Quem nasceu primeiro? O homem ou a mulher?              

em terça-feira, 12 de fevereiro de 2019



... Deus colocou toda a poesia nas formas da mulher, com a mais pura arte, delineou suas curvas e demais predicados desse inspirado e primoroso “design” da natureza. Deu-lhe uma alma...


Antonio Pereira Apon.


Vênus ao Espelho, pintura de Velázquez.


Essa coisa de que Deus criou primeiro o homem e deste fez a mulher, é pura balela, invencionice do patriarcado “nonsense”, machista e caduco. Deus caprichou fazendo a mulher, com as sobras, mandou um estagiário improvisar o homem. Daí essa coisa tosca, mal-ajambrada, com um penduricalho esquisito, afrontando a estética.


Deus colocou toda a poesia nas formas da mulher, com a mais pura arte, delineou suas curvas e demais predicados desse inspirado e primoroso “design” da natureza. Deu-lhe uma alma sensível e perspicaz, uma intuição magnífica e uma determinação inquebrantável.


Já o homem... Lá corria o sexto dia da criação, Deus precisou dar uma saidinha para conferir toda a obra e confiou a um tal de Lúcifer, ir modelando a forma masculina... Quando o Criador retornou, o estrago estava feito , não havia material sobressalente e o cronograma precisava ser cumprido. O Pai ainda ajeitou aqui e ali; deu uma melhoradinha. Mas...


Homem Vitruviano, desenho de Leonardo da Vinci.





Leia abaixo alguns de nossos escritos tendo a mulher como tema:


Mãe Terra.


11 comentários:

  1. Que coisa linda:)) Sublime forma de nos encantar:))

    HOJE, DO GIL ANTÓNIO :- Cintilantes olhos verdes

    Bjos
    Votos de uma óptima Noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa minha brincadeira sobre a criação humana, não minto sobre a grande beleza expressa na figura feminina.

      Um abraço.

      Excluir
  2. Olá, Tonico!

    Me ri a valer sobre teu post.
    E o penduricalho lhe dá toda a graça, eu acho.

    Mulher é mulher, mas ambos são belos e se completam.

    Beijos pela brincadeira saudável e com humor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O penduricalho foi para fazer rir mesmo, estamos precisando, para aliviar a carga de tanta tragédia.

      https://www.youtube.com/watch?v=XsA4_-Qz9qc

      Um abraço dançante, no ritmo da canção.

      Excluir
    2. Isso mesmo, meu querido!

      A música, que já conhecia, é tão alegre e convidativa. Amei!

      Vamos dançar? Te agarras a mim, mas não abuse e eu te conduzo, visto k não sabes dançar lá mto bem. Valeu?

      Beijos.

      Excluir
  3. Concordo que a mulher tem perfeição, tem graça, tem uma beleza singular, no entanto, no homem há uma masculilidade que completa a beleza feminina, há um encanto também.

    Abraço, amigo.

    Proseando num dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza! Aqui, apenas uma brincadeira, uma satira com a criação humana. Estamos precisando rir nesses tempos tão estranhos.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💙 Navegar, viver... "Toca o barco!"

      Excluir
  4. No matter how hard it is to admit, but this is the purest truth. Initially, it appeared a woman. Indeed, even when the fetus is formed, a woman is obtained first. This is visible at the genetic level. And then it becomes a man. It is a fact.

    ResponderExcluir
  5. This gave him a sensitive and insightful soul, a magnificent intuition and the inexorable determination which his creator rewarded.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora a nossa brincadeira, Deus deu aos homens e às mulheres, a parte que lhes cabe na arte da criação.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💙 Acorda para caminhar.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..








Fale conosco:




Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!



Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...


Topo