Buchicho na carpintaria. Na vida, também é assim              

em sábado, 31 de agosto de 2019



… São as ferramentas do existir, trabalhando a matéria humana para que produza a arte da espiritualidade, a essência do seu melhor; acorde seus potenciais, desperte suas forças, movimente suas capacidades; descubra-se e descubra no outro a parceria que nos irmana na oficina da...




#PraCegoVer: Carpintaria.

O furdunço começou quando alguns materiais resolveram se insurgir contra as ferramentas:

Primeiro foram os pregos com agudas reclamações contra o martelo:
- Esse sujeito só nos trata na base da pancada. Espanca-nos! Bate sem a menor piedade ou qualquer clemência…
Inutilmente, o martelo tentou argumentar que a função dele era a de martelar e a dos pregos, pregar.

Em seguida foram os parafusos, enroscando de raiva, “rodaram a baiana” contra a parafusadeira:
- Essa criatura nos aperta a não mais poder. É uma torturadora cruel! …
Mais uma vez, argumentos quanto a função de cada qual, foram desconsiderados.

A madeira, sem meias palavras, “desceu o sarrafo” na lixadeira, na serra e na furadeira:
- Uma, só se refere a mim com aspereza, a outra vive me cortando, não me deixa dizer nada! Aquela ali então. Perversidade pura! Vive a me furar!
Já sabe, não é? Nada de argumento...

Foi quando o carpinteiro acordou de mais uma boa noite de sono, sorrindo daquele sonho, digno de uma boa fábula. Se aprontou, tomou seu café e foi para a carpintaria. em mais um dia de laboriosa e produtiva atividade, confeccionou esmerados móveis, tirando o melhor do seu talento, materiais e ferramentas. No finzinho da tarde, fechada a oficina, o homem voltou para casa e uma discussão diferente encheu o ambiente: Pregos bem colocados, bem pregadinhos; parafusos apertadinhos, posicionados com precisão; a madeira, bem aparelhada, serrada e primorosamente polida; Em uníssono, agradeciam às ferramentas pela arte do mobiliário que todos juntos puderam produzir.

Assim também é na vida. As pancadas das dificuldades, o aperto dos infortúnios, a aspereza das dores; furos, cortes… São as ferramentas do existir, trabalhando a matéria humana para que produza a arte da espiritualidade, a essência do seu melhor; acorde seus potenciais, desperte suas forças, movimente suas capacidades; descubra-se e descubra no outro a parceria que nos irmana na oficina da evolução, “carpintaria do viver”.

O carpinteiro? O “Divino Carpinteiro”, conta com cada um e todos nós, para produzir: felicidade, equilíbrio, consciência, inteligência emocional, solidariedade, amor, paz, uma humanidade melhor…

E aí? Vamos reclamar, ou fazermos a nossa parte?

10 comentários:

  1. Oi, Tonico!

    Gostei imenso do teu texto. Tens uma forte e brilhante imaginação, que se pode aplicar a todos nós, a nossas atitudes.

    Cada um por si, não dá, e fazer mal ao nosso semelhante é desumano.

    Longe de ser perfeita, e respondendo à tua questão, te digo que não reclamo, em geral, mas tento colaborar com os outros "materiais" para que consigamos juntos, cada qual com sua função, uma divina obra, o que é um tantão difícil, nós sabemos.

    Beijos, garoto e bom resto de domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida é uma construção coletiva. Reclamar é inútil, lamentar é perder tempo. Não adianta esperar que outros façam o que nos cabe fazer ou os favores celestes. O bem ou o mal feito, são obras de cada um e todos nós. O mundo não é melhor, por que anda cheio de gente preguiçosa, maledicente, egoísta, orgulhosa, vaidosa...

      https://www.youtube.com/watch?v=_BrcPZ8WXcI

      Depende De Nós

      Depende de nós
      Quem já foi ou ainda é criança
      Que acredita ou tem esperança
      Quem faz tudo pra um mundo melhor
      Depende de nós
      Que o circo esteja armado
      Que o palhaço esteja engraçado
      Que o riso esteja no ar
      Sem que a gente precise sonhar
      Que os ventos cantem nos galhos
      Que as folhas bebam orvalho
      Que o sol descortine mais as manhãs
      Depende de nós
      Se esse mundo ainda tem jeito
      Apesar do que o homem tem feito
      Se a vida sobreviverá

      Compositores: IVAN LINS / VITOR MARTINS

      Um abraço bem apertado.

      Excluir
  2. Que surpresa musical tão agradável, tão boa, meu querido! Obrigada! Já tinha saudades.

    O vídeo é lindo, seu conteúdo, quero dizer. Letra e música bem especiais para um tema igualmente especial.

    Gostei das metáforas e personificações utilizadas na letra. Folhas bebendo orvalho, por exemplo. Que poético e humano! Ivan Lins é um compositor talentoso e charmoso (não fique ciumento, pke você também é). Do outro, nunca ouvi falar dele.

    Tudo "Depende de nós", a gente sabe, mas cada vez há mais gente desumana e cruel.

    Recebi e senti teu abraço virtual, que é abração de longa duração e intensidade-rs rs rs. Retribuo com um beijão com magia, mas "cuidado" com minhas faces-rs rs rs.

    ResponderExcluir
  3. Lições que podemos tirar das coisas simples; basta imaginar, pensar...
    Te convido para ler: 😎 Falante saudade, ecos... E Caderno da vida.
    Um abraço. Tudo de bom.

    ResponderExcluir
  4. Hoje, passo apenas para vos dizer, presente. Com calma, nos seguintes posts já deverá ser diferente! Agradeço a todos pela paciência que tiveram, em esperar por mim. OBRIGADA.
    -
    Estou de volta
    Beijos e um excelente dia!

    ResponderExcluir
  5. Excelente analogia num conto do género parabola.
    Seja abençoado com tudo de bom.
    Feliz Setembro.
    Abraço, Amigo.
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábulas são convites educativos ao pensar, recados lúdicos da vida.

      Bom setembro!

      Te convido: 😎 Leia uma postagem sorteada para você.
      Um abraço. Tudo de bom.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..








Topo