô, tié-fogo
    Xô, rouxinol sem fim
    Some, coleiro
    Anda, trigueiro
    Te esconde colibri
    Voa, macuco
    Voa, viúva
    Utiariti
    Bico calado
    Toma cuidado
    Que o homem vem aí
    O homem vem aí
    O homem vem aí
    Ei, quero-quero
    Oi, tico-tico
    Anum, pardal, chapim
    Xô, cotovia
    Xô, ave-fria
    Xô, pescador-martim
    Some, rolinha
    Anda, andorinha
    Te esconde, bem-te-vi
    Voa, bicudo
    Voa, sanhaço
    Vai, juriti
    Bico calado
    Muito cuidado
    Que o homem vem aí
    O homem vem aí
    O homem vem aí

    https://www.youtube.com/watch?v=4514LqMlBkE

    Pois é... O homem vem aí.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia:- Ai ai Morte matada que mataste a morte em manhã amaldiçoada pela Morte chegada.
    A minha singela homenagem ao seu magnifico poetar.
    .
    * Desnorte na Morte do Sentimento *
    .
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morte morrida e matada, desmatamento desvivente. Obrigado.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😔 Duelo das palavras.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Profunda maravilha é preservar, cuidar para que a vida nos dê flores e frutos.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😔 Duelo das palavras.

      Excluir
  4. Profundo!
    Aplausos ao Poeta e ao seu poetar!
    =)
    Bjinhos e noite quentinha
    Por aqui com, Beleza rompendo o céu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Profunda é a inspiração da natureza que precisamos preservar, proteger, poetizar.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😔 Duelo das palavras.

      Excluir
  5. Oi, Tonico!

    Tanto passaredo!

    Muitas palavras na letra, que postaste, k não sei o k elas significam.

    Fujam passarinhos, que o Homem vem aí e vos quer fazer mal, matar. essa foi a ideia, que tirei do teu poema com mtas palavras homónimas e da letra, que transcreveste.

    Bom jantar e bom sono.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria são nomes de pássaros e por falar deles, deixe meus passarinhos aí mesmo. Rs rs rs...

      https://www.youtube.com/watch?v=qLeK1Idac1s

      Inté!

      Excluir
  6. pois é, Tonico!

    Já levei os passarinhos comigo -rs. Essa noite vão dormir no meu quarto.

    Bisous.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem jeito não... Até estou ouvindo o canto deles atravessando o oceano...

      https://www.youtube.com/watch?v=ERjR3ZtCrt8

      Excluir
  7. Aplaudo o seu texto de intervensão ecológica.
    Coloco-o nos meus favoritos.
    Abraço, Amigo
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida, a natureza pede socorro contra a sanha suicida desse falso progresso.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💗 Vasto jardim, o coração.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...